Banner Portal
O cinema como formação: a escola como mediadora da relação entre jovens e filmes
PDF

Palavras-chave

Cinema. Educação. Escolas técnicas. Ensino médio. Professores - Formação. Cinema - Formação.

Como Citar

FERNANDES, Adriana Hoffmann; GARCIA, Pedro Benjamin. O cinema como formação: a escola como mediadora da relação entre jovens e filmes. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 19, n. 2, p. 384–399, 2017. DOI: 10.20396/etd.v19i2.8647625. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/8647625. Acesso em: 21 jun. 2024.

Resumo

O artigo aborda os “achados” de uma pesquisa com cinema na escola com jovens do ensino médio integrado de uma escola de formação técnica. O campo de pesquisa ocorreu em rodas de leitura com exibições, debates e leituras associadas aos filmes exibidos para as turmas num processo de cooperação científica entre duas universidades e a escola de ensino médio com a colaboração estreita dos professores da escola. A pesquisa apontou que as rodas de leitura trouxeram os aspectos amplos de formação com o cinema vividos pelos jovens na escola. Nas práticas vividas pelos jovens na escola eles apontam os processos formativos vividos ao longo do curso nos fazendo refletir sobre o papel mediador da escola na relação entre cinema e juventude. A escola aparece como sensibilizadora, desautomatizadora do olhar, algo que nos surpreendeu e confirmou o que discutem pesquisadores da área como Dussel (2014), quando afirmam que o cinema na escola nem sempre faz desse espaço pedagógico algo empobrecedor. Em diálogo com estudiosos de cinema e educação destacamos como o processo vivido nessa escola pesquisada aponta uma relação com o cinema como formação.

 

https://doi.org/10.20396/etd.v19i2.8647625
PDF

Referências

BRESSON, Robert. Notas sobre o cinematógrafo. São Paulo: Iluminuras, 2005.

CABRERA, Julio. O cinema pensa: uma introdução à filosofia através dos filmes. Rio de Janeiro: Rocco, 2006.

CARRIÉRE, Jean-Claude. A linguagem secreta do cinema. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1995.

CORDEIRO, Kelly Maia. Cinema e juventude: relações criadas pelos jovens dentro e fora da escola. 2012. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2012.

DUARTE, Rosália; ALEGRIA, João. Formação estética e audiovisual: um outro olhar para o cinema a partir da educação. Revista Educação e Realidade, v. 33, n. 1, p.59-79, 2008. Disponível em: http://seer.ufrgs.br/index.php/educacaoerealidade/article/view/6687/4000 Acesso em: agosto de 2016.

DUSSEL, Ines. Usos del cine em la escuela: uma experiência atravessada por la visualidad. Revista Estudos da Lingua(gem), v.12, n. 1, p.77-100, junho de 2014. Disponível em: http://www.estudosdalinguagem.org/index.php/estudosdalinguagem/article/viewFile/413/372 Acesso em: agosto de 2016.

FANTIN, Monica. Mídia-educação, cinema e produção audiovisual na escola. IN: VI ENCONTRO DOS NUCLEOS DE PESQUISA DA INTERCOM, 6,. São Paulo, 6 a 9 de setembro. Anais... Brasília: Ed UNB, 2006. Disponível em: http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2006/resumos/r0652-1.pdf Acesso em: agosto de 2016.

FERNANDES, Adriana Hoffmann; SILVA, Andreia Cristina Attanazio. Consumo cultural e produção de sentidos: o papel da comunidade interpretativa. In: CONGRESSO INTERNACIONAL COTIDIANO: DIÁLOGOS SOBRE DIÁLOGOS, Rio de Janeiro, 2005. Anais eletrônicos..., Rio de Janeiro: Editora UFF, 2005. 1CD-ROM.

FERNANDES, Adriana Hoffmann. O cinema e a narrativa de crianças e jovens em diferentes contextos educativos. Projeto de pesquisa – Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, FAPERJ. Rio de Janeiro, 2010.

FERNANDES, Adriana Hoffmann. As crianças e os desenhos animados: mediações nas produções de sentido. Rio de Janeiro: Nau, 2012.

GARCIA, Pedro Benjamim. Literatura e identidade: tecendo narrativas em rodas de leitura. In: DAUSTER, Tania; FERREIRA, Lucelena (Orgs.). (2010). Por que ler? Rio de Janeiro: Lamparina/FAPERJ, 2010. p.79

GARCIA, Pedro Benjamim. Formação do leitor com imagens e textos em rodas de leitura. Projeto de pesquisa – Universidade Católica de Petrópolis; CNPq. Rio de Janeiro, 2010.

MACHADO, Arlindo. Pré-cinemas e pós-cinemas. Campinas: Papirus, 2007.

SAVERNINI, Erika. Índices de um Cinema de poesia: Pier Paolo Pasolini, Luis Buñuel e Krzysztof Kieslowski. Belo Horizonte: UFMG, 2004.

SERRA, Maria Silvia. El cine em La escuela. Política a pedagogia de la mirada? IN: DUSSEL, Ines; GUTIERREZ, Daniela. Educar la mirada: políticas y pedagogias de la imagen. Buenos Aires: FACSO, OSDE, 2006. p. 55-66.

VARELA, Mirta. De las culturas populares a las comunidades interpretativas: fragmentación e consenso en el campo de comunicación y cultura. Revista Diálogos de la Comunicación, n.56, sp, out-1999. Disponível em: http://www.periodismo.uchile.cl/talleres/teoriacomunicacion/archivos/varela.pdf Acesso em: agosto de 2016.

XAVIER, Ismail. Um cinema que “educa” é um cinema que (nos) faz pensar. Revista Educação e Realidade, v. 33, n. 1, p. 13-20, 2008. Disponível em: http://seer.ufrgs.br/index.php/educacaoerealidade/article/view/6683/3996 Acesso em: agosto de 2016.

A ETD - Educação Temática Digital utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.