A produção do efeito simbólico da escola pública no acesso de estudantes ao ensino superior

Autores

  • Carlos Lopes Faculdade de Educação da Universidade de Brasília
  • Jéssica Reis Evangelista Faculdade de Educação da Universidade de Brasília

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v20i1.8647431

Palavras-chave:

Escola. Efeito simbólico. Ensino Médio. Exames. Universidade Pública.

Resumo

O artigo aborda tanto a produção quanto os paradoxos do efeito simbólico de instituição pública de ensino médio, quando do acesso dos seus estudantes à universidade pública. A escola pauta a sua ação em exames de seleção para o ensino superior, mesmo com o ensino médio tendo outras finalidades como a preparação para o trabalho e a cidadania. O efeito esperado da escola é o efeito simbólico, derivado do poder simbólico, sendo esse último, nos termos de Bourdieu (2004), um poder de fazer coisas, poder de consagração ou de revelação e que se faz existir para os outros quando é distinguido. A partir da seleção de escola pública do Distrito Federal (DF), que obteve na imprensa a repercussão por ter estudantes que ingressaram na Universidade de Brasília (UnB), foi realizada a análise documental do Projeto Político Pedagógico da Escola, aplicação de questionário junto a 81 (oitenta e um) estudantes do ensino médio e entrevista com a direção da escola. A construção do efeito simbólico dos resultados da escola se dá em meio a paradoxos a exemplo do não envolvimento de todos os professores em preparar os estudantes aos exames de seleção; estruturalmente, em escala macro e micro, confirma a crise do ensino médio brasileiro em busca de rumos.  A tendência é de que escolas busquem suas particularidades por distinção social, aprofundando a desigualdade, conservação e hierarquização na rede escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Lopes, Faculdade de Educação da Universidade de Brasília

Doutor em Ciências Sociais (Sociologia) pela PUC - São Paulo. É Professor Associado da UnB, atuando no Departamento Teoria e Fundamentos (TEF) da Faculdade de Educação da Universidade de Brasília (UnB), na disciplina Sociologia da Educaçã e integra o Programa de Pós-Graduação em Educação. Desenvolve e orienta pesquisas na área de Sociologia da Educação e Educação, Comunicação e Tecnologias.

Jéssica Reis Evangelista, Faculdade de Educação da Universidade de Brasília

Jéssica Reis Evangelista. Graduanda em Pedagogia da Faculdade de Educação da Universidade de Brasíli (UnB)

Referências

ALVES, Teresa Gonzaga; SOARES, José Francisco. A Pesquisa sobre o efeito das escolas: contribuições metodológicas para a sociologia da educação. Sociedade e Estado, v. 22, n. 22, p. 435-473, maio/ago. 2007.

AQUINO, Orlando Fernández. Apresentação. Ensino em Re-Vista, Uberlândia, MG, v. 19, n.1, jan./jun. 2012. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/emrevista/article/viewFile/14897/8397 .Acesso em: 13 ago. 2016.

BERGER, Peter Ludwig. Perspectivas sociológicas: uma visão humanística. 28. ed. Petrópolis, RJ : Vozes, 1986.

BERGER, Peter Ludwig; LUCKMANN, Thomas. A construção social da realidade. Petrópolis, RJ : Vozes, 2008.

BORGES, José Leopoldino das Graças; CARNIELLI, Beatrice Laura. Educação e estratificação social no acesso à universidade pública. Cadernos de Pesquisa (Fundação Carlos Chagas), São Paulo, v. 35, n.124, p. 113-130, 2005.

BOURDIEU, Pierre. La noblesse de D’état. Grandes écoles et esprit de corps. Paris : Les Éd. de Minuit, 1989.

BOURDIEU, Pierre. Coisas ditas. São Paulo : Brasiliense, 2004.

BOURDIEU, Pierre; CHAMPAGNE, Patrick. Os excluídos do interior. In: NOGUEIRA, Maria Alice; CATANI, Afrânio (Org.). Escritos de educação. Petrópolis, RJ : Vozes, 2001. p. 217-227.

BOURDIEU, Pierre; PASSERON, Jean-Claude. A reprodução: elementos para uma teoria do sistema de ensino. Petrópolis, RJ : Vozes, 2009.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei n. 9394, de 20 de dezembro de 1996.

BRASIL. Decreto lei n. 7.824, de 11 de outubro de 2012. Regulamenta a Lei n. 12.7111, de 29 de agosto de 2012, que dispõe sobre o ingresso nas universidades federais e nas instituições federais de ensino técnico de nível médio. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-014/2012/Decreto/D7824.htm Acesso em: 13 ago. 2016.

CEM - CENTRO DE ENSINO MÉDIO DO DF. Projeto pedagógico da escola: educar na diversidade. Triênio 2014-2016. Brasília, DF: CEM, 2014.

CESAR, Layla Jorge Teixeira. Mecanismos de seleção para o ensino superior e desigualdade educacional: um estudo sobre o PAS e o vestibular na Universidade de Brasília. 2013. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade de Brasília, Brasília, 2013.

DURKHEIM, Émile. Educação e sociologia. São Paulo: Melhoramentos, 1975.

CIAVATTA, Maria; RAMOS, Marise. Ensino Médio e Educação Profissional no Brasil Dualidade e fragmentação. Retratos da Escola, Brasília, v. 5, n. 8, p. 27-41, jan./jun. 2011. Disponível em: http://www.esforce.org.br/index.php/semestral/article/view/45/42 Acesso em: 13 ago. 2016.

ESCOLA dá exemplo de superação. Campanha Educação Pública, eu apoio. Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), 21 jan. 2016. Disponível em: http://educacaoeuapoio.com.br/escola-da-exemplo-de-superacao/ Acesso em: 13 ago. 2016.

FERREIRA, Gabriel Lelis da Fonseca; SOUSA, Carlos Alberto Lopes de. O desencantamento moral da escola pública: um ensaio de compreensão crítica. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 16, n.2, p. 233-248, ago. 2014. Disponível em: http://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/1317/13322 Acesso em: 13 ago. 2016.

GONÇALVES, Nadia Gaiofatto; GONÇALVES, Sandro Aparecido. Pierre Bourdieu: educação para além da reprodução. Petrópolis, RJ : Vozes, 2010.

GUZZO, Raquel Souza Lobo; EUZEBIOS FILHO, Antônio. Desigualdade social e sistema educacional brasileiro: a urgência da educação emancipadora. Escritos sobre Educação, Ibirité, MG, v. 4, n.2, p. 39-48, dez. 2005. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-98432005000200005 Acesso em: 13 ago. 2016.

MILES, Mattew Bailey; HUBERMAN, Michael. Qualitative data analysis. Thousand Oaks : Sage, 1994.

MOLL, Gabriela; OLIVEIRA, Paulo. 40,88% das vagas do PAS em 2016 são de alunos. Agência Brasília, Portal do Governo de Brasília, Brasília, 13 jan. 2016. Disponível em:

http://www.agenciabrasilia.df.gov.br/2016/01/13/4088-das-vagas-do-pas-em-2016-sao-de-alunos-da-rede-publica/ Acesso em: 13 ago. 2016.

NASCIMENTO, Mariana. A conquista na rede pública. Correio Braziliense, Brasília, 13 jan. 2016. Cidades, Educação, p. 20.

NASCIMENTO, Mariana. Pais fazem fila para garantir matrícula. Correio Braziliense, Brasília, 13 jan. 2016. Cidades, Educação, p. 20. Disponível em: http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/eu-estudante/ensino_educacaobasica/2016/01/28/ensino_educacaobasica_interna,515561/pais-fazem-fila-para-garantir-matricula.shtml Acesso em: 13 jun. 2016.

NIEDERAUER, Mariana. Sucesso na rede pública. Correio Braziliense, Brasília, 12 jan. 2016. Cidades: política e economia no DF, Educação, p. 19.

OLIVEIRA, Maria Carolina Vasconcelos. Duas formas de pensar os determinantes da prática ou do consumo cultural na sociologia: Pierre Bourdieu e Bernard Lahire. In: IV ENECULT - ENCONTRO DE ESTUDOS MULTIDISCIPLINARES EM CULTURA, IV, 2008, Salvador. Anais... Salvador : Faculdade de Comunicação da UFBA, 2008. Disponível em: http://www.cult.ufba.br/enecult2008/14167.pdf Acesso em: 13 ago. 2016.

PACHECO, Elton. SEDF divulga resultado do simulado preparatório para o Enem. Secretaria de Educação do Distrito Federal, Brasília, 13 jan. 2016. Disponível em: http://www.se.df.gov.br/component/k2/item/3106-sedf-divulga-resultado-de-simulado-para-o-enem.html Acesso em: 13 ago. 2016.

PRATES, Antônio A. P.; COLLARES, Ana Cristina Murta. Desigualdade e expansão do ensino superior na sociedade contemporânea: o caso brasileiro do final do século XX ao princípio do século XXI. Belo Horizonte: Fino Traço, 2014.

PRESTES, Emília Maria da Trindade; JEZINE, Edineide; SCOCUGLIA, Afonso Celso. Democratização do Ensino Superior Brasileiro: o caso da Universidade Federal da Paraíba. Revista Lusófona de Educação, n. 21, 2012. Disponível em: http://www.redalyc.org/pdf/349/34924585011.pdf Acesso em: 13 ago. 2016.

SOUSA, Carlos Alberto Lopes de Sousa. Professor, quero ser oprimida: situação-limite e atos-limites no habitus professoral. Linhas Críticas, Brasília, DF, v. 18, n. 37, p. 551-568, set./dez. 2012.

TORRES, Lima; QUARESMA, Maria Luísa. Configurações da distinção escolar nos planos nacional e internacional. In: MELO, Benedita; DIOGO, Ana Matias; FERREIRA, Manuela; LOPES, João Teixeira; GOMES, Elias Evangelista Gomes (Org.). Entre crise e euforia: práticas e políticas educativas no Brasil e em Portugal. Porto (Portugal) : Universidade do Porto, 2014. p. 1105-1131. Disponível em: https://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/33811/1/Texto%20-%20EBook%20Porto.pdf Acesso em: 13 ago. 2016.

ZAGO, Nadir. Do acesso à permanência no ensino superior: percursos de estudantes universitários de camadas populares. Rev. Bras. Educ., Rio de Janeiro, v. 11, n. 32, p. 226-237, maio/ago. 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-24782006000200003 Acesso em: 13 ago. 2016.

ZAGO, Nadir; ANJOS; Letícia Merentina dos; ANDRADE, Joelma Marçal de. Seletividade e acesso ao ensino superior público. In: SEMINÁRIO DE PESQUISA EM EDUCAÇAO DA REGIÃOSUL, 4 , 2002, Florianópolis : Universidade Federal de Santa Catarina. Anais... Florianópolis, 2002. Disponível em: http://www.portalanpedsul.com.br/admin/uploads/2002/Gestao_e_politicas_educacionais/Trabalho/01_04_37_t992.pdf Acesso em: 13 ago. 2016.

Downloads

Publicado

2018-01-15

Como Citar

LOPES, C.; EVANGELISTA, J. R. A produção do efeito simbólico da escola pública no acesso de estudantes ao ensino superior. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 20, n. 1, p. 49–65, 2018. DOI: 10.20396/etd.v20i1.8647431. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/8647431. Acesso em: 3 dez. 2021.