Leitura nas telas: os jovens na internet

Autores

  • Solange Puntel Mostafa Universidade do Vale do Itajaí
  • Priscila Gonzáles Universidade do Vale do Itajaí
  • Eni Maria Ranzan Universidade do Vale do Itajaí
  • Lisiane da Silva Moraes Universidade do Vale do Itajaí

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v5i2.761

Palavras-chave:

Processo de leitura. Internet. Ciberespaço. Navegação. Leitura on-line. Juventude na internet.

Resumo

A partir de uma problematização entre três matrizes de conhecimento, o construtivismo francês, a teoria crítica e o cognitivismo na pesquisa sobre leitura, descrevem resultados de pesquisa realizada com (60) jovens freqüentadores da sala web da Biblioteca da Universidade, durante seu processo de navegação em frente às telas. Os resultados evidenciaram quatro tipos de pesquisa sendo realizadas pelos jovens: pesquisa utilitária, pesquisa de mídia, pesquisa universitária e pesquisa escolar. Algumas regularidades do processo de navegação foram identificadas em todas as faixas categorizadas, como a consulta ao correio eletrônico e a familiaridade (quase natural) com a estrutura de banco de dados da internet. O paradoxo levantado pelo construtivismo pedagógico foi contraposto às posturas mais radicais à esquerda em autores para quem é impossível uma educação crítica no ciberespaço; os resultados da pesquisa evidenciam um caminho novo de leitura, diferente do preconizado pela teoria crítica e ainda não contemplado também pelo cognitivismo dos programas de leitura tradicionais. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Solange Puntel Mostafa, Universidade do Vale do Itajaí

Professora Pesquisadora do Mestrado em Educação Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI, SC)

Priscila Gonzáles, Universidade do Vale do Itajaí

Mestranda em Educação Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI, SC)

Eni Maria Ranzan, Universidade do Vale do Itajaí

Doutoranda em Engenharia e Gestão do Conhecimento, pela UFSC.

Lisiane da Silva Moraes, Universidade do Vale do Itajaí

Graduanda de Jornalismo Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI), SC)

Referências

ALAVA, Sérafin et al Ciberespaço e formações abertas: rumo a novas práticas educacionais. Porto Alegre:Artmed, 2002.

BELLONI, Maria L. O que é mídia-educação. Campinas, SP: Autores Associados, 2001

BELLONI, Maria L. (Org.). A formação na sociedade do espetáculo. São Paulo: Loyola, 2002.

COLZANI, Marinez P. ; HOEPERS, Idorlene S. ; PINHEIRO, Cláudia F. Mídia e conhecimento nas escolas públicas de Itajaí: pesquisa exploratória. Alcance, Itajaí, SC, v.9, n.3, p. 69-76,

GUR-ZE’EV, Illan É possível uma educação crítica no ciberespaço? Disponível em: http://www.unimep.br/fch/revcomunica/ano9n1/04_artig.htm. Acesso em: 18 nov. 2003.

LEVY, P. As tecnologias da inteligência. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1993.

LYOTARD, Jean-F. O pós-moderno. 3. ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 1990.

NICOLACI-DA-COSTA, Ana. Jovens e celulares: a cultura do atalho e da sociabilidade instantânea. In: SEMINÁRIO CULTURA JOVENS E NOVAS SENSIBILIDADES, 2003, Rio de Janeiro. [Anais...] Rio de Janeiro : UCAM/FAPERJ, 2003.

SILVA, Ezequiel Theodoro. (Org.). A leitura nos oceanos da Internet. São Paulo: Cortez, 2003

WITTER, G.P. (Org.). Psicologia: leitura & universidade. Campinas: Editora Alínea, 1997.

WITTER, G.P. Leitura e universidade. In: WITTER, G.P. (Org.). Psicologia: leitura & universidade. Campinas: Editora Alínea, 1997. p.9-18.

Downloads

Publicado

2008-11-13

Como Citar

MOSTAFA, S. P.; GONZÁLES, P.; RANZAN, E. M.; MORAES, L. da S. Leitura nas telas: os jovens na internet. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 5, n. 2, p. 58-74, 2008. DOI: 10.20396/etd.v5i2.761. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/761. Acesso em: 30 out. 2020.