Função educacional da arte

Autores

  • Maria Eugenia Montes Castanho Pontíficia Universidade Católica de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v6i2.776

Palavras-chave:

Formação de professores e educação artística. Historia da educação e arte. Formação de professores e arte educação

Resumo

O presente texto representa uma tentativa de compreender as teorias existentes no campo da arte aplicada à educação e suas principais propostas. Ao esforço de articular o campo da arte com o da educação tem-se dado o nome de Arte-Educação. Evita-se a expressão Educação Artística para afastar confusões teóricas: muitas vezes em seu nome são defendidas atividades onde não há o menor respeito aos métodos artísticos, porque supostamente busca-se o educativo e não o estético. Por Arte-Educação entende-se o ensino de arte em seu duplo aspecto de educação artística e educação estética. Entende-se a educação artística ligada ao fazer arte, à produção de objetos de arte, e por educação estética a apreciação e fruição de arte. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Eugenia Montes Castanho, Pontíficia Universidade Católica de Campinas

Professora do Programa de Pos Graduação em Educação e do Curso de Pedagogia da Faculdade de Educação da Pontíficia Universidade Católica de Campinas.

Referências

ARNHEIM, R. Arte y percepción visual, 6. ed., Buenos Aires: Editorial Universitária de Buenos Aires, 1973.

ARNHEIM, R. El pensamiento visual. Buenos Aires: Editorial Universitária de Buenos Aires, 1971.

BOURDIEU, P. As regras da arte. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

CASTANHO, M. E. L. M. Arte-educação e intelectualidade da Arte. Faculdade de Educação/ UNICAMP, Dissertação de Mestrado, 1982.

CASTANHO, M. E. L. M. O Discurso da Arte. In: SANS, P. C., (Org). Olho latino. Campinas: São Paulo: Arte Editora, 1990.

CASTANHO, M. E. L. M. Arte e Educação. Revista Reflexão. Instituto de Filosofia/PUCCAMP, n. 39, ano XII, set/dez 1987.

CUNHA, Rose M. M.. Criatividade e processos cognitivos. Petrópolis: Editora Vozes, 1977.

DELLA VOLPE, G. Della Volpe: Sociologia. Coletânea organizada por Wilcon Jóia Pereira. São Paulo: Editora Ática, 1979.

DEWEY, J. A arte como experiência. Coleção Os Pensadores. São Paulo: Editora Abril, 1980.

EISNER, E. W. Educating artistic vision. New York: The Macmillan Company, 1972.

FRANCASTEL, P. A realidade figurativa. São Paulo: Editora Perspectiva, 1973.

GARDNER, H. The Arts and the Human Development. New York: A Wiley-interscience publication, John Wiley & sons, 1973.

GRAMSCI, A. Literatura e Vida Nacional. 2. ed., Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira, 1978.

KEPES, G. et al. Situación actual de las artes visuales. Buenos Aires: Ediciones 3, 1963.

LOWENFELD, V.; BRITTAIN, W. L. Desenvolvimento da capacidade criadora. São Paulo: Editora Mestre Jou, 1977.

PIAGET, J. Introducción a la epistemología genética, volumes 1, 2 e 3. Buenos Aires: Editora Paidós, 1975.

SAUNDERS, R. J. Relating art and humanities to the classroom, Dubuque, Iowa: Mcb, Wm. C. Brown Company Publishers, 1977.

SNYDERS, G. Para onde vão as pedagogias não-diretivas?, Lisboa: Moraes editores, 1974.

VIGOTSKY, L. S . Psicología del Arte. Barcelona: Barral editora, 1972.

Downloads

Publicado

2008-11-12

Como Citar

CASTANHO, M. E. M. Função educacional da arte. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 6, n. 2, p. 85–98, 2008. DOI: 10.20396/etd.v6i2.776. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/776. Acesso em: 30 nov. 2020.