O saber em discursos, projetos e leis: a história ensinada no Brasil entre o II pós-guerra e ditadura militar

  • Renilson Rosa Ribeiro Universidada Estadual de Campinas
Palavras-chave: História. Disciplina. Ensino.

Resumo

O presente artigo apresenta uma análise sobre o ensino de História dentro dos discursos, debates e projetos educacionais desenvolvidos entre o II pós-guerra e a ditadura militar pós-1964 no Brasil. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renilson Rosa Ribeiro, Universidada Estadual de Campinas
Bacharel, Licenciado e Mestrando em História Cultural pelo Instituto de Filosofia e Ciências Humanas/ Universidade Estadual de Campinas

Referências

ALMEIDA NETO, Antonio S. O ensino de História no período militar: práticas e cultura escolar. 1996. 138f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo.

ANDREWS, George A. Democracia racial brasileira (1900-1990): um contraponto americano. Estudos Avançados, São Paulo, v.11, n. 30, p. 95-115, 1997.

BITTENCOURT, Circe M. F (Org.). O saber histórico na sala de aula. 2.ed. São Paulo: Contexto, 1998. 175p.

BITTENCOURT, Circe M. F. Pátria, civilização e trabalho. São Paulo: Loyola, 1990. 227p.

BRASIL. Ministério da Educação. (Lei n. 4.024/61, de 20 de Dezembro de 1961). Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília, DF: MEC, 1961.

BRASIL. Ministério da Educação. (Lei n. 5.692/71, de 11 de Agosto de 1971). Lei de Diretrizes e Bases para o ensino de primeiro e segundo graus e dá outras providências. Brasília, DF: MEC, 1971.

BRAUDEL, Fernand. Conferência: Pedagogia da História. Revista de História, São Paulo, v.11, n. 23, ano VI, p. 03-12, jul./set. 1955.

CAMPOS, Pedro M. de. O estudo da História na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo. Revista de História, São Paulo, n.8, p. 491-503, 1954.

CERRI, Luis Fernando. Ensino de história e nação na propaganda do “Milagre Econômico”. 2000. 287f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas.

CERRI, Luis Fernando. Non Ducor, Duco : a ideologia da paulistanidade e a escola. 1996. 208f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas.

COMAS, Juan (Org.). Raça e ciência. São Paulo: Perspectiva/UNESCO, 1970. v.1.

CORDEIRO, Jaime Francisco P. A História no centro do debate: da crítica ao ensino ao ensino crítico – as propostas de renovação do ensino de história nas décadas de setenta e oitenta. 1994. 239f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo.

COSTA, Emília Viotti. Os objetivos do ensino de História no curso secundário. Revista de História, São Paulo, v.14, n.29, p.117-120, jan./mar. 1957.

EUGÊNIO, Marcos Napolitano de. Representações políticas no movimento Diretas Já. Revista Brasileira de História, São Paulo, v.15, n.29, p. 207-19, 1995.

FENELON, Déa R. A formação do profissional de história e a realidade do ensino. Cadernos CEDES, Campinas, SP, n.8, p. 24-31, 1983.

FENELON, Déa R. A questão de Estudos Sociais. Cadernos CEDES, Campinas, SP, n. 10, p. 11-22, 1984.

FERNANDES, Luiz Estevam de Oliveira. A América nos livros didáticos. 2001. 94f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em História) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas.

FONSECA, Selva G. Ensino de História: diversificação de abordagens, Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 09, n. 19, p. 197-208, set. 1989/fev. 1990.

FONSECA, Selva G. Caminhos da história ensinada. Campinas, SP: Papirus, 1993. 167p.

FONSECA, Selva G. Ser professor no Brasil: história oral de vida. Campinas, SP: Papirus, 1997. 230p.

FRANÇA, Eduardo D’Oliveira. Considerações sobre a função cultural da história. Revista de História, São Paulo, n.8, p. 253-69, 1951.

FRANCO, Aléxia P. O ensino de História e a formação do cidadão: experiências múltiplas e contraditórias. História & Perspectivas, Uberlândia, MG, 18/19, p. 161-79, jan./dez. 1998.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Esperança: um reencontro com a pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz & Terra, 1993. 245p.

FUNARI, Pedro Paulo A. Ensino de História, modernidade e cidadania. Bolando Aula de História, Santos, SP, n.7, p. 12-3, set. 1998.

GERMANO, José W. Estado militar e educação no Brasil (1964-1985). São Paulo: Cortez, 1993. 297p.

GLEZER, Raquel. Estudos Sociais: um problema contínuo. Revista Brasileira de História, São Paulo, v.2, n.3, p. 117-49, mar. 1982.

LAPA, José Roberto do A. História e historiografia: Brasil pós 1964. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985. 110p.

LAPA, José Roberto do A. Historiografia brasileira contemporânea: (a história em questão). Petrópolis: Vozes, 1981. 204p.

LAUWERYS, J. A. Les manuels d’histoire et la compréhension internationale. Paris, UNESCO: 1953. 87p.

MAIO, Marcos M. A história do projeto UNESCO: estudos raciais e Ciências Sociais no Brasil. 1997. 346f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro, UCAM, Rio de Janeiro.

MARTINS, Maria do Carmo. A história prescrita e disciplinada nos currículos escolares: quem legitima esses saberes? 2000. 261f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas.

MICELI, Paulo C. História, histórias: o jogo dos jogos. Campinas, SP: Gráfica do IFCH/UNICAMP, 1996. 462p. (Coleção Trajetórias).

MICELI, Paulo C. O mito do herói nacional. 6.ed. São Paulo: Contexto, 1997. 99p.

SIMSON, Olga Rodrigues Moraes von (Org.). O garimpeiro dos cantos e antros de Campinas: homenagem a José Roberto do Amaral Lapa. Campinas, SP: CMU/IFCH/UNICAMP, 2000. 357p.

NADAI, Elza. A escola pública contemporânea: os currículos oficiais de História e o ensino temático. Revista Brasileira de História, São Paulo, v.6, n.11, p. 99-116, set./fev. 1985-1986.

NADAI, Elza. Estudos Sociais no primeiro grau. Em Aberto, Brasília, DF, v.7, n.37, p.1-16, jan./mar. 1988.

NADAI, Elza. O ensino de história no Brasil: trajetória e perspectiva. Revista Brasileira de História, São Paulo, v.13, n.25/26, p.143-62, set./ago. 1992-1993.

NIKITIUK, Sônia L. (Org.). Repensando o ensino de história. 2.ed. São Paulo: Cortez, 1999. 93p.

NUNES, Silma do C. Concepções de mundo no ensino de história. Campinas, SP: Papirus, 1996. 132p.

PINSKY, Jaime (Org.). O ensino de história e a criação do fato. 6.ed. São Paulo: Contexto, 1994. 109p.

PIRES, Veríssimo L. O Ensino de história nas escolas primárias (1940-1950). 1994. 182f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo.

REIS, Daniel Aarão. A revolução faltou ao encontro. São Paulo: Brasiliense, 1991. 200p.

REIS, Daniel Aarão. Ditadura militar, esquerdas e sociedade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2000. 84p.

REZNIK, Luís Tecendo o amanhã: a história do Brasil no ensino secundário: programas e livros didáticos. 1993. Dissertação (Mestrado em História) – Departamento de História, Universidade Federal Fluminense, Niterói.

RICCI, Claudia Sapag. A academia vai ao ensino de 1º e 2º graus. Revista Brasileira de História, São Paulo, v.9, n.19, p. 135-42, set./fev. 1989-1990.

RIBEIRO, Renilson R. Entre textos & leituras: as representações do professor e da história ensinada no discurso histórico, SP, 2001. 135f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em História) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas.

SAVIANI, Dermeval. A nova lei da educação. São Paulo: Autores Associados, 1997. 242p.

SCHWARTZMAN, Simon et al. Tempos de Capanema. São Paulo: Paz & Terra: FGV: 2000. 403p.

SILVA, José L. W. A deformação da história ou para não esquecer. Rio de Janeiro: Zahar, 1985. 96p.

STEPHANOU, Maria. Currículos de História: Instaurando maneiras de ser, conhecer e interpretar. Revista Brasileira de História, São Paulo, v.18, n.36, p.15-38, 1998.

VAIDERGORN, José. As moedas falsas: educação, moral e cívica. 1987. 213f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas.

Publicado
2008-12-05
Como Citar
Ribeiro, R. R. (2008). O saber em discursos, projetos e leis: a história ensinada no Brasil entre o II pós-guerra e ditadura militar. ETD - Educação Temática Digital, 4(2), 17-34. https://doi.org/10.20396/etd.v4i2.619