O alcance teórico das categorias “exclusão e libertação” para a questão ambiental: uma leitura ancorada em Dussel e Freire

Autores

  • César Augusto Costa Universidade Federal do Rio Grande
  • Carlos Frederico Loureiro Universidade Federal do Rio de Janeiro/UFRJ

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v19i1.8641259

Palavras-chave:

Enrique Dussel. Exclusão. Libertação. Paulo Freire. Questão ambiental.

Resumo

Este estudo recupera os conceitos de exclusão e libertação que são fundamentais para o entendimento das obras de Enrique Dussel e Paulo Freire, em suas interfaces e complementaridades, visando a contribuir com formulações teóricas oriundas do pensamento latino americano para a questão ambiental. O interesse na reflexão destes dois pensadores à luz do debate sobre a exclusão e libertação se justificava por serem indiscutíveis referências do campo crítico com larga influência não somente na educação, mas também nos movimentos sociais, na Teologia e Filosofia da Libertação e no pensamento filosófico e sociológico da América Latina. Assim, o presente trabalho está sistematizado em três tópicos, que se seguem à introdução, onde reiteramos a importância do pensador argentino Enrique Dussel e do educador brasileiro Paulo Freire enquanto intelectuais que tematizaram pedagógica e filosoficamente de forma crítica a América Latina (AL). Inicialmente, versaremos sobre a relevância do debate sobre a exclusão no debate ambiental e suas implicações filosóficas, pedagógicas, sociais e políticas na relação sociedade-natureza no projeto societário capitalista. Em seguida, abordaremos o conceito político do termo libertação para estes autores em suas aproximações diante a questão ambiental na realidade latino-americana. Nas conclusões, indicaremos de forma geral alguns elementos político-pedagógicos do pensamento de Dussel e Freire para a discussão ambiental crítica à luz da exclusão e da libertação, de forma a questionarmos a subjugação da natureza e a condição daqueles que historicamente estão postos como subalternos pelo projeto capitalista à luz do projeto de transformação social proposta pelos pensadores. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

César Augusto Costa, Universidade Federal do Rio Grande

Sociólogo. Doutor em Educação Ambiental/FURG. Docente e Pesquisador no Programa de Pós-Graduação em Política Social/UCPEL. Pesquisador do Laboratório de Investigações em Educação, Ambiente e Sociedade (LIEAS/UFRJ).

Carlos Frederico Loureiro, Universidade Federal do Rio de Janeiro/UFRJ

Doutor em Serviço Social/UFRJ. Professor associado no Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro – Rio de Janeiro, RJ – Brasil .

Referências

ANDREOLA, Balduino Antonio. Ética e solidariedade planetária. In: DALLA VECHIA, Agostinho Mario. (Org.). Ética: diversidade e diálogo na produção de referências para a educação. Pelotas: Seiva, 2003, p. 17-37.

ANDREOLA, Balduino Antonio. Freire e Habermas: aproximações possíveis e convergências impossíveis. s/d.

ASSMANN, Hugo; SUNG, Jung Mo. Competência e sensibilidade solidária. Petrópolis: Vozes, 2000.

BARROS, Albani de. Crise estrutural do capital e a destruição ambiental. Interfaces Científicas - Humanas e Sociais, Aracaju, SE, v. 01, n. 03, p. 21-31. jun. 2013. Disponível em: https://goo.gl/3nCDQs. Acesso em: 22 out. 2015. ISSN 2316-3801.

BOUFLEUER, José Pedro. Pedagogia latino-americana: Freire e Dussel. Ijuí: Unijuí, 1991.

CASTRO, Josué de. Subdesenvolvimento: causa primeira da poluição In: CASTRO, Josué de. Fome: um tema proibido. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

COSTA, César Augusto Soares. Filosofia latino-americana: pressupostos para a “libertação ambiental”. In: ENCONTRO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL, 6.; 2011, Ribeirão Preto, SP. Anais eletrônicos... Ribeirão Preto: UNESP, 2011. Disponível em: http://goo.gl/kYsPtu. Acesso em: 22 out. 2015.

COSTA, César Augusto Soares; LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo. Educação Ambiental crítica: contribuições à luz de Enrique Dussel e Paulo Freire. In: ENCONTRO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL; 7., 2013, Rio Claro, SP. Anais eletrônicos... Rio Claro: UNESP, 2013. Disponível em: http://goo.gl/x0DBln. Acesso em: 22 out. 2015.

COSTA, César Augusto Soares; LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo. Interculturalidade, exclusão e libertação em Paulo Freire na leitura de Enrique Dussel: aproximações para a pesquisa em Educação Ambiental. Pesquisa em Educação Ambiental, Rio Claro, SP, v. 10, n. 01, p. 70-87. 2015. Disponível em: http://goo.gl/DuQy88. Acesso em: 22 out. 2015. ISSN 2177-580X.

DAMKE, Ilda Righi. O processo de conhecimento na pedagogia da libertação: as ideias de Freire, Fiori e Dussel. Petrópolis: Vozes, 1995.

DUSSEL, Enrique. 20 teses de política. Buenos Aires: CLACSO; São Paulo: Expressão Popular, 2007.

DUSSEL, Enrique. 1492: o encobrimento do Outro: a origem do mito da modernidade: Conferências de Frankfurt. Petrópolis: Vozes, 1993.

DUSSEL, Enrique. Ética da Libertação na idade da globalização e da exclusão. Petrópolis: Vozes, 2000.

DUSSEL, Enrique. Filosofia da Libertação. São Paulo: Loyola, 1977.

DUSSEL, Enrique. Filosofia da Libertação: crítica à ideologia da exclusão. São Paulo: Paulus, 1995.

DUSSEL, Enrique. Método para uma Filosofia da Libertação. São Paulo: Loyola, 1986.

FOSTER, Bellamy. A ecologia de Marx. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005.

FOLADORI, Guillermo. Os limites do desenvolvimento sustentável. Campinas: Editora da Unicamp, 2001.

FERRARO, Alceu Ravanello. Neoliberalismo e políticas públicas: a propósito do propalado retorno às fontes. In: FERREIRA, Márcia Ondina Vieira; GUGLIANO, Alfredo Alejandro (Orgs.). Fragmentos da globalização na educação: uma perspectiva comparada. Porto Alegre: Artmed, 2000, p. 23-62.

FREIRE, Paulo. Ação cultural para a liberdade. 4 ed. São Paulo: Paz e Terra, 1979.

FREIRE, Paulo. À sombra desta mangueira. São Paulo: Olho d’água, 1995.

FREIRE, Paulo. Conscientização – teoria e prática da libertação: uma introdução ao pensamento de Paulo Freire. São Paulo: Centauro, 2001.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. Rio de Janeiro: Paz & Terra, 1996.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da esperança. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1994.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983.

FREIRE, Paulo; FAUNDEZ, Antonio. Por uma pedagogia da pergunta. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995.

GENTILI, Pablo. (Org.). Pedagogia da exclusão: crítica ao neoliberalismo em educação. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 1996.

GHIGGI, Gomercindo; OLIVEIRA, Avelino da Rosa. Formação humana e exclusão social: repensando possibilidades, revigorando limites. Educação UNISINOS, São Leopoldo, RS, v. 11, n. 01, p. 22-29. jan./abr. 2007. Disponível em: http://goo.gl/IVJdZN. Acesso em: 22 out. 2015. ISSN 2177-6210.

LAYRARGUES, Philippe Pomier. A dimensão freireana na Educação Ambiental. In: LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo; TORRES, Juliana Rezende (Orgs.). Educação Ambiental: dialogando com Paulo Freire. São Paulo: Cortez, 2014, p. 7-12.

LEHER, Roberto. Iniciativa para a integração da infra-estrutura regional da América Latina, plano de aceleração do crescimento e a questão ambiental: desafios epistêmicos. In: LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo (Org.). A questão ambiental no pensamento crítico. Rio de Janeiro: Quartet, 2007, p. 223-255.

LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo; LAYRARGUES, Philippe Pomier. Ecologia política, justiça e Educação Ambiental crítica: perspectivas de aliança contra-hegemônica. Trabalho, Educação e Saúde, Rio de Janeiro, RJ, v. 11 n. 01, p.53-71. jan./abr.2013. Disponível em: http://goo.gl/tYP159. Acesso em: 22 out. 2015. ISSN 1981-7746.

LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo. Sustentabilidade e educação: um olhar da ecologia política. São Paulo Cortez, 2012.

LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo. Trajetória e fundamentos da Educação Ambiental. 3 ed. São Paulo: Cortez, 2009.

LUKÁCS, György. Ontologia do ser social: os princípios ontológicos fundamentais de Marx. São Paulo: Editora Ciências Humanas, 1979.

MARTINS, José de Souza. A sociedade vista do abismo: novos estudos sobre exclusão, pobreza e classes sociais. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2003.

MARTINS, José de Souza. Exclusão social e a nova desigualdade. São Paulo: Paulus, 1997.

MARX, Karl. O Capital. Crítica da Economia Política. [Livro I, Tomo II]. São Paulo: Abril Cultural, 1996.

MÉSZAROS, István. O desafio e o fardo do tempo histórico. São Paulo: Boitempo, 2007.

MÉSZAROS, István. A crise estrutural do capital. São Paulo: Boitempo, 2009.

OLIVEIRA, Avelino da Rosa. Exclusão social. In: STRECK; Danilo Romeu; REDIN, Euclides; ZITKOSKI, Jaime José. (Orgs.). Dicionário Paulo Freire. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2010, p. 168-169.

OLIVEIRA, Avelino da Rosa. Marx e a exclusão. Pelotas: Seiva, 2004a.

OLIVEIRA, Avelino da Rosa. Sobre o alcance teórico do conceito “exclusão”. Civitas – Revista de Ciências Sociais, Porto Alegre, RS, v. 04, n. 01, p. 159-188. jan./jun. 2004. Disponível em: http://goo.gl/nizuKn. Acesso em: 22 out. 2015. ISSN 1984-7289.

OLIVEIRA, Donato de. O método da Filosofia da Libertação, segundo Enrique Dussel. s/d.

OLIVEIRA, Ivanilde Apoliceno; DIAS, Alder Sousa. Ética da libertação de Enrique Dussel: caminho de superação do irracionalismo moderno e da exclusão social. Conjectura, Caxias do Sul, RS, v. 17, n. 03, p. 90-106. set./dez. 2012. Disponível em: http://goo.gl/h4Gcdl. Acesso em: 22 out. 2015. ISSN 2178-4612.

PORTO-GONÇALVES, Carlos Walter. A ecologia política na América Latina: reapropriação social da natureza e reinvenção dos territórios. INTERthesis, Florianópolis, SC, v. 09, n. 01, p. 16-50. 2012. Disponível em: https://goo.gl/QTylSJ. Acesso em: 22 out. 2015. ISSN 1807-1384.

PORTO-GONÇALVES, Carlos Walter. De envolvimento, meio ambiente e interesse público. Rio de Janeiro, 2015.

PERALTA, Joaquín; RUIZ, Javier Reyes. Educação popular ambiental. Para uma pedagogia da apropriação do ambiente. In: LEFF, Enrique. (Coord.). A complexidade ambiental. São Paulo: Cortez, 2004, p. 241-280.

PINTO, Vicente Paulo dos Santos; ZACARIAS, Rachel. Crise ambiental: adaptar ou transformar? As diferentes concepções de educação ambiental diante deste dilema. Educação em Foco, Juiz de Fora, MG, v.14, n. 02, p. 39-54. set. 2009/fev. 2010. Disponível em: http://goo.gl/tmVZqN. Acesso em: 22 out. 2015. ISSN 0104-3293.

RIBEIRO, Marlene. Exclusão: problematização do conceito. Educação e Pesquisa, São Paulo, SP, v. 25, n. 01, p. 35-49. jan./jun. 1999. Disponível em: http://goo.gl/jqfp6T. Acesso em: 22 out. 2015. ISSN 1678-4634.

STRECK, Danilo Romeu. Da Pedagogia do Oprimido às pedagogias da exclusão: um breve balanço crítico. Educação e Sociedade, Campinas, SP, v. 30, n. 107, p. 539-560. mai./ago. 2009. Disponível em: http://goo.gl/uAjhWm. Acesso em: 22 out. 2015. ISSN 1678-4626.

STRECK, Danilo Romeu. O Fórum Social Mundial e a agenda da educação popular. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, RJ, n. 26, p. 58-69. mai./ago. 2004. Disponível em: http://goo.gl/fzCEuG. Acesso em: 22 out. 2015. ISSN 1809-449X.

STRECK, Danilo Romeu; ADAMS, Telmo; MORETTI, Cheron Zanini. Pensamento pedagógico em nossa América: uma introdução. In: STRECK, Danilo Romeu (Org.). Fontes da pedagogia latino-americana. Belo Horizonte: Autêntica, 2010, p. 19-35.

STRECK, Danilo Romeu; REDIN, Enrique; ZITKOSKI, Jaime José. Paulo Freire: uma cartografia intelectual. In: STRECK, Danilo Romeu; REDIN, Enrique; ZITKOSKI, Jaime José (Orgs.). Dicionário Paulo Freire. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2010, p. 15-22.

TOZONI-REIS, Marília Freitas de Campos. Educação ambiental: natureza, razão e história. Campinas: Autores Associados, 2004.

TOZONI-REIS, Marília Freitas de Campos. Temas ambientais como “temas geradores”: contribuições para uma metodologia ambiental, crítica, transformadora e emancipatória. Educar em Revista, Curitiba, PR, n. 27, p. 93-110. jan./jun. 2006. Disponível em: http://goo.gl/5pOU7Q. Acesso em: 22 out. 2015. ISSN 1984-0411.

VILLA, Fernando Gil. La exclusión social. Barcelona: Ariel, 2002.

ZACARIAS, Raquel dos Santos. A lógica destrutiva do capital, crise ambiental, mudanças climáticas: os movimentos sociais e a educação ambiental. 2012. 178 f. Tese (Doutorado em Serviço Social) – Escola de Serviço Social, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, 2012.

ZITKOSKI, Jaime José. A Pedagogia freireana e suas bases filosóficas. In: GHIGGI, Gomercindo; SILVEIRA, Fabiane; PITANO, Sandro. (Orgs.). Leituras de Paulo Freire. Pelotas: Seiva, 2007, p. 229-248.

Downloads

Publicado

2017-03-11

Como Citar

Costa, C. A., & Loureiro, C. F. (2017). O alcance teórico das categorias “exclusão e libertação” para a questão ambiental: uma leitura ancorada em Dussel e Freire. ETD - Educação Temática Digital, 19(1), 234–257. https://doi.org/10.20396/etd.v19i1.8641259