Adolescentes do meio rural: riscos, educação ambiental e autocuidado

Autores

  • Lucimare Ferraz Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Wanessa Fritsch Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Elisangela Argenta Zanatta Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Maria Luiza Bevilaqua Brum Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Lucineia Ferraz Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Carla Argenta Universidade do Estado de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v16i3.1306

Palavras-chave:

Adolescente. Trabalho rural. Educação ambiental

Resumo

O ambiente de trabalho rural, pelo seu processo de trabalho, é promotor de agravos à saúde. Deste modo, realizou-se um estudo com o objetivo de promover a educação ambiental na perspectiva do autocuidado de adolescentes trabalhadores do meio rural. Trata-se de uma pesquisa-ação, desenvolvida com estudantes que frequentavam a 8ªserie de uma Escola Pública do meio rural no Município de Seara, SC. Os resultados obtidos mostram que os adolescentes percebem que há diferentes riscos ambientais no trabalho rural, destacando a presença de lesões graves à pequenos ferimentos ou agravos á saúde. Como considerações finais, destaca-se a importância da educação ambiental, por meio da pesquisa ação, como forma de ampliar o autocuidado laboral dos adolescentes do meio rural.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucimare Ferraz, Universidade do Estado de Santa Catarina

Doutora em Ciências da Saúde pela Universidade Federal de São Paulo (2010). Professor adjunto do departamento de enfermagem da Universidade do Estado de Santa Catarina, professor titular do programa de pós-graduação da Universidade Comunitária da Região de Chapecó-Unochapeco.

Wanessa Fritsch, Universidade do Estado de Santa Catarina

Enfermeira. Seara-SC.

Elisangela Argenta Zanatta, Universidade do Estado de Santa Catarina

Doutora em enfermagem (UFRGS) Professora do departamento e Enfremagem da Universidade do Estado de Santa Catarina-UDESC

Maria Luiza Bevilaqua Brum, Universidade do Estado de Santa Catarina

Mestre em Enfermagem (UFSC). Professora do departamento e Enfremagem da Universidade do Estado de Santa Catarina-UDESC

Lucineia Ferraz, Universidade do Estado de Santa Catarina

Mestre em Enfermagem (UFSC). Professora do departamento e Enfremagem da Universidade do Estado de Santa Catarina-UDESC

Carla Argenta, Universidade do Estado de Santa Catarina

mestre em enfermagem (UFRGS) Professora do departamento e Enfremagem da Universidade do Estado de Santa Catarina-UDESC.

Referências

BRASIL. Associação Brasileira de Saúde Coletiva - ABRASCO. Um alerta sobre os impactos dos agrotóxicos na saúde: agrotóxicos, saúde, ambiente e sustentabilidade. Rio de Janeiro: ABRASCO, 2012. pt.2. (Dossiê ABRASCO)

BRASIL. Ministério do Trabalho e do Emprego. Introdução à higiene ocupacional. São Paulo, SP: FUNDACENTRO, 2004.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção em Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Diretrizes nacionais para a atenção integral à saúde de adolescentes e jovens na promoção, proteção e recuperação da saúde. Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2010. 132 p.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa. Departamento de Apoio à Gestão Participativa. Política Nacional de Saúde Integral das Populações do Campo e da Floresta. Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2013. 48 p.

DAMACENO, Ariadna Pires et al. Acidentes ocupacionais com material biológico: a percepção do profissional acidentado. Revista Brasileira Enfermagem, Brasília, DF, v. 59, n. 1, p. 72-7, jan./fev. 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672006000100014. Acesso em: 09 maio 2014.

DIAS Elizabeth Costa. Condições de vida, trabalho, saúde e doença dos trabalhadores rurais no Brasil. In: PINHEIRO, Tarcísio Márcio Magalhães (Org.). A saúde do trabalhador rural. Brasília: RENAST, 2006. Disponível em: http://www.luzimarteixeira.com.br/wp-content/uploads/2009/11/saude-trabalhador- rural.pdf. Acesso em: 09 mai. 2014.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 39 ed. São Paulo, SP: Paz e Terra, 2009. 148 p.

FREITAS, Carlos Machado de; GARCIA, Eduardo Garcia. Trabalho, saúde e meio ambiente na agricultura. Revista brasileira Saúde ocupacional, São Paulo,SP, v.37, n.125, p. 12-16, jun. 2012.

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do cárcere. Rio de Janeiro, SP: Civilização Brasileira, 2011. v.3 GREGOLIS Thais Blaya Leite; PINTO, Wagner de Jesus; PERES, Frederico. Percepção de riscos do uso de agrotóxicos por trabalhadores da agricultura familiar do município de Rio Branco, AC. Revista brasileira Saúde ocupacional, São Paulo, SP, v.37, n.125, p. 99-113, jun. 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S030376572012000100013&script=sci_arttext. Acesso em: 9 maio 2014.

HAYASHIDE, Juliana Midori et al. Doenças de pele entre trabalhadores rurais expostos a radiação solar: estudo integrado entre as áreas de Medicina do trabalho e Dermatologia. Revista Brasileira de Medicina do Trabalho, São Paulo, SP, v. 8, n. 2, p. 97-104, dez. 2010.

JOHNSTON Nancy et al. A Global and planetary health: teaching as if the future matters. Nursing Education Perspective, Washington, v.26, n.3, p.152-56, Sept, 2005.

KASSOUF, Ana Lúcia; SANTOS, Marcelo Justus dos. Trabalho infantil no meio rural brasileiro: Evidências sobre o “paradoxo da riqueza”. Revista Economia Aplicada, Ribeirão Preto, v. 14, n. 3, p. 339-353, set. 2010.

LAUSTEN, Gary. Environment, ecosystemsand ecological behavior: dialogue toward developing nursing ecological theory. Advances in Nursing Science, Storrs, v. 29, n.1, p. 43-54, Jan./Mar. 2006.

LIMA, Lucia Ceccato de. Modelo aberto de educação ambiental. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v.15, n.1, p.161-178, jan./abr. 2013. Disponível em: http://www.fe.unicamp.br/revistas/ged/etd/article/view/2934/pdf. Acesso em: 24 out. 2014

MENEGAT, Robriane Prosdocimi; FONTANA, Rosane Teresinha. Condições de trabalho do trabalhador rural e sua interface com o risco de adoecimento. Revista Ciência Cuidado Saúde, Maringá, v.9, n.1, p.52-59, jan./mar. 2010. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/CiencCuidSaude/article/view/7810/5736. Acesso em: 9 maio 2014.

MICHEL, Osvaldo. Saúde do trabalhador: cenários e perspectivas numa conjuntura privatista. São Paulo, SP: LTr, 2009. 766 p.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde . 12. ed. São Paulo, SP: Hucitec, 2010. 407 p.

MONTEIRO, Leonardo de Almeida; ALBIERO, Daniel. Operação e manutenção de tratores agrícolas. Fortaleza: Universidade Federal do Ceará, Centro de Ciências Agrárias, Departamento de Engenharia Agrícola, Área de Mecanização Agrícola, 2012. Disponível em: http://acidentestrator.files.wordpress.com/2012/10/apostila-de-operac3a7c3a3o-e-manutenc3a7c3a3o-de-tratores-agrc3adcolas.pdf. Acesso em: 9 maio 2014.

MOTA S. Saúde ambiental. In: ROUQUAYROL, Maria Zélia; SILVA, Marcelo Gurgel Carlos da. Epidemiologia & saúde. 7. ed. Rio de Janeiro: Medbook, 2013. p. 383-399.

PERES, Frederico. Biossegurança, saúde, ambiente e comunicação de riscos: um debate necessário. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, RJ, v.17, p. 294-297, fev. 2012.

PERES, Frederico; ROZEMBERG, Brani; LUCCA, Sérgio Roberto de. Percepção de riscos no trabalho rural em uma região agrícola do Estado do Rio de Janeiro, Brasil: agrotóxicos, saúde e ambiente. Caderno Saúde Pública, Rio de Janeiro, RJ, v.21, n.6, p.1836-1844, dez. 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csp/v21n6/23.pdf. Acesso em: 9 maio 2014.

RECENA, Maria Celina Piazz; CALDAS, Eloisa Dutra. Percepção de risco, atitudes e práticas no uso de agrotóxicos entre agricultores de Culturama, MS. Revista Saúde Pública, São Paulo, SP, v.42, n. 2, p. 294-301, dez. 2008.

RÜCKERT, Bianca; GAIA, Marília Carla de Mello. Educação popular, saúde e segurança alimentar em áreas do movimento dos trabalhadores rurais sem terra. TEMPUS actas de saúde coletiva, Brasília, DF, v. 8, n. 2, jun. 2014.

SILVA, Jandira Maciel da et al. Agrotóxico e trabalho: uma combinação perigosa para a saúde do trabalhador rural. Ciência& Saúde coletiva, Rio de Janeiro, RJ, v.10, n.4, p.891-903, dez. 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232005000400013. Acesso em: 16 maio 2014.

THIOLLENT, Michel. Metodologia da pesquisa-ação. 13. ed. São Paulo, SP: Cortez, 2011.

Downloads

Publicado

2014-11-11

Como Citar

Ferraz, L., Fritsch, W., Zanatta, E. A., Brum, M. L. B., Ferraz, L., & Argenta, C. (2014). Adolescentes do meio rural: riscos, educação ambiental e autocuidado. ETD - Educação Temática Digital, 16(3), 408–425. https://doi.org/10.20396/etd.v16i3.1306