Relatos de pesquisa: considerações sobre a sociologia e a educação ambiental

Autores

  • Carolina Messora Bagnolo Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v9i2.822

Palavras-chave:

Produção intelectual. Sociologia ambiental. Educação ambiental. América Latina.

Resumo

Esta comunicação visa compartilhar alguns resultados pertinentes à pesquisa realizada no âmbito da pós-graduação, onde se buscou analisar a produção intelectual em sociologia ambiental na América Latina, entendendo quais são as propostas ou soluções que essa produção coloca para a minimização dos problemas socioambientais. A despeito dos resultados obtidos, nota-se que a educação ambiental, difundida como promessa para a emergência da consciência ambiental e possível superação da crise civilizatória, pouco se destaca dentre as preocupações da sociologia (como pode ser visto também em Layrargues, 2002). 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carolina Messora Bagnolo, Universidade Estadual de Campinas

Professora. Mestre em Sociologia pela Universidade Estadual de Campinas. Doutoranda em Educação pela Universidade Estadual de Campinas.

Referências

BAGNOLO, C. M. Produção intelectual em qualidade de vida na América Latina. 2005. Dissertação (Mestrado em Sociologia) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas,

BUTTEL, F. Sociologia ambiental, qualidade ambiental e qualidade de vida: algumas observações teóricas. In: HERCULANO, S. et al (Org.). Qualidade de vida e riscos ambientais. Rio de Janeiro: EDUFF, 2000.

DUNLAP, R. The evolution of environmental sociology: a brief history of American experience. In: REDCLIFT, M; WOODGATE (editors). The international handbook of environmental sociology. Cheltenham, UK. Northampton, MA, USA, 1997.

FERREIRA, L.C. Sociologia ambiental, teoria social e a produção intelectual no Brasil. Revista Idéias, Campinas, ano 8, n.2, 2001.

FERREIRA, L.C. Idéias para uma sociologia da questão ambiental no Brasil. São Paulo: Annablume, 2006.

GUIMARÃES, R. A assimetria dos interesses compartilhados: América Latina e a agenda global do meio ambiente. In: LEIS, H. (Org.). Ecologia e política mundial. Rio de Janeiro: Vozes, 1991.

HANNIGAN, J. Environmental sociology. A social construccionist perspective. London and New York.: Routledge, 1995.

HERCULANO, S. Sociologia ambiental: origens, enfoques metodológicos e objetivos. Revista Mundo e Vida, Niterói, ano 1, v.1, 2000.

HOGAN, D. J.; VIEIRA, P.V. Dilemas socioambientais e desenvolvimento sustentável. 2.ed. Campinas: editora da Unicamp, 1995.

IANNI, O. Sociologia da sociologia latino-americana. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1971.

IANNI, O. A idéia de América Latina. Primeira versão, n. 13, IFCH, Unicamp, 1990.

LAYRARGUES, P. P. Muito prazer, sou a educação ambiental, seu novo objeto de estudo sociológico. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS GRADUAÇÃO E PESQUISA EM AMBIENTE E SOCIEDADE, 1, 2002, Indaiatuba. [Anais...] Indaiatuba 2002.

LEIS, H. (Org.). Ecologia e política mundial. Rio de Janeiro: FASE/Vozes, 1991.

PÁDUA, J. A. Ecologia e política no Brasil. Rio de Janeiro: Espaço e tempo, 1987.

PARDO, M. Sociología y medioambiente: estado de la cuestion. Revista Internacional de Sociologia. Córdoba, n. 19-20, 1998. Disponível em: http://www.unavarra. es/personal/mpardo/pdf/03estado.PDF. Acesso em: 15 jul. 2004. COLEÇÃO da Revista Brasileira de Ciências Sociais. 1 CD-ROM, 2002.

SAVIANI, D. Escola e democracia. 29.ed. Campinas: Editora Autores Associados, 1995.

SILVA, G. M. D. Sociologia da sociologia da educação: caminhos e desafios de uma policy science no Brasil (1920-1979). Bragança Paulista: EDUSF, 2002.

Downloads

Publicado

2008-11-11

Como Citar

BAGNOLO, C. M. Relatos de pesquisa: considerações sobre a sociologia e a educação ambiental. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 9, n. 2, p. 126-136, 2008. DOI: 10.20396/etd.v9i2.822. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/822. Acesso em: 31 out. 2020.