Para disparar leituras e escritas, para pensar na pesquisa e na docência: experimentando um espaço da pós-graduação em educação

Autores

  • Alice Copetti Dalmaso Universidade Federal de Santa Maria
  • Francieli Regina Garlet Universidade Federal de Santa Maria
  • Marilda Oliveira de Oliveira Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v18i4.8644526

Palavras-chave:

Leitura. Escrita. Pesquisa. Docência. Literatura.

Resumo

Estes escritos buscam relatar – e ensaiar-se enquanto relato - sobre uma experimentação produzida num espaço formativo de uma pós-graduação, curso de doutorado em educação. Foram usados como disparadores alguns contos do escritor moçambicano Mia Couto (2012) para que, a partir da leitura dos mesmos, escritas e pensamentos sobre docência e pesquisa pudessem ser produzidos. O encontro com alguns autores do pensamento da diferença, tais como Deleuze, Larrosa e Levy, e com as produções de colegas da disciplina, nos faz pensar o lugar da pesquisa, ao que possa ser problematizado como um pesquisar, menos em delimitá-lo em protocolos e mais como um espaço mesmo de experimentação e um modo de pensar nossos lugares de docência, de criarmos outras relações com a linguagem e com a vida. Ensaiar-se, ensaiar docências e pesquisas, como experiência de estabelecer outra relação consigo mesmo e com o mundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alice Copetti Dalmaso, Universidade Federal de Santa Maria

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Maria (PPGE - UFSM), RS. Integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Arte, Educação e Cultura (GEPAEC).

Francieli Regina Garlet, Universidade Federal de Santa Maria

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Maria (PPGE-UFSM), Linha de Pesquisa LP4 – Educação e Artes. Integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Arte, Educação e Cultura - GEPAEC.

Marilda Oliveira de Oliveira, Universidade Federal de Santa Maria

Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Maria (PPGE-UFSM), RS. Coordenadora do Grupo de Estudos e Pesquisas em Arte, Educação e Cultura (GEPAEC) e Editora da Revista Digital do Laboratório de Artes Visuais.

Referências

ANDRADE, Elenise Cristina Pires de; DIAS, Susana Oliveira. Biotecnologias, escritas, imagens, e… e(m) maquinações. In: AMORIM, Antônio Carlos Rodrigues de; GALLO, Silvio; OLIVEIRA JUNIOR, Wenceslao Machado (Orgs.). Conexões: Deleuze e imagem e pensamento e… Petrópolis: De Petrus, 2011. 232 p.

BARTHES, Roland. O rumor da língua. Tradução de Mario Laranjeira. 3 ed. São Paulo: Martins Fontes, 2012. 445 p.

CORAZZA, Sandra Mara. O que se transcria em educação? Porto Alegre: UFRGS, 2013. 228 p.

CORAZZA, Sandra Mara. Labirintos da pesquisa, diante dos ferrolhos. In: COSTA, Marisa Vorraber (Org.). Caminhos investigativos I: novos olhares na pesquisa em educação. 3. ed. Rio de Janeiro: Lamparina, 2007. 159 p.

COUTO, Mia. E se Obama fosse africano?: e outras intervenções. São Paulo: Companhia das Letras, 2011. 197 p.

COUTO, Mia. Estórias abensonhadas. São Paulo: Companhia das Letras, 2012. 155 p.

DELEUZE, Gilles. Conversações. Tradução de Peter Pál Pelbart. 3 ed. São Paulo: 34, 2013. 240 p.

DELEUZE, Gilles. Crítica e clínica. Tradução de Peter Pál Pelbart. São Paulo: 34, 1997. 176 p.

DELEUZE, Gilles. Francis Bacon: a lógica da sensação. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2007. 183 p.

DELEUZE, Gilles. Proust e os signos. São Paulo: Forense Universitária, 2006. 162 p.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia. Tradução de Aurélio Guerra Neto e Célia Pinto Costa. São Paulo: 34, 1995. 96 p.

FUGANTI, Luiz. Onde há presença da potência o poder não cola. Escritos. Disponível em: http://goo.gl/3HYjh0. Acesso em: 26 jun. 2015.

LARROSA, Jorge. A operação ensaio: sobre o ensaiar e o ensaiar-se no pensamento, na escrita e na vida. Educação e Realidade, Porto Alegre, v. 29, n. 01, p. 27-43. jan./jun. 2004. Disponível em: http://goo.gl/fqAVFe. Acesso em: 21 dez. 2015. ISSN 2175-6236.

LARROSA, Jorge. O ensaio e a escrita acadêmica. Educação e Realidade, Porto Alegre, RS, v. 29, n. 01, p. 101-115. jan./jun. 2004. Disponível em: http://goo.gl/9ddY6K. Acesso em: 21 dez. 2015. ISSN 2175-6236.

LARROSA, Jorge. Linguagem e educação depois de Babel. Tradução de Cynthia Farina. Belo Horizonte: Autêntica, 2004. 360 p.

LARROSA, Jorge. Pedagogia profana: danças, piruetas e mascaradas. Tradução de Alfredo Veiga-Neto. 5. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2010. 208 p.

LARROSA, Jorge. Tremores: escritos sobre experiência. Tradução de Cristina Antunes e João Wanderley Geraldi. Belo Horizonte: Autêntica, 2014. 176 p.

LEVY, Tatiana Salem. A experiência do fora: Blanchot, Foucault e Deleuze. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011. 139 p.

Downloads

Publicado

2016-11-17

Como Citar

DALMASO, A. C.; GARLET, F. R.; OLIVEIRA, M. O. de. Para disparar leituras e escritas, para pensar na pesquisa e na docência: experimentando um espaço da pós-graduação em educação. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 18, n. 4, p. 955-968, 2016. DOI: 10.20396/etd.v18i4.8644526. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/8644526. Acesso em: 24 nov. 2020.