Construção do conhecimento através das redes eletrônicas: o caso de uma escola especializada de ensino de 2º grau: 2ª parte, os alunos

Autores

  • Rosângela Formentini Caldas Universidade Estadual Paulista
  • Maria de Cléofas Faggion Alencar Universidade Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v2i3.582

Palavras-chave:

Redes eletrônicas de informação. Ensino de segundo grau. Conhecimento.

Resumo

O estudo teve como objetivo mapear, através do hipertexto a ocorrência de acessos às informações na Web de alunos com relação às disciplinas de Biologia e Física do currículo de uma escola especializada de 2o grau e, em segundo lugar, caracterizar a atuação dos professores dessas mesmas áreas no uso da Internet. Nesse artigo, apresenta-se os resultados da primeira parte. Análise dos resultados teve os alunos-sujeitos divididos em 4 grupos conforme a metodologia do conteúdo cognitivo de STERNBERG (1992), que identifica e compara os grupos diferenciados. O serviço de busca mais utilizado é o Cadê? por alunos de Física e Biologia sendo que, os de Biologia, também utilizam com certa freqüência a pasta Biologia da Intranet. A análise por acessos relevantes ao conteúdo da tarefa proposta pelo professor da disciplina de Biologia tiveram, pelo teste de significância, acessos mais relevantes ao conteúdo do que os acessos para a tarefa da disciplina de Física. Informações novas para os conteúdos das tarefas foram encontradas mais no Altavista por alunos de Física e mais no Cadê? pelos alunos de Biologia. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosângela Formentini Caldas, Universidade Estadual Paulista

Docente da UNESP, departamento de Ciência da Informação. É presidente do Conselho de Cultura da cidade de Marília/SP e representante titular do Sistema Estadual de Museus de São Paulo/SISEM. Vice-coordenadora e representante do conselho de curso de Biblioteconomia da UNESP.

Maria de Cléofas Faggion Alencar, Universidade Federal do Paraná

Graduada pela Faculdade de Biblioteconomia pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, mestrado pela School of Library & Information Science - Kent State University e doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas. Atualmente é analista da Embrapa Meio Ambiente e participa de projetos de pesquisa.

Referências

BARRETO, A. A. Mudança estrutural no fluxo do conhecimento: a comunicação eletrônica. Ciência da Informação, Brasília, v. 27, n.2, p. 122-128, 1998.

BRANSFORD, J. D.; BROWN, A. L.; COCKING, R. R. How people learn: brain, mind, experience and school. Disponível em http://books.nap.edu/html/howpeople1. Acesso em: 01 set. 1999.

BRAUN, C. The use of Web pages for active learning. Business & Finance Bulletin, n.102, Spring 1996.

CALDAS, R. F. Construção do conhecimento através das redes eletrônicas : o caso da EXPECEx. Campinas, 2000. 215 f. Dissertação (Mestrado em Biblioteconomia) – Departamento de Pós-graduação em Biblioteconomia, PUC-Campinas.

CATARINO, M. E. Uso das redes eletrônicas por docentes universitários. Campinas, 1999. 185 f. Dissertação (Mestrado em Biblioteconomia) - Departamento de Pós-

graduação em Biblioteconomia, PUC-Campinas.

CENTRO DE INFORMAÇÕES MULTIEDUCAÇÃO: tele-aulas e o professor. Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro. Disponível em http://rio.rj.gov.br/multirio/cime/ME01/ME01_015.html Acesso em: 07 jun. 1999.

COLE, C. Operationalizing the notion of information as a subjective. Journal of American Society for Information Science, v.45, n.7, p. 465-476, Aug.1994.

CUNNINGHAM, C. A. Using the internet for education. Disponível em: http://www.neiu.edu/~ccuning/int4ed.html Acesso em: 20 jul. 1999.

DINIZ, E. H. O hipertexto e as interfaces homem-computador: construindo uma linguagem da informática. Revista de Educação e Informática, v. 5, n.11, jan. 1995.

EKLUND, J. Cognitive models for structuring hypermedia and implications for learning from the world-wide Web. Disponível em: http://www.scu.edu.au/sponsored/ausWeb/ausWeb95/papers/hypertexeklund/index.html Acesso em: 09 abr. 1999.

FREIRE, I. M., FREIRE, G. H. Navegando a literatura: o hipertexto como instrumento de ensino. Transinformação, Campinas, v.10, n.2, p.77-92, maio/ago. 1998.

HARTER, S. P. Online Information Retrieval: concepts, principles and techniques. London: Academic Press Inc., 1986. 259 p.

HESSEN, J. Teoria do conhecimento. São Paulo: Martin Fontes, 1999.

HOLAN, P. M.; KISFALVI, V. Internet in the business classroom. Business & Finance Bulletin, n. 102, Spring, 1996.

LANZING, J. W. The Concept Mapping Homepage. Disponível em: http://www.to.utwente.nl/user/ism/lanzing/cm_home.htm. Acesso em: 15 abr. 1999.

LÉVY, P. Cibercultura. São Paulo: Editora 34, 1999. 260 p.

LÉVY, P. O que é virtual? São Paulo: Editora 34, 1996. 157 p.

LÉVY, P. As tecnologias da inteligência. Rio de Janeiro : Editora 34, 1993. 203 p.

LOPES, M. A. S.; ACCIOLY, J. A. Repensando a aprendizagem e o ensino: uma abordagem construtivista. Revista Múltipla, Brasília, v.3, n.5, p. 117-127, dez.1998.

MAÇADA, D. L.; GRAVINA, M. A., FAGUNDES, L. C.; TAROUCO, L. M. R. Educação matemática na Internet. Informática na educação: teoria e prática, Porto Alegre, v.1, n.1, p.43-61, out. 1998.

McCABE, D. Concept Mapping Workshop. Disponível em: http://158.132.100.221/CMWKshp_folder/ConceptMapping.pdf. Acesso em: 03 nov. 1999.

MORAES, M. C. O paradigma educacional emergente. São Paulo: Papirus, 1997.

MORAN, J. M. Mudanças na comunicação pessoal: gerenciamento integrado da comunicação pessoal, social e tecnológica. São Paulo: Paulinas, 1998.

MORAN, J. M. Mudar a forma de ensinar e de aprender. Disponível em: http://www.eca.usp.br/prof/moran/textos.htm Acesso em 18 maio 1999.

NOVAK, J. Clarify with concept maps: A tool for students and teachers alike. Disponível em: http://ed.cornele.edu/education/novak.html Acesso em 12 maio 1999.

NOVELLINO, M. S. F. A linguagem como meio de representação ou de comunicação da informação. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v.3, n.2, p.137-146, jul./dez.1998.

PALDÊS, R. Á. O uso da Internet no ensino superior: estudo do caso da Universidade de Brasília. Brasília: Universidade Católica, 1998.

PARK, T. K. The nature of relevance in information retrieval: an empirical study. Library Quaterly, v. 63, n.3, p. 318-351, 1993.

SIMON, I. A Universidade diante das novas tecnologias de informação e comunicação. In: UNIVERSIDADE E NOVAS TECNOLOGIAS: IMPACTOS E IMPLICAÇÕES. 1998, São Paulo. Anais...São Paulo: Universidade de São Paulo. p. 47-50.

STAUFFER, K. Student modeling and Web-based learning systems. Disponível em: http://ccism.pc.athabascau.ca/html/students/stupage/Project/initsm.htm Acesso

em: 09 abr. 1999.

STERNBERG, R. J. As capacidades intelectuais humanas: uma abordagem em processamento de informações. Porto Alegre : Artes Médicas, 1992.

TEIXEIRA, C. M. S.; SCHIEL, U. A Internet e seu impacto nos processos de recuperação da informação. Ciência da Informação, Brasília, v.26, n.1 p.65-71, jan./abr. 1997.

TERRA JR., O. G. A educação e a informática: diferentes usos do computador na educação. Vitória, 1997. 255 f. Dissertação (Mestrado em Informática). Instituto de Informática, Universidade Federal do Espírito Santo.

TORI, R. Navegação em espaços virtuais de aprendizagem. In: UNIVERSIDADE E NOVAS TECNOLOGIAS: IMPACTOS E IMPLICAÇÕES. 1998, São Paulo. Anais...São Paulo: Universidade de São Paulo.

VALENTE, J. A. (org.). Computadores e conhecimento: repensando a educação. Campinas: UNICAMP, 1993. 501 p.

ZEILIGER, R. Concept-map based navigation in educational hypermedia: a case study. Disponível em: http://www.irpeacs.fr/~zeiliger/ARTEM96.htm Acesso em: 09 abr.1999.

Downloads

Publicado

2009-01-08

Como Citar

Caldas, R. F., & Alencar, M. de C. F. (2009). Construção do conhecimento através das redes eletrônicas: o caso de uma escola especializada de ensino de 2º grau: 2ª parte, os alunos. ETD - Educação Temática Digital, 2(3), 68–85. https://doi.org/10.20396/etd.v2i3.582