Biblioterapia: uma prática para o desenvolvimento pessoal

  • Danielle Thiago Ferreira Universidade Estadual de Campinas
Palavras-chave: Biblioterapia. Desenvolvimento pessoal. Profissional da informação. Programas biblioterápicos básicos.

Resumo

Este artigo tem por objetivo relatar investigações acerca da Biblioterapia, visando a interpretação da elaboração de Programas Biblioterápicos Básicos para o desenvolvimento pessoal. Assim, delimitou-se os aspectos principais de um Programa Biblioterápico, suas abordagens metodológicas, dando ênfase no papel dos profissionais envolvidos e suas interações, dentre eles, destacando a atuação do bibliotecário. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Danielle Thiago Ferreira, Universidade Estadual de Campinas
Mestre em Biblioteconomia e Ciência da Informação pela PUC-Campinas Bibliotecária da Diretoria de Serviços ao Público da Biblioteca Central –– UNICAMP

Referências

ABIR - SABER, Nazira Feres. O Período Preparatório e a aprendizagem de Leitura.4. ed. Belo Horizonte: A Grafiquinha,1968. 98p

ALVES, Maria helena Hees. A aplicação da biblioterapia no processo de reintegração social. Revista brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v.15, n.1/2, p.54-61, jan./jun. 1982.

BAMBERGER, Richard. Como Incentivar o Hábito de Leitura. São Paulo: Cultrix, 1997. 118p.

BOWMAN, Garry. Biblioterapia: uma técnica para aconselhamento aos deficientes Visuais. In: Seminário Nacional Braille de Bibliotecas, 1995 João Pessoa. Anais ... João Pessoa: Editora Universitária / UFPB 1998. p.74-81

CALDIN, Clarice F. A leitura como função terapêutica: biblioterapia. Encontros Bibli, Florianópolis, n.12, dez.2001. Disponível em: http://www.ced.ufsc.br/bibliote/encontro/bibli12/caldin.html.

CARVALHO, Ana Maria Sá. Bibliotecas nas Escolas de 1a e 2a graus em Fortaleza. 1983. 227f. Dissertação (Mestrado em Biblioteconomia) - Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa. EDUCAÇÃO especial: temas atuais. Organização de Eduardo José Manzini. Marília: Unesp- Marília publicações, 2000.

FONTANARI, Juliano L. Aspectos linguisticos da produção e compreensão na afasia. Revista brasileira de neurologia. Rio de Janeiro, v.27, n.1, jan./fev. 1991, p.23-29.

FRIEIRO, Eduardo. Os Livros Nossos Amigos. 4 ed. Belo Horizonte: CCMG, 1980. 224p.

GOODMAN, Kenneth S. Unidade na literatura: um modelo psicolinguístico transacional. Letras de hoje, Porto Alegre, v.26, n.4, dez. 1991, p.8-43.

HYNES, Arleen Mc Carty. Biblioterapy: the interactive process. Catholic Library World, Há verford, v.58, n.4, jan./fev. 1987, p.167-170.

KINNERY, Margaret. The Bibliotherapy program; requerements for training. Library Trends, v.11, p. 129-130, oct., 1962.

LACK, Clara R. Can bibliotherapy go public? Collection Building, v.7, n.1, Spring 1985, p.27-32.

MARCINKO, Stephanie. Bibliotherapy: pratical applications with disabled individuals. Current studies in Librarianship, v.13, n.1/2, Spring/Fall 1989, p.1-5.

MONTET, Pierre. O Egito no tempo de Ramsés (1300 AC. a 1100 AC.). São Paulo: Companhia das letras, 1989.

NASCIMENTO, Eloisa. O Livro Certo na Idade Certa: O comportamento é fazer da leitura um hábito, Domingo, revista do Jornal do Brasil. Rio de Janeiro, V. 7, n.310, p. 10-12, 8.03.82.

NERI, A Liberalesso. Envelhecer num pais de jovens: significados de velho e velhice segundo brasileiros não idosos. Tese de livre docência, UNICAMP, Campinas, 1988.

ORSINI, Maria Stella. O uso da literatura para fins terapêuticos: Biblioterapia. Comunicação e Artes, São Paulo, n.11, 1982, p.139-149.

OBERSTEIN, Karen & HORN, Ron Van. Books can help heal! Innovation techniques of bibliotherapy. Journal of educational media and library science, v.23, n.2, Winter, 1986, p.154-171.

OBERSTEIN, Karen. Biblioterapia: proposta de um programa de um programa de leitura para portadores de deficiência visual em bibliotecas públicas. João Pessoa, Editora Universitária, 1996.105p.

PINTOS, Claudio Garcia. A logoterapia em contos: o livro como recurso terapêutico. São Paulo: Paulus, 1999. 112p.

QUAKNIM, Marc-Alain. Biblioterapia/Marc-Alain Quaknim; tradução de Nicolas Niymi Campanario. São Paulo: Loyola, 1996.

RATTON, Angela M.L. Biblioterapia. Revista da Escola de Biblioteconomia da UFMG. Belo Horizonte, v.4, n.2, set. 1975, p.198-214.

RATTON, Angela M.L. Bibliotherapy: a technique for counseling blind people. Journal of Visual Impaiment & Blindness. Illinois, v.78, n.5, p.187-199, may 1984.

RUBIN, Rhea Joyce A Guide to Theory and pratice. London: Onix Press, 1978. 240p.

SMITH Alice G. W. The real biblioterapist please stand up? Journal of Services in libraries, v.2, n.3, p.214-249, spring 1989.

Publicado
2008-12-05
Como Citar
Ferreira, D. T. (2008). Biblioterapia: uma prática para o desenvolvimento pessoal. ETD - Educação Temática Digital, 4(2), 35-47. https://doi.org/10.20396/etd.v4i2.620

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)

1 2 3 > >>