Banner Portal
Bentham e a educação: um projeto social
PDF

Palavras-chave

Educação. Bentham. Chrestomathia.

Como Citar

MARQUES, Sílvio César Moral. Bentham e a educação: um projeto social. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 15, n. 1, p. 1–15, 2013. DOI: 10.20396/etd.v15i1.1291. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/1291. Acesso em: 25 jun. 2024.

Resumo

No século XIX, a teoria utilitarista pretendia a reforma social através da adoção do princípio da “maior felicidade para o maior número de pessoas” (princípio da utilidade), como foi proposto por Jeremy Bentham; este autor também preconizou a educação como um dos meios para atingir estas mudanças sociais. Neste artigo busca-se reconstruir alguns pressupostos centrais da teoria benthamita expressos em alguns textos, a saber, A fragment on the government, Introduction to the principles of morals and legislation e do Panopticon, os quais culminam no projeto educacional sinalizado na obra Chrestomathia, analisando-se o que se refere aos seus objetivos pedagógicos. A metodologia utilizada consiste na revisão biblio-historiográfica. Os resultados e conclusões indicam que o projeto educacional de Bentham ainda não foi suficientemente analisado por autores posteriores, apesar de sua influência.
https://doi.org/10.20396/etd.v15i1.1291
PDF

Referências

BENTHAM, Jeremy. A fragment on government. London: John Bowring, 1844a.

BENTHAM, Jeremy. Uma introdução aos princípios da moral e da legislação. Trad. Luiz João Baraúna. Col. Os Pensadores. São Paulo, Abril, 1973.

BENTHAM, Jeremy. Chrestomathia. London: John Bowring, 1843b.

BENTHAM, Jeremy. Introduction to the principles of morals and legislation. London: John Bowring, 1844b.

BENTHAM, Jeremy. Panopticon. London: John Bowring, 1843a.

FOUCALT, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão. Trad. Ligia M. Ponde Vassalla. Petróplis: Vozes, 1986.

HALÉVY, Elie. Growth of philosophic radicalism. London: Augustus M. Kelley, 1970.

HUME, David. An enquiry concerning the principles of morals. Editado por Tom L. Beauchamp. Oxford: Oxford University Press, 1998.

MARQUES, Sílvio C. M. Hume: princípios e limites da moral. 2005. Tese (Doutorado) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, 2005.

MARX, Karl. O capital. Trad. Regis Barbosa e Flávio R. Kothe. São Paulo: Abril, 1996. (Os economistas).

MILL, John Stuart. O utilitarismo. Introd. e Trad. de Alexandre Braga Massella. São Paulo: Iluminuras, 2000.

MURACHCO, Henrique. Língua grega: visão semântica, lógica, orgânica e funcional. São Paulo: Discurso Editorial; Editora Vozes, 2001.

PICOLI, Rogério Antonio. Sobre o governo em Jeremy Bentham: o risco das partes e o traçado do todo. 2007. Tese (Doutorado) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, 2007.

PLAMENATZ, John. The english utilitarians. Oxford: Basil Blackwell, 1949.

A ETD - Educação Temática Digital utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.