Formação do professor e os conhecimentos da psicologia

Autores

  • Patrícia Cristina Albieri de Almeida Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v8i2.658

Palavras-chave:

Conhecimentos psicológicos. Formação de professores. Saberes docentes.

Resumo

Este texto introdutório tem por objetivo contextualizar a temática “Formação do professor e os conhecimentos da psicologia” com o intuito de provocar questionamentos e reflexões para as discussões do Grupo de Trabalho em questão. Como o tema sugere que os conhecimentos de que a psicologia dispõe constituem saberes necessários à docência, situamos o movimento que está em curso na formação de profissionais do ensino e nas pesquisas sobre os saberes que estão na base da profissão docente. E é no contexto desse atual movimento, que busca redefinir as relações entre o conhecimento universitário e a atividade profissional, que analisaremos e discutiremos os conhecimentos da psicologia na formação docente. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Patrícia Cristina Albieri de Almeida, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Mestre em Psicologia Educacional pela Universidade Estadual de Campinas e Doutora em Ensino, Avaliação e Formação de Professores pela mesma instituição. Tem experiência na área de Educação com ênfase na formação de professores. Atualmente desenvolve atividades de pós-doutoramento na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo no Grupo de Pesquisa Processos Psicossociais na Formação de Professores.

Referências

ANDERSON, L. et al. Educational psychology for teachers: reforming our courses, rethinking our roles. Educational Psychologist, v.30, n.3, p. 143-157, 1995.

CHARLOT, B. Formação de professores: a pesquisa e a polícia educacional. São Paulo: Cortez, 2002.

BIDARRA, M. G. Psicologia da educação: identidade(s) de uma disciplina. Revista Portuguesa de Pedagogia, ano 32, n. 3, p. 99-118, 1998.

BORGES, C.; TARDIF, M. Apresentação. Educação e sociedade, dossiê: os saberes dos docentes e sua formação. Campinas, Cedes, n. 74, ano 22, p. 11-26, abr. 2001.

FIORENTI, D.; SOUZA , A. J.; MELO, G. F. A. Saberes docentes: um desafio para acadêmicos e práticos. In: GERALDI, C. M. G.; FIORENTINI, D.; PEREIRA, E. M. (Org.). Cartografias do trabalho docente: professor(a)-pesquisador(a). Campinas: Mercado de Letras, 1998.

FOUCAULT, M. La Psychologie de 1850 a 1950. Revue Internationale de Philosophie, v.2, n.173, p. 159-176, 1990.

GABBY JR, O. F. O que é Psicologia? Lei, regras e a psicologização do cotidiano. Ciência e Cultura. São Paulo, REUNIÃO A SOCIEDADE BRASILEIRA PARA O PROGRESSO DA CIÊNCIA, 36, [Anais...] São Paulo n.38, p. 489-495, mar, 1986.

GARRIDO, E.; CARVALHO, A. M. P. A reflexão sobre a prática e a qualificação da formação inicial do professor. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 107, p. 149-168, 1999.

GATTI, B. A. O que é psicologia da educação? Ou, o que ela pode vir a ser como área de conhecimento? Psicologia da Educação: Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia da Educação, São Paulo, n.5, p. 73-90, dez. 1997.

GATTI, B. A. Possibilidades de enfoques no campo da Psicologia da Educação – 2000. Psicologia da Educação: Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia da Educação, São Paulo, p. 9-14, dez. 1999.

IMBERNÓN, F. Formação docente e profissional. Forma-se para a mudança e a incerteza. São Paulo: Cortez, 2001. (Coleção Questões da Nossa Época, v.77).

LAROCCA, P. Psicologia e Prática pedagógica: o processo de reflexão de uma professora. 2002. 358 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2002.

LUNA, S. V. Psicologia Educacional: tentativa de delimitação do campo – 1989. Psicologia da Educação: Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia da Educação, São Paulo: EDUC, n. 9, p. 43-52, dez. 1999.

GARCIA, M. C. Formação de professores: para uma mudança educativa. Portugal: Porto, 1999.

MIZUKAMI, M. G. N. Aprendizagem da docência: professores formadores. Revista E-Curriculum, São Paulo, v. 1, n. 1, dez-jul, 2005-2006.

MORAES, M. O que é psicologia? Revista de Psicologia da UnC, Santa Catarina, v.1, n.2, p. 69-73, 2003.

SADALLA, A. M. F. A.; LAROCCA, P. Autoscopia: um procedimento de pesquisa e de formação. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.30, n.3, p. 419-433, set./dez. 2004.

SCHÖN, D. Formar professores como profissionais reflexivos. In: NÒVOA, A. (org.). Os professores e sua formação. 2. ed. Lisboa: Dom Quixote, 1995.

SHULMAN, L. S. Knowledge and teaching: foundations of the new reform (1987) In: SHULMAN, L. S. The wisdom of practice: essays on teaching and learning to teach. San Francisco: Jossey-

Bass, 2004. p.1-14.

SHULMAN, L. S. Those who understand: knowledge growth in teaching. Educational, v.15, n.2, p.4-14, 1986.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2002a.

TARDIF, M. Lugar e sentido dos conhecimentos psicológicos universitários na formação dos profissionais do ensino. In: GARRIDO, S. L.; CUNHA, M. I.; MARTINI, J. G. (Org.). Os rumos da Educação Superior. São Leopoldo: UNISINOS, 2002b.

WISNIVESKY, M. Psicologia e formação docente: indícios de uma relação. 2003. 155f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2003.

Downloads

Publicado

2008-12-03

Como Citar

Almeida, P. C. A. de. (2008). Formação do professor e os conhecimentos da psicologia. ETD - Educação Temática Digital, 8(2), 236–248. https://doi.org/10.20396/etd.v8i2.658