Constituição da reflexividade docente: indícios de desenvolvimento profissional coletivo

Autores

  • Ana Maria Falcão de Aragão Sadalla Universidada Estadual de Campinas
  • Idália da Silva Carvalho Sá-Chaves Universidade de Avieiro

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v9i2.826

Palavras-chave:

Desenvolvimento profissional e pessoal. Reflexividade coletiva. Narrativas. Indícios. Parceria universidade-escola.

Resumo

Partindo de projeto formativo-investigativo, o processo de reflexividade coletiva de um grupo de professores foi registrado na forma escrita, possibilitando a identificação de indícios deste processo e seus determinantes e implicações mais evidentes. O objetivo da pesquisa foi compreender o processo de refle4xividade docente, por meio da análise crítica das narrativas dos professores envolvidos e identificar estratégias de formação potenciadoras do desenvolvimento das lógicas reflexivas dos participantes em sua busca coletiva para superarem dilemas cotidianos e concretizarem a construção colaborativa e partilhada do projeto político-pedagógico da escola. O projeto formativo desenvolve-se a partir de inquietações provocadas pelas diferentes perspectivas nas discussões em relação à possibilidade de mudança de concepção, estrutura, organização e currículo da escola. Os resultados indicam ser possível intervir intencionalmente nos processos de construção de conhecimento e desenvolvimento profissional e pessoal docentes promovendo um processo de reflexão compartilhado, sistemático e crítico centrado nas suas práticas e ações cotidianas. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Maria Falcão de Aragão Sadalla, Universidada Estadual de Campinas

Psicóloga. Doutora em Educação. Pós-doutorado em Educação pela Universidade de Aveiro (Portugal). Docente do Departamento de Psicologia Educacional da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

Idália da Silva Carvalho Sá-Chaves, Universidade de Avieiro

Doutora em Educação. Professora Associada do Departamento de Didáctica e Teconologia Educativa da Universidade de Aveiro (Portugal). Membro da Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação, da European Educational Research Association, Vice-Presidente da Associação do Pensamento Complexo, sediada em Paris, da Associação “Ensinar é Investigar” e do CIDInE (Centro de Investigação, Difusão e Intervenção Educacional

Referências

ALARCÃO, I. Do olhar supervisivo ao olhar sobre supervisão. In: RANGEL, M. (Org.).

Supervisão pedagógica: princípios e práticas. Campinas: Papirus, 2001 a, p. 11-55.

ALARCÃO, I. Escola reflexiva e desenvolvimento institucional: que novas funções supervisivas?

In: OLIVEIRA-FORMOSINHO, J. (Org.), Supervisão da formação. Porto: Porto Editora,

b.

ALARCÃO, I. (Org.). Escola reflexiva e nova racionalidade. Porto Alegre: Artmed, 2001.

ALARCÃO, I. Profissionalização docente em construção. Anais do II Congresso Internacional sobre Formação de Professores nos Países de Língua e Expressão Portuguesas. Porto Alegre: Edições ULBRA, 1999. p. 109-118.

ALARCÃO, I. Reflexão crítica sobre o pensamento de D. Schön e os programas de formação de professores. In I. ALARCÃO (Org.). Formação Reflexiva de Professores: estratégias de supervisão. Coimbra-Portugal: Porto Editora, 1996. p. 9-39.

CAETANO, A. P. “Dilemas dos Professores”. In: ESTRELA, M. T. (Org.). Viver e Construir a Profissão Docente. Lisboa: Porto Editora, 1997.

DIAS-da-SILVA, M. H. G. F. “Sabedoria docente: repensando a prática pedagógica”. In: Cadernos de Pesquisa. São Paulo, n.o89, p.39- 47, maio 1994.

GINZBURG, C. Mitos, Emblemas e Sinais: morfologia e história. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

GINZBURG, C. O fio e os rastros: verdadeiro, falso, fictício. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

LIB NEO, J. C. “Reflexividade e formação de professores: outra oscilação do pensamento pedagógico brasileiro?”. In: PIMENTA, S.G. e GHEDIN, E. (Org.) Professor Reflexivo no Brasil: gênese e crítica de um conceito. São Paulo, Cortez: 2002.

PACHECO, J. A. O pensamento e a acção do professor. Lisboa: Porto Editora, 1995.

PINO, A. As marcas do humano: às origens da constituição cultural da criança na perspectiva de Lev S. Vigostky. São Paulo: Cortez, 2005.

PONTE, J. P. Da formação ao desenvolvimento profissional. Actas do ProfMat 1998 (pp.27-44). Lisboa: APM.

SÁ-CHAVES, Idália da Silva Carvalho, A construção de conhecimento pela análise reflexiva da práxis. Coimbra - Portugal: Fundação Calouste Gulbenkian e Fundação Para A Ciência e A Tecnologia, 2002.

SÁ-CHAVES, Idália da Silva Carvalho. Notas de orientação individual. Pós-doutoramento. Universidade de Aveiro, abril e maio de 2007.

SCHÖN, D., Educating the reflective practitioner: toward a new design for teaching and learning in the professions, San Francisco: Jossey Bass. 1987.

SCHÖN, D. The reflective practioner: how professional thinking in action. New York: Basic Books, 1983.

Downloads

Publicado

2008-11-11

Como Citar

SADALLA, A. M. F. de A.; SÁ-CHAVES, I. da S. C. Constituição da reflexividade docente: indícios de desenvolvimento profissional coletivo. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 9, n. 2, p. 189-203, 2008. DOI: 10.20396/etd.v9i2.826. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/826. Acesso em: 31 out. 2020.