Políticas de integração curricular para o ensino médio no Brasil contemporâneo: um estudo no programa ensino médio inovador

Autores

  • Roberto Rafael Dias da Silva Universidade de Caxias do Sul (UCS).

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v17i2.8634854

Palavras-chave:

Currículo. Ensino Médio. Integração curricular

Resumo

O presente estudo inscreve-se no campo dos Estudos Curriculares e propõe-se a examinar as políticas de integração curricular para o Ensino Médio produzidas contemporaneamente no Brasil. Para tanto, considera como foco analítico o programa Ensino Médio Inovador, recentemente implementado, dimensionando as concepções de conhecimento escolar emergentes em sua pauta política. Metodologicamente, optou-se pela realização de uma análise documental de diferentes textos curriculares. Ao final, conclui-se que as estratégias políticas que perfazem a constituição da gramática curricular do programa examinado sugerem que o Ensino Médio seja posicionado enquanto um espaço de formação de personalidades produtivas e direcionado para formas curriculares que estimulem o protagonismo dos jovens.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roberto Rafael Dias da Silva, Universidade de Caxias do Sul (UCS).

Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Caxias do Sul.

Referências

BALL, Stephen. Performatividades e fabricações na economia educacional: rumo a uma sociedade performativa. Educação e Realidade, Porto Alegre, v. 35, n. 2, p. 37-55, maio/ago. 2010. Disponível em: http://goo.gl/onKsRL Acesso em: 04 mai. 2015. ISSN: 2175-6236.

BALL, Stephen. Performatividade, privatização e o Pós-Estado do Bem Estar. Educação e Sociedade, Campinas, SP, v. 25, n. 89, p. 1105-1126, set./dez., 2004. Disponível em: http://goo.gl/4oiJZw Acesso em: 04 mai. 2015. ISSN: 1678-4626.

BRASIL. Diretrizes curriculares nacionais para o ensino médio. Brasília, DF: MEC, 2012.

BRASIL. Formação de professores do ensino médio - etapa I, caderno IV: áreas de conhecimento e integração curricular. Brasília, DF: MEC; Curitiba: UFPR/Setor de Educação, 2014.

BRASIL. Portaria n. 971, de 9 de outubro de 2009. Institui o Programa Ensino Médio Inovador. Brasília, DF: MEC, 2009.

BRASIL. Programa ensino médio inovador: documento orientador. Brasília, DF: MEC, 2013a.

BRASIL. Portaria n. 1.140 de 22 de novembro de 2013. Institui o Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio. Brasília, DF: MEC, 2013b.

CELLARD, André. A análise documental. In: POUPART, Jean et all. (Orgs.). A pesquisa qualitativa: enfoques epistemológicos e metodológicos. 3.ed. Petrópolis: Vozes, 2012, p. 295-316.

CRESWELL, John. Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. 3.ed. Porto Alegre: Artmed, 2010.

DALE, Roger. Globalização e educação: demonstrando a existência de uma “cultura educacional mundial comum” ou “localizando uma "agenda globalmente estruturada para a educação”?. Educação e Sociedade, Campinas, SP, v. 25, n. 87, p. 423-460, maio/ago. 2004. Disponível em: http://goo.gl/QQtxHE Acesso em: 04 mai. 2015. ISSN: 1678-4626.

DELEUZE, Gilles. Política. In: DELEUZE, Gilles. Conversações. São Paulo: Ed. 34, 1992, p. 209-226.

DUBET, François. Crisis de la transmisión y declive de la institución. Politica y Sociedad, Madri, v. 47, n. 2, p. 15-25, 2010. Disponível em: http://goo.gl/qyl36I Acesso em: 04 mai. 2015. ISSN: 1130-8001.

FLICK, Uwe. Introdução à pesquisa qualitativa. 3.ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

KRAWCZYK, Nora. Ensino Médio: empresários dão as cartas na escola pública. Educação e Sociedade, Campinas, SP, v. 35, n. 126, p. 21-41, jan./mar. 2014. Disponível em: http://goo.gl/eGFWHg Acesso em: 04 mai. 2015. ISSN: 0101-7330.

KRAWCZYK, Nora. Reflexão sobre alguns desafios do Ensino Médio no Brasil hoje. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 41, n. 144, p. 752-769, set./dez. 2011. Disponível em: http://goo.gl/BcmCYp Acesso em: 04 mai. 2015. ISSN: 1980-5314.

LIBÂNEO, José Carlos. O dualismo perverso na escola pública brasileira: escola do conhecimento para os ricos, escola do acolhimento social para os pobres. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 38, n. 1, p. 13-28, jan./mar. 2012. Disponível em: http://goo.gl/mesm7A Acesso em: 04 mai. 2015. ISSN: 1678-4634.

LIMA, Licínio. Aprender para ganhar, conhecer para competir. São Paulo: Cortez, 2012.

LOPES, Alice. Políticas de integração curricular. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2008.

LOPES, Alice; MACEDO, Elizabeth. Teorias do currículo. São Paulo: Cortez, 2011.

MARRERO, Adriana. La otra “jaula de hierro”: del fatalismo de la exclusion a la recuperación del sentido de lo educativo - una mirada desde la sociología. Sociologias, Porto Alegre, n. 29, p. 128-150, jan./abr. 2012. Disponível em: http://goo.gl/xAsMmJ Acesso em: 04 mai. 2015. ISSN: 1807-0337.

MOORE, Rob. Social Realism and the problem of the problem of knowledge in the sociology of education. British Journal of Sociology of Education, London, v. 34, n. 3, p. 1-21, 2012.

MOREIRA, Antônio Flávio; CANDAU, Vera. Indagações sobre currículo: currículo, conhecimento e cultura. Brasília, DF: MEC/SEB, 2008.

MOREIRA, Antônio Flávio. A importância do conhecimento escolar em propostas curriculares alternativas. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 45, p. 265-290, jun. 2007. Disponível em: http://goo.gl/tEX6Ej Acesso em: 04 mai. 2015. ISSN: 1892-6621.

MOREIRA, Antonio Flávio Barbosa. Em busca da autonomia docente nas práticas curriculares no Brasil. In: OLIVEIRA, Maria Rita (Org.); PACHECO, José Augusto (Org.). Currículo, didática e formação de professores. Campinas, SP: Papirus, 2013, p. 69-96.

SANTOS, Lucíola. O processo de produção do conhecimento escolar e a didática. In: MOREIRA, Antonio Flávio. Conhecimento educacional e formação do professor. Campinas, SP: Papirus, 1995, p. 27-37.

SENNETT, Richard. A cultura do novo capitalismo. Rio de Janeiro: Record, 2008.

SILVA, Roberto Rafael Dias da. Políticas de escolarização e governamentalidade nas tramas do capitalismo cognitivo: um diagnóstico preliminar. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 39, n. 3, p. 689-704, jul./set. 2013. Disponível em: http://goo.gl/3RCyL4 Acesso em: 04 mai. 2015. ISSN: 1678-4634.

SILVA, Roberto Rafael Dias da; PEREIRA, Anna Luiza Verdi. Políticas de constituição do conhecimento escolar para o Ensino Médio no Rio Grande do Sul: uma analítica de currículo. Educação em Revista, Belo Horizonte, v.30, n.1, p. 127-158, jan. 2014. Disponível em: http://goo.gl/jIeTzR Acesso em: 04 mai. 2015. ISSN: 0102-4698.

SILVA, Roberto Rafael Dias da; PEREIRA, Anna Luiza Verdi. Políticas de constituição do conhecimento escolar na pesquisa educacional brasileira. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 43, n. 150, p. 884-905, set. 2013. Disponível em: http://goo.gl/7NggMr Acesso em: 04 mai. 2015. ISSN: 0100-1574.

TIRAMONTI, Guillermina. Educación secundaria argentina: dinámicas de selección y diferenciación. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 41, n. 144, p. 692-709, set./dez. 2011. Disponível em: http://goo.gl/7mz8xa Acesso em: 04 mai. 2015. ISSN: 0100-1574.

TURNER, Stephen. Whatever happened to knowledge? Social Studies of Science, London, v. 42, n. 3, p. 474-480, 2012. Disponível em: http://goo.gl/bcG5dK Acesso em: 04 mai. 2015.

UNESCO. Protótipos curriculares de Ensino Médio e Ensino Médio Integrado: resumo executivo. Brasília, DF: UNESCO, 2011.

VEIGA-NETO. Alfredo. Currículo e interdisciplinaridade. In: MOREIRA, Antônio Flávio (Org.). Currículo: questões atuais. 18. ed. Campinas, SP: Papirus, 2012, p. 59-102.

YOUNG, Michael. O futuro da educação em uma sociedade do conhecimento: a defesa radical de um currículo disciplinar. Cadernos de Educação, Pelotas, v. 38, p. 395-416, jan./abr. 2011. Disponível em: http://goo.gl/XkYjSj Acesso em: 04 mai. 2015. ISSN: 2178-079X.

Downloads

Publicado

2015-08-31

Como Citar

Silva, R. R. D. da. (2015). Políticas de integração curricular para o ensino médio no Brasil contemporâneo: um estudo no programa ensino médio inovador. ETD - Educação Temática Digital, 17(2), 252–270. https://doi.org/10.20396/etd.v17i2.8634854