O mestrado profissional no âmbito das políticas públicas na educação: reflexões sobre a produção do conhecimento científico

Autores

  • Graziela Fatima Giacomazzo Universidade do Extremo Sul Catarinense
  • Denise Balarine Cavalheiro Leite Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v16i3.1310

Palavras-chave:

Mestrado profissional. Conhecimento científico.

Resumo

Este artigo aborda o ensino stricto sensu, especificamente o Mestrado Profissional (MP). Apresenta-se essa área de ensino a partir do seu contexto histórico, no âmbito dos estudos e análises que se ocupam em configurar o lugar dessa formação no ensino da Pós-Graduação no Brasil. Para tanto, consideram-se os acontecimentos que marcaram a sua criação e inserção no Brasil, identificando as políticas públicas na educação que contribuíram para a efetivação de sua legislação e abrangência. No intuito de posicionar o MP no ensino stricto sensu analisam-se as avaliações realizadas pela Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior (CAPES), as quais indicam certo crescimento dos MP na Pós-Graduação, no Brasil, colocando esse nível de ensino em foco no cenário educacional.  Posteriormente apresenta-se uma análise com base nas reflexões da(s) Ciência(s) no contexto ‘Pós’, especificamente a Ciência Modo 2 e nos quesitos/critérios orientados para o Mestrado Profissional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Graziela Fatima Giacomazzo, Universidade do Extremo Sul Catarinense

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS. Docente e Pesquisadora na Universidade do Extremo Sul Catarinense - UNESC/Unidade Acadêmica de Humanidades, Ciência e Educação - Graduação e Pós-Graduação (Mestrado).

Denise Balarine Cavalheiro Leite, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Estágio Pós-Doutoral no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra e estágios de aperfeiçoamento na Universidade de Exeter e Universidade de Edinburgh, UK. Atualmente é Docente Permanente Convidada do PPGEDU, Faced UFRGS, Professor Titular aposentada. Exerce o cargo de Secretária Regional para América Latina e Caribe de GUNI/Unesco. Desenvolve atividades como avaliador internacional de cursos e programas e consultora ad hoc de agências nacionais e internacionais de investigação.

Referências

BRASIL. Conselho Federal de Educação. Parecer CES/CFE no 977/65, de 3 de dezembro de 1965. Dispõe sobre a definição dos cursos de pós-graduação. Brasília, DF: MEC, 1965.

BRASIL. Ministério da Educação. Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Plano Nacional de Pós-Graduação – PNPG 2011-2020. Brasília, DF: CAPES, 2010. v.2.

BRASIL. Ministério da Educação.Portaria no 80, de 16 de dezembro de 1998. Dispõe sobre o reconhecimento dos mestrados profissionais e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 1998.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria no 7, de 22 de Junho de 2009. Dispõe sobre o mestrado profissional no âmbito da Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – Capes. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2009.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria no 289, de 21 de Março de 2011. Dispõe sobre a concessão de bolsas de formação para professores da rede pública matriculados em cursos de Mestrado Profissional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2011.

BRASIL. Ministério da Educação. Ficha de avaliação dos mestrados profissionais: triênio 2007-2009. Brasília: CAPES, 2010. Disponível em: http://trienal.capes.gov.br/wp-content/uploads/2010/07/regulamento-para-a-avalia%c3%87%c3%83o-09jul10.pdf Acessado em: 6 mar. 2013.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria no 47 de 17 de outubro de 1995. Programa de flexibilização do modelo de pós-graduação senso estrito em nível de mestrado. Brasília: CAPES, 1995. Disponível em: http://www2.capes.gov.br/rbpg/images/stories/downloads/RBPG/vol.2_4_jul2005_/Documentos_Artigo4_n4.pdf Acessado em: 6 mar 2013.

BUEDO, María Jiménez-; VIELBA, Irene Ramos. Más allá de la ciencia académica?: modo2, ciencia posacadémica y ciencia posnormal. Revista Arbor Ciencia, Pensamiento y Cultura, Madri, v.185, n.738, p.721-737, jul /ago 2009.

ESCOTT, Clarice Monteiro. Avaliação e Produção do Conhecimento nos Mestrados profissionais. In: LEITE, Denise; LIMA, Elizeth Gonzaga dos Santos. Conhecimento, avaliação e redes de colaboração: produção e produtividade na universidade. Porto Alegre: Sulina, 2012. p.244-245.

FISCHER, Tania. Proposiçoes sobre Educação Profissional em Nível de Pós_Graduação para o PNPG 2011-2020. In: BRASIL, Ministério da Educação. Fundação Coordenaçao de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Plano nacional de Pó-Graduação - PNPG 2011/2020. Brasília, DF: CAPES, 2010. v.2.

FISCHER, Tânia. Seduções e riscos: a experiência do mestrado profissional. Revista de admministração de empresas, São Paulo, SP, v.43, n.2, p. 119-123, apr/jun 2003.

FOPROF. Regimento Interno do Fórum Nacional dos Mestrados Profissionais. Fórum Nacional dos Mestrados Profissionais. Disponível em: http://www.foprof.org.br Acesso em: 20 jan 2013.

GIBBONS, Michael et al. The new production of knowledge – the dynamics of science and research in contemporary societies. London: Thousand Oaks; California: Sage Publications, 1994.

GIBBONS, Michael et al.. La nueva producción del conocimiento: la dinámica de la ciencia y la investigación en las sociedades contemporáneas. Tradução de José M. Pomares. Barcelona: Ediciones Pomares-Corredor S.A, 1997. Disponível em: http://www.schwartzman.org.br/sitesimon/?page_id=546&lang=pt-br Acesso em: 1 out 2012.

GIBBONS, Michael. Higher education in the 21st Century. In: CONFERENCE ON HIGHER EDUCATION, 1998, Paris. Final repport... Paris: Unesco, 1998. Disponível em: http://www.unesco.org/new/en/education/themes/strengthening-education-systems/higher-

education/reform-and-innovation/1998-world-conference/ Acesso em: 8 ago 2011.

MENANDRO, Paulo Rogério Meira. Réplica 2: mestrado profissional, você sabe com quem está falando?. Revista de Administração Contemporânea, Curitiba, v. 14, n. 2, p. 367-371, abr 2010.

MOREIRA, Maria Lígia; VELHO, Lea. Pós-graduação no Brasil: da concepção “ofertista linear” para “novos modos de produção do conhecimento” Implicações para avaliação. Revista da Avaliação da Educação Superior, Sorocaba, v. 13, n. 3, p. 625-645, nov 2008.

QUELHAS, Osvaldo Luiz Gonçalves; FARIA FILHO, José Rodrigues; FRANÇA, Sergio Luiz Braga. O mestrado profissional no contexto do sistema de pós-graduação brasileiro. Revista Brasileira de Pós-Graduação, Brasília, v.2, n.4, p.97-104, jul 2005.

RIBEIRO, Cláudio Rezende. A universidade como disputa da reprodução social: contribuição ao debate sobre os mestrados profissionais. Revista Brasileira de Pós-Graduação, Brasília, DF, v. 7, n. 14, p. 433 - 450, dez 2010.

Downloads

Publicado

2014-12-17

Como Citar

Giacomazzo, G. F., & Leite, D. B. C. (2014). O mestrado profissional no âmbito das políticas públicas na educação: reflexões sobre a produção do conhecimento científico. ETD - Educação Temática Digital, 16(3), 475–493. https://doi.org/10.20396/etd.v16i3.1310