Entre brumas e concretudes, o Museu Dinâmico de Ciências de Campinas como imaginante espaço de educação

Autores

  • Cristina de Carvalho Barão Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v8i2.665

Palavras-chave:

Educação não-formal. Museus de ciencia. Escolas. Imagem. Formação de professores.

Resumo

Esta dissertação pretende trabalhar com as inter-relações entre experiência e memória da autora, professora/pesquisadora do Museu Dinâmico de Ciências de Campinas (MDCC) no período de 2002 a 2004. Os registros apresentados são composições de texto escrito com as imagens - fabricadas em um ensaio fotográfico e editadas em dois formatos: com a música em um CD ROM e na montagem fotográfica impressa em papel e, inspirada no trabalho da artista visual Rosângela Rennó, compondo uma escrita que remete à análise política e estética para o museu, um espaço imaginante de educação. Como numa ciranda, os círculos de identificação do MDCC são anéis que se entrecruzam, num mesmo repetido, insistente e persistente: ensino de ciências, educação não formal e formação de professores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristina de Carvalho Barão, Universidade Estadual de Campinas

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual de Campinas, mestrado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas.

Downloads

Publicado

2008-12-03

Como Citar

Barão, C. de C. (2008). Entre brumas e concretudes, o Museu Dinâmico de Ciências de Campinas como imaginante espaço de educação. ETD - Educação Temática Digital, 8(2), 308–308. https://doi.org/10.20396/etd.v8i2.665

Edição

Seção

Dissertações e Teses em Resumos