Genealogia da ética: o sujeito em questão

Autores

  • Márcio Aparecido Mariguela Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v8i0.700

Palavras-chave:

Genealogia da ética. Função autor. Problematização do sujeito. Cuidado de si.

Resumo

Freud ocupou uma função dobradiça nas pesquisas que Michel Foucault realizou em torno da arqueologia do saber, da genealogia do poder e na genealogia da ética. As diferentes posições do filósofo francês sobre Freud e a psicanálise permitem articular o projeto de escrita de uma genealogia da ética com o movimento de retorno a Freud empreendido pelo psicanalista Jacques Lacan. Pretendo sustentar que a visada de Foucault sobre Freud é recorrente pela função autor que reconheceu atuar na tática genealógica. A obra de Freud, interpretada por Lacan, foi decisiva para Foucault investigar os modos de sujeição e assim estabelecer a distinção entre o que pertence ao campo da moral e aquilo que é próprio ao campo da ética. A problematização do sujeito do desejo permitiu um deslocamento da analítica do poder para a constituição do cuidado de si como um princípio ético para instaurar uma estética de si. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Márcio Aparecido Mariguela, Universidade Estadual de Campinas

Professor de História da Filosofia Contemporânea na Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Metodista de Piracicaba (UNIMEP); Doutor em Educação pela UNICAMP; Psicanalista, Membro da Escola de Psicanálise de Campinas; Pesquisador colaborador do Grupo de Estudos e Pesquisas Diferenças e Subjetividades em Educação - DIS (FE/UNICAMP).

Referências

ALTHUSSER, L. Freud e Lacan. 2. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1985.

ALLOUCH, J. Freud, y después Lacan. Trad. Elisa Molina. Argentina: EDELP, 1994.

BIRMAN, J. Entre cuidado de si e saber de si: sobre Foucault e a psicanálise. 2. ed. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 2000.

CHAVES, E. Foucault e a psicanálise. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1988.

ERIBON, D. Michel Foucault e seus contemporâneos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1996.

FONSECA, M. A. Michel Foucault e a constituição do sujeito. São Paulo: Educ, 1995.

FOUCAULT, M. A verdade e as formas jurídicas. Rio de Janeiro: NAU Editora, 3. ed., 2005.

FOUCAULT, M. A hermenêutica do sujeito. São Paulo: Martins Fontes. 2004a.

FOUCAULT, M. O retorno da moral. In: Ditos & escritos V – ética, sexualidade, politica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2004b. p.251-263.

FOUCAULT, M. A ética do cuidado de si como prática da liberdade. In: Ditos & Escritos V – ética, sexualidade, politica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2004c. p.264-287.

FOUCAULT, M. Uma estética da existência. In: Ditos & escritos V – ética, sexualidade, politica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2004d. p.288-293.

FOUCAULT, M. Em defesa da sociedade. São Paulo: Martins Fontes. 2002.

FOUCAULT, M. O que é um autor? Ditos & escritos III – estética: literatura e pintura, música e cinema. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2001. p.264-298.

FOUCAULT, M. Sobre as maneiras de escrever a história. In: Ditos & escritos II – arqueologia das ciências e história dos sistemas de pensamento. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2000a. p.62-77.

FOUCAULT, M. Nietzsche, a genealogia e a história. In: FOUCAULT, M. Ditos & escritos II – arqueologia das ciências e história dos sistemas de pensamento. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2000b. p.260-281.

FOUCAULT, M. Retornar à História. In: FOUCAULT, M. Ditos & escritos II – arqueologia das ciências e história dos sistemas de pensamento. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2000c. p.282-295.

FOUCAULT, M. Loucura, a ausência da obra. In: MOTTA, M. B. (Org.). Ditos & escritos I – problematização do sujeito: psicologia, psiquiatria e psicanálise. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1999a. p.190-198.

FOUCAULT, M. Lacan, o ‘Libertador’ da Psicanálise. In: MOTTA, M. B. (Org.). Ditos & escritos I – problematização do sujeito: psicologia, psiquiatria e psicanálise. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1999b. p.298-299.

FOUCAULT, M. O sujeito e o poder. In: RABINOW, P.; DREYFUS, H. Michel Foucault – uma trajetória filosófica: para além do estruturalismo e da hermenêutica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995a. p.231-249.

FOUCAULT, M. Sobre a genealogia da ética: uma revisão do trabalho. In: RABINOW, P. & DREYFUS, H. Michel Foucault – uma trajetória filosófica: para além do estruturalismo e da hermenêutica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995b. p.253-278.

FOUCAULT, M. Tecnologias del yo y otros textos afines, Barcelona: Ediciones Paidós Ibérica. 1990.

FOUCAULT, M. Arqueologia do saber. 3. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária. 1987.

FOUCAULT, M. História da sexualidade II: o uso dos prazeres, Rio de Janeiro: Graal. 1984a.

FOUCAULT, M. História da sexualidade III: o cuidado de si, Rio de Janeiro: Graal. 1984b.

GIACÓIA JR., O. A filosofia como diagnóstico do presente: Foucault, Nietzsche e a genealogia da ética. In: MARIGUELA, M. (Org.). Foucault e a destruição das evidências. Piracicaba: Unimep, 1995, p.81-100.

LACAN, J. Intervenção sobre a transferência. In: LACAN, J. Escritos. Trad. Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1998, p.87-100.

LACAN, J. Seminário 1968-1969: de um Outro ao outro. Recife, 2004. (Publicação não comercial exclusiva para membros do Centro de Estudos Freudianos do Recife).

MACHADO, R. Foucault, a ciência e o saber. 3. ed. revista e ampliada. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2006.

MARCHEREY, P. Nas origens da História da Loucura: uma retificação e seus limites. In: RIBEIRO, R. J. (Org.). Recordar Foucault. São Paulo: Brasiliense, 1985, p.47-71.

MARIGUELA, M. Psicanálise e surrealismo: Lacan, o passador de Politzer. Piracicaba: Jacintha Editores, 2007.

MEZAN, R. Uma arqueologia inacabada: Foucault e a psicanálise. In: RIBEIRO, R. J. (Org.). Recordar Foucault. São Paulo: Brasiliense, 1985, p.94-125.

RAJCHMAN, J. Eros e verdade – Lacan, Foucault e a questão da ética. Trad. Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1993.

SOUZA, S. C. A ética de Michel Foucault: a verdade, o sujeito, a experiência. Belém: Cejup, 2000.

VALLEJO, M. Incidencias em el psicoanálisis de la obra de Michel Foucault: prolegómenos a uma arqueologia posible del saber psicoanalitico. Buenos Aires: Letra Viva, 2006.

VILTARD, M. Foucault-Lacan: la lección de las meninas. In: Litoral 28 – La opacidad sexual II: Lacan-Foucault. Revista da École Lacanienne de Psychanalyse, Córdoba: EDELP, p.115-161, 1999.

Downloads

Publicado

2008-11-26

Como Citar

Mariguela, M. A. (2008). Genealogia da ética: o sujeito em questão. ETD - Educação Temática Digital, 8, 204–226. https://doi.org/10.20396/etd.v8i0.700