Educação para todos: desafios, ações, perspectivas da inclusão nas escolas brasileiras

  • Maria Teresa Eglér Mantoan Universidade Estadual de Campinas
Palavras-chave: Inovação educacional. Educação escolar. Ensino /aprendizagem. Aprimoramento profissional de professores.

Resumo

A transformação das escolas para prover uma Educação Para Todos implica em torná-las capazes de oferecer ensino de qualidade aos seus alunos, atendendo às peculiaridades de cada um, reagindo à diversidade com medidas includentes, tanto na sua organização pedagógica como administrativa. Este texto trata das mudanças que estão sendo propostas por projetos que caminham nessa direção e que estão sendo desenvolvidos em escolas públicas brasileiras. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Teresa Eglér Mantoan, Universidade Estadual de Campinas
Colaboradora na Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas.

Referências

BROWN, L. et al. A strategy for developing chronological age appropriate and functional curricular adolescents and severely handicapped adolescents and young adults. In: The Journal of Special Education. 13 (1), 81-90, 1979.

BROWN, L. Enseigner aux élèves gravemente handicapés à accomplir destâches essentielles em millieu de travail hétérogène.Wisconsin: University of Wisconsin e Madison Metropolitan School District, 1983.

DORÉ,R., WAGNER, S., BR UNET, J. P.. Réussir l’intégration scolaire – la déficience intellectuelle. Montreal (Québec): Les Éditions LOGIQUES Inc, 1996.

FALVEY, M. A.; HANEY, M.. Partnerships with parents and significant others. In: Falvey,M.A. Community-base curriculum. instructional strategies for students with severe handicaps. Baltimore,MD: Paul H.Brookes Publishing Co. 15-34, 1989.

FERGUSSON,D. L. et al. Figuring out what to do with grownups: how teachers make inclusion “work”for students with disabilities. In: The Journal of The Association for Persons With Severe Disabilities (JASH), 17 (4), 218-226, 1992.

MANTOAN, M. T. E. (1988). Compreendendo a deficiência mental: novos caminhos educacionais. São Paulo: Editora Scipione, 1988.

MANTOAN, M. T. E. (1991). A solicitação do meio escolar e a construção das estruturas da inteligência no deficiente mental: uma interpretação fundamentada na teoria de conhecimento de Jean Piaget. Tese de doutoramento. Campinas: UNICAMP/Faculdade de Educação, 1991.

MONEREO, C. (1985). In: Steenlandt, D. La integration de niños discapacitados a la educación común. Santiago do Chile: UNESCO/OREAL C, 1991.

MORENO, M. Os temas transversais: um ensino olhando para frente. In: Busquets,M.D. et alii. Los temas transversales: claves de la formación integral. Madri:Santillana, 1993. 10-43.

PETERSON, M. et al. Community referenced learning in inclusive schools: effective curriculum for all students. In: STAINBACK,S.; STAINBACK,W.(Org.). Curriculum considerations in inclusive classrooms: facility ating learning for all students. Baltimore,MD: Paul H. Brookes Publishing Co. 207-227, 1992.

PURKEY,W.W. et NOVAK,J.M. Inviting school success. A self-concept approach to teaching and learning. Belmont: Wadsworth, 1984.

SAINTLAURENT, L. L’éducation intégrée à la communauté en déficience intellectuelle. Montréal, Québec: Les Editions Logiques Inc, 1994.

Publicado
2009-01-08
Como Citar
Mantoan, M. T. E. (2009). Educação para todos: desafios, ações, perspectivas da inclusão nas escolas brasileiras. ETD - Educação Temática Digital, 1(3), 38-44. https://doi.org/10.20396/etd.v1i3.547