A educação durante a colonização portuguesa na Guiné-Bissau (1471-1973)

  • Lourenço Ocuni Cá Universidade Estadual de Campinas
Palavras-chave: Educação pré-colonial. Educação colonial. Guiné-bissau.

Resumo

Neste trabalho pretende-se tratar da educação pré-colonial, educação colonial e educação durante a luta de libertação nacional da Guiné-Bissau. Antes da dominação colonial na Guiné-Bissau, não havia instituição escolar tal como existe hoje. Portanto, a educação consistia em aquisição de conhecimentos e normas de comportamento como em qualquer sociedade. A ausência das instituições escolares na sociedade guineense tradicional não significava a inexistência de ensino-aprendizagem, porque se tratava de uma cultura oral, que foi sobreposta pela cultura escrita européia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lourenço Ocuni Cá, Universidade Estadual de Campinas
Doutorando de Pós-Graduação em Educação da FE/UNICAMP Estagiário do PED.

Referências

CANÊDO, Letícia Bicalho. A descolonização da Ásia e da África: processo de ocupação colonial-

transformações sociais nas colônias-os movimentos de libertação. Campinas, SP: UNICAMP, 1986.

DAVIDSON, Basil. A libertação da Guiné: aspectos de uma Revolução Africana. Lisboa: Sá da Costa, 1975.

FERREIRA, Eduardo de Sousa. O fim de uma era: o colonialismo português em África. Lisboa: Sá da Costa, 1977.

MONTEIRO, João José Silva. Exame longitudinal do comportamento dos indicadores do sistema educativo durante o Programa de Ajustamento Estrutural. In: OS EFEITOS sócio-

econômicos do Programa de Ajustamento Estrutural na Guiné-Bissau. Brasília, DF: INEP, 1993.

OLIVEIRA, Rosiska Darcy de. Guiné-Bissau: reinventara educação. Lisboa: Sá da Costa, 1977.

PEREIRA, Luísa Teótonio. Guiné-Bissau: 3 anos de Independência. Lisboa: Cidac, 1977.

TOURÉ, Ahmed Sékou. África : ensino e revolução. Lisboa: Via Editora LDA, 1977.

Publicado
2009-01-08
Como Citar
Cá, L. O. (2009). A educação durante a colonização portuguesa na Guiné-Bissau (1471-1973). ETD - Educação Temática Digital, 2(1), 51-69. https://doi.org/10.20396/etd.v2i1.561