Banner Portal
Mulheres em projetos de educação pelo/para o cinema
PDF

Palavras-chave

Mulheres. Educação. Cinema. América Latina.

Como Citar

GUSMÃO, Milene de Cássia Silveira; SANTOS, Raquel Costa; DUARTE, Rosalia Maria. Mulheres em projetos de educação pelo/para o cinema. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 19, n. 2, p. 456–481, 2017. DOI: 10.20396/etd.v19i2.8647550. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/8647550. Acesso em: 30 maio. 2024.

Resumo

Este artigo descreve a inserção e a trajetória de cinco mulheres pioneiras nas ações de educação para o cinema, a partir dos anos 1950, no Brasil e na América Latina. Analiticamente, trata-se de indagar como as mulheres passaram a ocupar lugares de mediação nas experiências de formação pelo/para o cinema, uma vez que os fazeres relativos aos saberes cinematográficos estiveram e ainda estão marcados pela majoritária presença masculina. Para isto recorre-se aos modelos conceituais de Norbert Elias e Pierre Bourdieu, que consideram as redes relacionais humanas no fluxo do tempo, observadas as interdependências e também as interações entre as estruturas sociais, as práticas e as trajetórias coletivas e individuais no espaço de possibilidades. Argumenta-se, ainda, que a ação dessas mulheres ofereceu as bases sobre as quais se construiu uma tradição de forte atuação feminina no campo das relações entre cinema e educação.      

https://doi.org/10.20396/etd.v19i2.8647550
PDF

Referências

ALMEIDA, Jane Soares de. Mulher e educação: a paixão pelo possível. São Paulo, SP: UNESP, 1998.

BARROS, José Tavares de. Uma jangada na Bahia. Jornal da Jornada, Salvador, BA, 2003. p.11, set.

BONNEVILLE, Léo. Organisation catholique internationale du cinéma: soixante-dix ans au service du cinema et de l’audiovisuel. Québec: Fides, 1998.

BOURDIEU, Pierre. As regras da arte: gênese e estrutura do campo literário. São Paulo, SP: Companhia das Letras, 1996.

BOURDIEU, Pierre. Razões práticas: sobre a teoria da ação. Campinas, SP: Papirus, 1996.

BOURDIEU, Pierre. A distinção: crítica social do julgamento. São Paulo, SP: Edusp; Porto Alegre, RS: Zouk, 2008.

CAMPOS MARTÍNEZ, Luis. Plan Experimental “Deni”: Informe 1. 2 f. Quito: SAL/Ocic, [1968?]. Mimeografado. Acervo do Cineduc.

CAMPOS MARTÍNEZ, Luis. Plan Experimental “Deni”: Circular Extra. 2 f. Quito: SAL/OCIC, 16 jun, 1969. Mimeografado. Acervo do Cineduc.

CAMPOS MARTÍNEZ, Luis. Pedagogia del lenguage total: código para uma educacion liberadora. Bogotá: Paulinas, 1973.

CENTRAL CATÓLICA DE CINEMA. Estatutos da Central Católica de Cinema. Rio de Janeiro, [1961?]. Mimeografado. Acervo do Centro Loyola de Fé e Cultura/PUC-Rio.

CHAMON, Magda. Trajetória de feminização do magistério e a (con)formação das identidades profissionais. In: SEMINÁRIO DA REDESTRADO, 6., 2006, Rio de Janeiro. Anais do... Disponível em: http://www.fae.ufmg.br/estrado/cd_viseminario/trabalhos/eixo_tematico_1/trajetoria_de_feminizacao.pdf. Acesso em: 10 out. 2016.

CINEDUC. História. Disponível em: http://cineduc.org.br/historia.html. Acesso em: 08 maio, 2015.

CINEDUC. Equipe. Disponível em: http://www.cineduc.org.br/equipe.html. Acesso em: 03 nov, 2016.

DALE, Frei Romeu (Org.). Igreja e Comunicação Social. São Paulo, SP: Paulinas, 1973.

DALE, Frei Romeu (Org.). A Ação Católica Brasileira. São Paulo, SP: Loyola, 1985. (Coleção Cadernos de História da Igreja no Brasil, 5).

ELIAS, Norbert. A sociedade dos indivíduos. Rio de Janeiro, RJ: Zahar, 1994.

ELIAS, Norbert. Escritos e Ensaios: Estado, processo e opinião pública. Organização e apresentação de Federico Neiburg e Leopoldo Waizbort. Rio de Janeiro, RJ: Zahar, 2006. v. 1.

EQUIPE DE REFLEXÃO DO SETOR DE COMUNICAÇÃO DA CNBB. Comunicação e Igreja no Brasil. São Paulo, SP: Paulus, 1994. (Estudos da CNBB, 72).

FAVERETTO, Celso. Prefácio. In: SETTON, Maria da Graça Jacinto (Org.). A cultura da mídia na escola: ensaios sobre cinema e educação. São Paulo, SP: Annablume, 2004.

FREIRE, Eleta de Carvalho. Mulher no magistério: uma história de embates entre espaço público e espaço privado. Revista Lugares de Educação, Bananeiras, PB. v. 1, n. 2, p. 239-256, jul.-dez, 2011.

GUARDIA, Sara Beatriz. Literatura e escritura feminina na América Latina. In: SEMINÁRIO NACIONAL, 12.; SEMINÁRIO INTERNACIONAL MULHER E LITERATURA, 3., 2007, Ilhéus. Anais do... Ilhéus: Universidade Estadual de Santa Cruz, 2007. p. 1-26. Disponível em: http://www.uesc.br/seminariomulher/anais/PDF/conferencias/SARA-TRADUZIDO.pdf. Acesso em 31 mar. 2017.

GUARDIA, Sara Beatriz (Org.). Historia de las mujeres en América Latina. 2. ed. Peru: Centro de Estudios La Mujer en la Historia de América Latina, CEMHAL, 2013.

LOGGER, Guido. Que fazem os católicos no cinema? Mensageiro da Fé, Salvador, BA. ano 57, n. 1, p. 6, jan, 1959.

LOGGER, Guido. Educar para o cinema. Petrópolis, RJ: Vozes, 1965.

LOURO, Guacira Lopes. Mulheres na sala de aula. In: PRIORE, Mary Del (Org). História das mulheres no Brasil. 10 ed. São Paulo, SP: Contexto, 2015.

MAINWARING, Scott. Igreja Católica e política no Brasil (1916-1985). São Paulo: Brasiliense, 2004.

MATUS, Álvaro. Alicia en el país olvidado [introdução a entrevista com Alicia Vega]. In: VEGA, Alicia. Taller de Cine para Niños. Santiago: Ocho Libros, 2012.

MULLER, Alberto. 80 Aniversario de la Acción Católica Cubana. [s.l.], 4 fev, 2008. Disponível em:

http://albertomuller.net/religiosos/80-aniversario-de-la-accion-catolica-cubana/. Acesso em: 22 jun. 2016.

ORGANIZAÇÃO CATÓLICA LATINO-AMERICANA E CARIBENHA DE COMUNICAÇÃO. Tres Décadas de Educomunicación en América Latina: caminos desde el Plan DENI. [S.l.]: OCLACC, 2001.

PILETTI, Nelson; PRAXEDES, Walter. Dom Helder Camara: o profeta da paz. 2 ed. São Paulo, SP: Contexto, 2008.

RAMOS, Alberto. Cine, medios, comunicación: el apostolado de la imagen. Disponível em: http://www.espaciolaical.org/contens/07/0761.pdf. Acesso em: 31 mar, 2017.

REDE LATINO-AMERICANA DE EDUCAÇÃO, CINEMA E AUDIOVISUAL. Apresentação. Disponível em: http://www.redekino.com.br/memoria/. Acesso em: 31 mar. 2017.

SÁ, Irene Tavares de. Cinema e Educação. Rio de Janeiro, RJ: Agir, 1967.

SÁEZ, José Luis. Cine sin secretos. Santiago: CENCOSEP, 1986.

SCHARTZMAN, Simon; BONEMY, Helena Maria Bousquet; COSTA, Vanda Maria Ribeiro. Tempos de Capanema. São Paulo, SP: Paz e Terra, 2000.

SECRETARIADO DE CINEMA DA AÇÃO CATÓLICA BRASILEIRA. [Livro de Atas n. 2]. 1940-1943. Manuscrito. Acervo do Centro Loyola de Fé e Cultura/PUC-Rio.

SECRETARIADO DE CINEMA E IMPRENSA DA AÇÃO CATÓLICA BRASILEIRA. [Livro de Atas n. 3]. 1943-1950. Manuscrito. Acervo do Centro Loyola de Fé e Cultura/PUC-Rio.

SECRETARIADO NACIONAL DE OPINIÃO PÚBLICA. Comunicações sociais: julho de 1968-julho de 1969. 11 f. Apresentado na X Assembleia Ordinária da CNBB, São Paulo, 20 a 30 jul, 1969. Mimeografado. Acervo do Centro Loyola de Fé e Cultura/PUC-Rio.

SECRETARIADO PARA AMÉRICA LATINA DA ORGANIZAÇÃO CATÓLICA INTERNACIONAL DO CINEMA. Informaciones, Lima, n. 1, p. 1-10, nov./dez. 1961. Acervo do Centro Loyola de Fé e Cultura/PUC-Rio.

SECRETARIADO PARA AMÉRICA LATINA DA ORGANIZAÇÃO CATÓLICA INTERNACIONAL DO CINEMA. Noticias del apostolado de cine em America Latina. Informaciones, Lima, n. 2, p. 7-10, jan./fev. 1962. Acervo do Centro Loyola de Fé e Cultura/PUC-Rio.

SEMINÁRIO LATINO-AMERICANO DE CINEMA CATÓLICO, 2, 1969, Santa Inês-Peru. Resoluções Finais. In: DALE, Frei Romeu (Org.). Igreja e Comunicação Social. São Paulo, SP: Paulinas, 1973. p. 394-407.

SIGNIS. ¿Quiénes somos?. Disponível em: http://www.signis.net/rubrique.php3?id_rubrique=121. Acesso em: 22 jun. 2014.

SOARES, Hilda Azevedo. Entrevista com Hilda Azevedo Soares. [Rio de Janeiro], set. 2007. In: PAES, Daniel N. G. Olhar ativo: a Central Católica de Cinema do Rio de Janeiro (1954-1971). 2010. 152f. Dissertação (Mestrado em Comunicação Social) – Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, 2010. p. 124-148. Entrevista concedida a Júlia Machado, Janaína da Silva e Sheila Silva.

SOARES, Ismar de Oliveira. Do Santo Ofício à libertação: o discurso e a prática do Vaticano e da igreja católica no Brasil sobre a comunicação social. São Paulo, SP: Paulinas, 1988.

VEGA, Alicia. Taller de Cine para Niños. Santiago: Ocho Libros, 2012.

WERLE, Flavia. Práticas de gestão e feminização do magistério. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, SP vol. 35, n.126, p. 609-634, set.-dez, 2005.

BOURDIEU, Pierre. Razões práticas: sobre a teoria da ação. Tradução de Mariza Corrêa. Campinas: Papirus, 1996a.

BOURDIEU, Pierre. A distinção: crítica social do julgamento. São Paulo: Edusp; Porto Alegre-RS: Zouk, 2008.

CENTRAL CATÓLICA DE CINEMA. Estatutos. Acervo do Centro Loyola de Fé e Cultura (Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro). 1961.

CHAMON, Magda. Trajetória de feminização do magistério e a (con)formação das identidades profissionais. In: SEMINÁRIO DA REDESTRADO, 6., 2006, Rio de Janeiro. Anais eletrônicos. Disponível em: http://www.fae.ufmg.br/estrado/cd_viseminario/trabalhos/eixo_tematico_1/trajetoria_de_feminizacao.pdf. Acesso em: 10 out. 2016.

CINEDUC. História. Disponível em: http://cineduc.org.br/historia.html. Acesso em: 08 mai. 2015.

CINEDUC. Equipe. Disponível em: http://www.cineduc.org.br/equipe.html. Acesso em: 03 nov. 2016.

DALE, Frei Romeu (org.). Igreja e Comunicação Social. São Paulo: Edições Paulinas, 1973.

DALE, Frei Romeu (org.). A Ação Católica Brasileira. São Paulo: Edições Loyola, 1985. Coleção Cadernos de História da Igreja no Brasil – 5.

EQUIPE DE REFLEXÃO DO SETOR DE COMUNICAÇÃO DA CNBB. Comunicação e Igreja no Brasil – Estudos da CNBB 72. São Paulo: Paulus, 1994.

ELIAS, Norbert. A sociedade dos indivíduos. Rio de Janeiro: Zahar, 1994.

ELIAS, Norbert. Escritos e Ensaios: Estado, processo e opinião pública. Vol 1. Organização e apresentação de Federico Neiburg e Leopoldo Waizbort. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2006.

FAVERETTO, Celso. Prefácio. In: SETTON, Maria da Graça Jacinto (org). A cultura da mídia na escola: ensaios sobre cinema e educação. São Paulo: Annablume, 2004.

FREIRE, Eleta de Carvalho. Mulher no magistério: uma história de embates entre espaço público e espaço privado. Revista Lugares de Educação, Bananeiras/PB, v. 1, n. 2, p. 239-256, jul.-dez. 2011.

LOGGER, Guido. Que fazem os católicos no cinema? Mensageiro da Fé. Salvador, ano 57, n. 1, p. 6, jan.1959.

LOGGER, Guido. Educar para o cinema. Petropólis-RJ: Editora Vozes, 1965.

LOURO, Guacira Lopes. Mulheres na sala de aula. In: PRIORE, Mary Del (Org). História das mulheres no Brasil. 10 ed., São Paulo: Contexto, 2015.

MAINWARING, Scott. Igreja Católica e política no Brasil (1916-1985). São Paulo: Brasiliense, 2004.

MARTÍNEZ, Luis Campos. Plan Experimental “Deni”: Informe n. 1. Acervo do Cineduc (Cineduc, Rio de Janeiro). 1968.

MARTÍNEZ, Luis Campos. Plan Experimental “Deni”: Circular Extra. Acervo do Cineduc (Cineduc, Rio de Janeiro). 16 jun. 1969.

MARTÍNEZ, Luis Campos. Pedagogia del lenguage total: código para uma educacion liberadora. Bogotá-Colômbia: Ediciones Paulinas, 1973.

MATUS, Álvaro. Alicia en el país olvidado [introdução a entrevista com Alicia Vega]. In: VEGA, Alicia. Taller de Cine para Niños. Santiago: Ocho Libros Editores, 2012.

MÜLLER, Alberto. 80 Aniversario de la Acción Católica Cubana. Para leer si queda tiempo, Havana, 4 fev. 2008. Disponível em: http://albertomuller.net/religiosos/80-aniversario-de-la-accion-catolica-cubana/. Acesso em: 22 jun. 2016.

OCLACC. Tres Décadas de Educomunicación en América Latina: caminos desde el Plan DENI. Habana: OCLACC, 2001.

PAES, Daniel Nunes Guimarães. Olhar ativo: a Central Católica de Cinema do Rio de Janeiro (1954-1971). 2010. 152 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Comunicação Social da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2010.

PILETTI, Nelson; PRAXEDES, Walter. Dom Helder Camara: o profeta da paz. 2 ed. São Paulo: Contexto, 2008.

SÁ, Irene Tavares de. Cinema e Educação. Rio de Janeiro: Livraria Agir Editora, 1967.

SÁEZ, José Luis. Cine sin secretos. Santiago do Chile: CENCOSEP, 1986.

SCHARTZMAN, Simon; BONEMY, Helena Maria Bousquet; COSTA, Vanda Maria Ribeiro. Tempos de Capanema. São Paulo: Paz e Terra, 2000.

A ETD - Educação Temática Digital utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.