Estratégias e procedimentos de crianças do ciclo de alfabetização frente a situações-problemas que envolvem geometria

Autores

  • João Alberto da Silva Universidade Federal do Rio Grande - Programa de Pós-Graduação em Educação / Professor Adjunto
  • Karin Ritter Jelinek Universidade Federal do Rio Grande-FURG. Programa de Pós Graduação em Educação em Ciências
  • Vinicius Carvalho Beck Universidade Federal do Rio Grande - FURG

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v18i2.8635740

Palavras-chave:

Alfabetização Matemática. Geometria. Ciclo de Alfabetização.

Resumo

O Ciclo de Alfabetização foi criado em 2010 e apresentou uma nova organização curricular para os anos iniciais do Ensino Fundamental. Ele tem demandado novas formas de ensinar e pensar a Matemática para crianças em fase inicial de escolarização. Empreendemos um esforço coletivo para pesquisar as estratégias e os procedimentos que os estudantes deste nível de ensino têm empreendido para enfrentar situações que envolvem conteúdos matemáticos determinados nas avaliações externas. Neste artigo contemplamos o estudo que trata especificamente das competências relativas à Geometria. Fundamentando-se na investigação-ação escolar e na ideia de situação-problema, propusemos diversas atividades aos estudantes a fim de investigar como procedem frente às habilidades previstas na Prova Brasil de Alfabetização Matemática. Os dados indicam dificuldades de estabelecer relação entre os espaços bidimensional e tridimensional no manejo das figuras geométricas, problemas oriundos de um ensino que privilegia figuras planas e noções espaciais ainda muito regidas por um pensamento egocêntrico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Alberto da Silva, Universidade Federal do Rio Grande - Programa de Pós-Graduação em Educação / Professor Adjunto

João Alberto da Silva é pedagogo, especialista em Esnino de Ciências e Matemática, Doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Realizou doutorado-sanduíche na Universidade de Genebra. Publicou 17 artigos em periódicos especializados. Tem 5 livros editados e 4 capítulos em obra coletiva.Tem trabalhos de tradução de artigos do francês para português. Consultor do MEC/INEP para avaliação de cursos graduação. É Professor Adjunto na Universidade Federal do Rio Grande - FURG, vinculado ao Instituto de Educação e ao Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências. É líder do Núcleo de Estudos em Epistemologia e Educação em Ciências (CNPq/FURG) e coordena projeto referente ao Observatório Nacional da Educação, financiado pela CAPES e INEP. Atua como Editor da Revista Momento - Diálogos em Educação.

Karin Ritter Jelinek, Universidade Federal do Rio Grande-FURG. Programa de Pós Graduação em Educação em Ciências

Doutora em Educação, Licenciada em Matemática. Professora na Universidade Federal do Rio Grande-FURG. Programa de Pós Graduação em Educação em Ciências

Vinicius Carvalho Beck, Universidade Federal do Rio Grande - FURG

Mestre em Educação, Licenciado em Matemática. Matemático da Universidade Federal do Rio Grande - FURG.

Referências

ALMOULOUD, Saddo Agg; MANRIQUE, Ana Lúcia; SILVA, Maria José Ferreira da, et al. A geometria no ensino fundamental: reflexões sobre uma experiência de formação envolvendo professores e alunos. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, RJ, v. 27, p. 94-108. set./dez. 2004. Disponível em: <http://goo.gl/6y9pHe>. Acesso em: 08 jun. 2015. ISSN 1809-449X.

ALMOULOUD, Saddo Agg; MANRIQUE, Ana Lúcia; GOUVÊA, Filomena Aparecida Teixeira. Análise da prática pedagógica em geometria: o ponto de vista do aluno do ensino fundamental. Contrapontos, Itajaí, SC, v. 02, n. 03, p. 325-341. set./dez. 2002. Disponível em: <http://goo.gl/IGwbeS>. Acesso em: 08 jun. 2015. ISSN 1984-7114.

BECKER, Fernando. A epistemologia do professor de matemática. Petrópolis: Vozes, 2012.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília: Senado Federal, 1997.

CARRAHER, Terezinha Nunes; CARRAHER, David William; SCHLIEMANN, Ana Lúcia Dias. Na vida dez, na escola zero. São Paulo: Cortez, 2006.

CARR, Wilfred; KEMMIS, Stephen. Teoría crítica de la enseñanza: la investigación-acción en la formación del profesorado. Barcelona: Martinez Roca, 1988.

KEMMIS, Stephen; MACTAGGART, Robin. Cómo planificar la investigación-acción. Barcelona: Laertes, 1988.

LAMONATO, Maiza; PASSOS, Cármen Lúcia Brancaglion. Aprendizagens de professoras da educação infantil: possibilidades a partir da exploração-investigação em geometria. Ciências & Cognição – Revista Interdisciplinar de Estudos da Cognição, v. 14, n. 02, p. 92-112. 2009. Disponível em: <http://goo.gl/MDcIdc>. Acesso em: 08 jun. 2015.

ISSN 1806-5821.

MEIRIEU, Philippe. Aprender... sim, mas como? 7. ed. Porto Alegre: Artmed, 1998.

MACEDO, Lino de. Situação-problema: forma e recurso de avaliação, desenvolvimento de competências e aprendizagem escolar. In: PERRENOUD, Philippe, THURLER, Monica Gather; MACEDO, Lino, et al. As competências para ensinar no século XXI: a formação dos professores e o desafio da avaliação. Porto Alegre: Artmed, 2002.

NACARATO, Adair Mendes; PASSOS, Cármen Lúcia Brancaglion. A geometria nas séries iniciais: uma análise sob a perspectiva da prática pedagógica e da formação de professores. São Carlos: EDUFSCar, 2003. 151 p.

OLIVEIRA, Lívia de. A construção do espaço, segundo Jean Piaget. Sociedade & Natureza, Uberlândia, MG, v. 17, n. 33, p. 105-117. dez. 2005. Disponível em: <http://goo.gl/JK8y5d>. Acesso em: 08 jun. 2015. ISSN 1982-4513.

PAIS, Luiz Carlos. Traços históricos do ensino da aritmética nas últimas décadas do século XIX: livros didáticos escritos por José Theodoro de Souza Lobo. Revista Brasileira de História da Matemática, Rio Claro, SP, v. 10, n. 20, p. 127-146, out./2010 – mar./2011. Disponível em: <https://goo.gl/0d53xc>. Acesso em: 08 jun. 2015. ISSN 1519-955X.

PASSOS, Cármen Lúcia Brancaglion; NACARATO, Adair Mendes. O ensino de geometria no ciclo de alfabetização: um olhar a partir da provinha Brasil. EMP – Educação Matemática Pesquisa, São Paulo, SP, v. 16, n. 04, p. 1147-1168. 2014. Disponível em: <http://goo.gl/WNYbbM>. Acesso em: 08 jun. 2015. ISSN 1983-3156.

PERRENOUD, Philippe. Dez novas competências para ensinar. Porto Alegre: Artmed, 2000.

PIAGET, Jean. O juízo moral na criança. São Paulo: Summus, 1994.

PIAGET, Jean; INHELDER, Barbel. A representação do espaço na criança. Porto Alegre: Artes Médicas, 1993.

PIAGET, Jean; SZEMINSKA, Alina. A gênese do número na criança. Rio de Janeiro: Zahar, 1981.

SILVA, João Alberto da. Escola, complexidade e construção do conhecimento. Pelotas: Editora e Gráfica Universitária, 2010.

SILVA, João Alberto da; MARINHO, Júlio Cesar Bresolin; FRANÇA, Giovanny Vinícius Araújo de. Consórcio entre pesquisas: possibilidades para o aprofundamento dos estudos qualitativos em educação. ETD – Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 15, n. 03, p. 443-454. set./dez. 2013. Disponível em: <http://goo.gl/CDyYNt>. Acesso em: 08 jun. 2015. ISSN 1676-2592.

SILVA, Joao Alberto da; JELINEK, Karin; BECK, Vinicius. Strategies and procedures in literacy cycle children in problem situations involving informantion processing. International Journal for Research in Mathematics Education, v. 5, p. 95-113, 2015.

SILVA, Joao Alberto da; CENCI, Daniele; BECK, Vinicius. Estratégias e procedimentos de crianças do ciclo de alfabetização diante de situações-problema que envolvem as ideias de número e sistema de numeração decimal. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos RBEP-INEP, v. 96, p. 541-560, 2015.

SILVA, João Alberto da; JELINEK, K. R. ; BECK, V. C. ; MIRANDA, P. S. ; FONSECA, W. . Estratégias e Procedimentos de Crianças do Ciclo de Alfabetização Frente à Situações-Problema que Envolvem Multiplicação e Divisão. Educação Matemática Pesquisa (Impresso), v. 17, p. 740-766, 2015.

ZABALA, Antoni. A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: Artmed, 2000.

Downloads

Publicado

2016-07-05

Como Citar

DA SILVA, J. A.; RITTER JELINEK, K.; CARVALHO BECK, V. Estratégias e procedimentos de crianças do ciclo de alfabetização frente a situações-problemas que envolvem geometria. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 18, n. 2, p. 313–331, 2016. DOI: 10.20396/etd.v18i2.8635740. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/8635740. Acesso em: 3 dez. 2021.