A formação inicial no curso de pedagogia: concepções, caminhos e perspectivas dos estudantes

Autores

  • Thamyris Mariana Camarote Mandú Universidade Federal de Pernambuco
  • Maria da Conceição Carrilho de Aguiar Universidade Federal de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v15i3.1273

Palavras-chave:

Curso de pedagogia. Estudantes. Representações sociais.

Resumo

Este artigo teve como objetivo compreender as concepções dos estudantes de Pedagogia a respeito do seu curso. Adotamos como referencial teórico a Teoria das Representações Sociais sob a perspectiva de Moscovici. Os participantes do estudo, de natureza qualitativa, foram estudantes do curso de Pedagogia da Universidade Federal de Pernambuco, matriculados nos turnos da manhã, tarde e noite, totalizando 103 discentes. Os dados foram coletados com a utilização de questionário e analisados a partir da técnica de Análise de Conteúdo, proposta por Bardin. Os estudantes consideram que o curso de Pedagogia proporciona uma sólida base teórica, sendo reflexivo e humanizador, razões pelas quais é considerado um curso amplo. Mas, sem que a especificidade da formação do pedagogo seja esquecida, pois a formação para a docência e para a atuação no ambiente escolar é uma característica destacada pelos estudantes. Porém, esses também destacam que o curso, por vezes, é demasiadamente teórico e que a prática acaba ficando em segundo plano, além de terem uma concepção de que o curso é desvalorizado e desprestigiado socialmente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thamyris Mariana Camarote Mandú, Universidade Federal de Pernambuco

Professora substituta no Departamento de Administração Escolar e Planejamento Educacional na Universidade Federal de Pernambuco. Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Pernambuco. Possui mestrado em Educação e graduação em Pedagogia, ambos pela UFPE. Desenvolve pesquisa na área de Formação de Professores, nos temas: curso de pedagogia, representações sociais, identidade, currículo e prática pedagógica.

Maria da Conceição Carrilho de Aguiar, Universidade Federal de Pernambuco

Pedagoga e mestre pela UFPE, doutora em Ciências da Educação pela Universidade do Porto – PT. Professora do Programa de Pós Graduação em Educação da UFPE, atua na graduação em pedagogia e nas licenciaturas no Centro de Educação/UFPE. É Membro do Núcleo de Formação Didático Pedagógica dos Professores da UFPE. Desenvolve Pesquisa na área de Formação de Professores e Prática Pedagógica

Referências

AGUIAR, Márcia Angela da S. et. al. Diretrizes curriculares do curso de Pedagogia no Brasil: disputas de projetos no campo da formação do profissional da educação. Educação & Sociedade, Campinas, v. 27, n. 96, p. 819-842, out. 2006.

ALVES-MAZZOTTI, Alda Judith. Representações de identidade profissional docente. In: MOREIRA, A. S. P.; CAMARGO, B. V. (Org.). Contribuições para a teoria e o método de estudo das representações sociais. João Pessoa: Ed. Universitária UFPB, 2007. p. 297-317. v.1.

ANFOPE. Considerações das entidades nacionais de educação (ANPEd, CEDES, ANFOPE E FORUMDIR) sobre a proposta de Resolução do CNE que institui Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Pedagogia. Brasília, 14 de abril de 2005. Disponível em: http://www.ced.ufsc.br/pedagogia/Documentos%20das%20entidades/DocumentoEntidades2005.htm. Acesso em:

AQUINO, Soraia Lourenço de. O pedagogo e seus espaços de atuação nas representações sociais de egressos do curso de pedagogia. 2011. 171 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2011.

AQUINO; Soraia Lourenço de; SARAIVA; Ana Claúdia Lopes Chequer. O pedagogo e seus espaços de atuação nas Representações Sociais de egressos do curso de Pedagogia. Educação em perspectiva, Viçosa, v. 2, n. 2, p. 246-268, jul./dez. 2011.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. 4.ed. Lisboa: Edições 70, 2009.

BASÍLIO, Márcia Alves Tenório. O curso de pedagogia nas representações sociais dos seus estudantes. 2012. 172 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Centro de Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2012.

BRASIL. Decreto-Lei n. 1.190, de 4 de abril de 1939. Dá organização à Faculdade Nacional de Filosofia. Presidência da República, 1939.

BRASIL. Resolução CNE/CP n. 1, de 15 de maio de 2006. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia, licenciatura. CNE, 2006.

BRAÚNA, Rita de Cássia de Alcântara. A construção de identidades profissionais de estudantes de Pedagogia. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPEd, 32., 2009, Caxambu. Anais da... Caxambu: ANPEd, 2009. (Sociedade, Cultura e Educação: Novas Regulações?).

BRZEZINSKI, Iria. Pedagogia, pedagogos e formação de professores. Campinas: Papirus, 1996.

BRZEZINSKI, Iria. Pedagogo: delineando identidade(s). Revista UFG, Goiás, ano 13, n.10, jul. 2011.

CRUZ, Gisele Barreto da. O curso de pedagogia no Brasil na visão de pedagogos primordiais. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPEd, 31., 2008, Caxambu. Anais da ... Caxambu: ANPEd, 2008. (Constituição Brasileira, Direitos Humanos e Educação)

CRUZ, Gisele Barreto da. Curso de pedagogia no Brasil: história e formação com pedagogos primordiais. Rio de Janeiro: Wak, 2011

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários a prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GATTI, Bernardete Angelina. Formação de professores e carreira: problemas e movimentos de renovação. Campinas, SP: Autores Associados, 1997.

GATTI, Bernardete Angelina; BARRETO, Elba Siqueira de Sá. Professores do Brasil: impasses e desafios. Brasília, DF: UNESCO, 2009. (Relatório de pesquisa).

GATTI, Bernardete Angelina et al. A atratividade da carreira docente no Brasil. In:

FUNDAÇÃO VICTOR CIVITA. Estudos & pesquisas educacionais. São Paulo: FVC, 2009. (Carreira docente). Disponível em: http://www.fvc.org.br/estudos-e-pesquisas/2009/atratividade-carreira-docente-530689.shtml. Acesso em:

GONÇALVES, Luciana dos Santos; AZEVEDO, Heloísa Helena Oliveira de. O curso de pedagogia e o processo de construção da identidade do pedagogo. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPEd, 33., 2010, Caxambu. Anais da ... Caxambu: ANPEd, 2010. (Educação no Brasil: O balanço de uma década).

JODELET, Denise. Representações sociais: um domínio em expansão. In: JODELET, Denise. (Org.). As representações sociais. Trad. Lilian Ulup. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2001.

LEMOS, Ana Raquel Pereira; SANTIAGO, Maria Eliete. A prática de ensino sob a forma de pesquisa e prática pedagógica no curso de pedagogia. 2007. 22 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) – Centro de Educação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2012.

LIBÂNEO, José Carlos. Diretrizes curriculares da pedagogia – um adeus à pedagogia e aos pedagogos? In: ENCONTRO NACIONAL DE DIDÁTICA E PRÁTICA DE ENSINO, 13., 2006, Recife. Anais do ... Recife: Universidade Federal de Pernambuco, 2006

LIBÂNEO, José Carlos. Democratização da escola pública: a pedagogia crítico-social dos conteúdos. 22. ed. São Paulo: Loyola, 2008. Coleção Educa.

MELO, Patrícia Lopes; CABRAL, Cármen Lúcia de Oliveira. A formação do pedagogo no curso de pedagogia da UFPI: a visão dos discentes. In: ENCONTRO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO, 6., 2010, Teresina. Anais do... Teresina: Ed. UFPI, 2010. p. 1-13. v. 1.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O desafio do conhecimento. 12. ed. São Paulo: Hucitec, 2010.

MONTEIRO, Ivanilde Alves. Formação inicial de profissão docente: as Representações Sociais dos alunos do curso de Pedagogia da Universidade Federal de Pernambuco. Recife: Ed. UFPE, 2005.

MOSCOVICI, Serge. A representação social da psicanálise. Trad. Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1978.

OLIVEIRA, Leandra Martins. Políticas educacionais na formação da professora dos anos iniciais do ensino fundamental em cursos de licenciatura. In: Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 18, n. 67, abr./jun. 2010. p.234-252.

PIMENTA, Selma Garrido (Org.). O estágio na formação de professores: unidade teoria e prática? São Paulo: Cortez, 1997.

SARAIVA, Ana Cláudia Lopes Chequer; FERENC, Alvanize Valente Fernandes. A escolha profissional do curso de pedagogia: análise das representações sociais de discentes. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPEd, 33, 2010, Caxambu. Anais da ... Caxambu: ANPEd, 2010. (Educação no Brasil: O balanço de uma década).

SAVIANI, Dermeval A pedagogia no Brasil: história e teoria. São Paulo: Autores Associados, 2008. (Coleção memória da educação).

SCHEIBE, Leda; AGUIAR, Márcia Ângela da Silva. Formação de profissionais da educação no Brasil: o curso de pedagogia em questão. Educação & Sociedade, Campinas, SP, v. 20, n. 68, dez. 1999. p. 220-238.

SILVA, Carmen Silva Bissoli da. Curso de pedagogia no Brasil: história e identidade. 3. ed. Campinas: Autores Associados, 2006. (Coleção polêmicas do nosso tempo). UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Projeto Pedagógico do curso de licenciatura em pedagogia do Centro de Educação/UFPE. Recife: UFPE, 2007.

Downloads

Publicado

2013-12-09

Como Citar

MANDÚ, T. M. C.; AGUIAR, M. da C. C. de. A formação inicial no curso de pedagogia: concepções, caminhos e perspectivas dos estudantes. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 15, n. 3, p. 560–577, 2013. DOI: 10.20396/etd.v15i3.1273. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/1273. Acesso em: 19 jan. 2022.