Capacitação de recursos humanos em gerontologia: os cuidadores leigos seriam a melhor opção?

  • Silvia Maria Azevedo dos Santos Universidade Federal de Santa Catarina
  • Maria José D'Elboux Diogo Universidade Estadual de Campinas
Palavras-chave: Gerontologia. Lei do idoso.

Resumo

Discute-se aqui, a capacitação de recursos humanos em Gerontologia tomando-se por base o preconizado pela Política Nacional do Idoso. Além da capacitação de cuidadores leigos, conforme proposto pela Portaria Interministerial N.º 5.153 de abril de 1999. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvia Maria Azevedo dos Santos, Universidade Federal de Santa Catarina

Enfermeira formada pela Universidade Federal de Santa Maria/RS, mestrado em Enfermagem pela Universidade Federal de Santa Catarina/SC e doutorado em Educação, com área de concentração em gerontologia, pela Universidade Estadual de Campinas/SP. Atualmente é professora do Departamento e do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina. Ensina, pesquisa e faz extensão na área da gerontologia e saúde mental na perspectiva do cuidado no processo de viver, ser saudável, adoecer e morrer nas dimensões individual e famílial. É vice-líder do Grupo de Estudos sobre Cuidados de Saúde de Pessoas Idosas - GESPI/PEN/UFSC.

Maria José D'Elboux Diogo, Universidade Estadual de Campinas

Enfermeira Professora Assistente Doutora do Departamento de Enfermagem da Faculdade de Ciências Médicas UNICAMP Docente do Curso de Gerontologia UNICAMP

Publicado
2009-01-08
Como Citar
Santos, S. M. A. dos, & Diogo, M. J. D. (2009). Capacitação de recursos humanos em gerontologia: os cuidadores leigos seriam a melhor opção?. ETD - Educação Temática Digital, 2(1), 175-177. https://doi.org/10.20396/etd.v2i1.571