Da doutirna à regra: repensando o Conselho Federal de Educação e a definição do discurso sobre a educação

  • Maria do Carmo Martins Universidade Estadual de Campinas
Palavras-chave: Reforma educacional. Ditadura militar. Conselho Federal de Educação (CFE). Historiografia da educação brasileira.

Resumo

Trata-se de uma revisão historiográfica sobre o CFE, sua formação e suas funções como órgão assessor ao Estado brasileiro e seu papel político e doutrinário durante a reforma educacional realizada na ditadura militar brasileira (1964 - 1985). 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria do Carmo Martins, Universidade Estadual de Campinas
Possui graduação em História pela Universidade Estadual de Campinas, mestrado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas e doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas e pós-doutorado pela University of Brighton - Reino Unido. É professora da Universidade Estadual de Campinas - Unicamp. Coordenadora do Grupo de Pesquisa Memória, História e Educação, foi membro da Red Educación, Cultura y Política en América Latina e é membro da Red Educación, Gobierno y Instituciones en contextos diversos. 

Referências

CHAUÍ, Marilena de Souza. Ideologia e Educação, Revista Educação e Sociedade, Campinas, SP, nº 05, Cortez/CEDES/Autores Associados. 1988.

CODATO, Adriano Nervo. Estrutura Política e Interesse de Classe: uma análise do sistema estatal no Brasil pós-1964 - O caso do Conselho de Desenvolvimento Econômico. Campinas, SP: IFCH/UNICAMP, 1995. (Dissertação de Mestrado).

COELHO, Marília Martins. O Conselho Federal de Educação e a função normativa no sistema escolar brasileiro. São Paulo, SP: PUC/SP. 1983. (Dissertação de Mestrado).

FERREIRA, May Guimarães. O Conselho Federal de Educação: o coração da reforma. Campinas, SP: FE/UNICAMP, 1990. (Tese de Doutorado)

FONSECA, Dirce Mendes da. O pensamento privatista em educação. Campinas: Papirus, 1992. (ColeçãoMagistério: formação e trabalho pedagógico).

HORTA. José Silvério Baia. Liberalismo, tecnocracia e Planejamento Educacional no Brasil ( uma contribuição à história da educação brasileira no período de 1930-1970). São Paulo: Autores Associados/Cortez. 1982. ( Coleção Educação Contemporânea).

MEIRELLES, Hely Lopes. Direito Administrativo Brasileiro: atualizada pela constituição de 1988. 16ª ed. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 1991.

POPKEWITZ. Thomas S. Reforma educacional - uma política sociológica. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.

ROCHA, Lucia Maria da Franca. A expansão do ensino superior e o Conselho Federal de Educação (1968-1980). Brasília, DF: FE/UNB (Dissertação de Mestrado)

SACRISTÁN, Jose Gimeno. Reformas educativas y Reforma del currículo: anotaciones a partir de la experiência española. In WARDE. Miriam Jorge (org) Novas Políticas Educacionais: críticas e perspectivas. Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: História e Filosofia da Educação, SP: PUC, 1998.

SOUZA, Paulo Natanael P. de. Temas sempre atuais da educação brasileira. SP. Unimarco, 1995.

SOUZA, Paulo Natanael P. de, LDB e Ensino Superior (Estrutura e Funcionamento). SP: Pioneira, 1997.

VALLE, Ione Ribeiro. Burocratização da Educação - um estudo sobre o Conselho Estadual de Educação do Estado de Santa Catarina. Florianópolis: UFSC, 1996.

Publicado
2009-01-08
Como Citar
Martins, M. do C. (2009). Da doutirna à regra: repensando o Conselho Federal de Educação e a definição do discurso sobre a educação. ETD - Educação Temática Digital, 2(1), 147-159. https://doi.org/10.20396/etd.v2i1.566