“Passei pela escola e consegui chegar à universidade!”: as trajetórias de vida e formação narradas por jovens universitários

Autores

  • Renata Bernardo Universidade São Francisco

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v20i3.8649192

Palavras-chave:

Jovens universitários. Narrativas de vida e de formação. Culturas escolares. Inserção no ensino superior.

Resumo

O presente texto tem como foco as marcas das culturas escolares, na educação básica, nas trajetórias de formação de jovens universitários, de diferentes cursos superiores. Trata-se do recorte de uma pesquisa de doutorado, de abordagem qualitativa, pautada nos estudos sobre culturas escolares, trajetórias de formação e inserção no ensino superior. A produção de dados foi realizada a partir de entrevistas narrativas e encontros do grupo de discussão. As trajetórias narradas foram textualizadas em mônadas, na perspectiva de Walter Benjamin, constituindo narrativas de vida e de formação. O texto apresenta a análise de quatro mônadas, apontando marcas relativas às culturas escolares nessas trajetórias, como relações interpessoais e vínculos de amizade estabelecidos no contexto escolar, dentre outros, revelando os diferentes sentidos que a escola produziu nas histórias desses jovens. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata Bernardo, Universidade São Francisco

Pedagoga - Universidade São Francisco.

Referências

BENJAMIN Walter. O Colecionar. In: BOLLE, Wille (Org.). Passagens. São Paulo: IMESP, 2006, p. 237-246.

BERTAUX, Daniel. Narrativas de vida: a pesquisa e seus métodos. Natal: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2010.

BOSI, Ecléa. Memória e sociedade: lembranças de velhos. 3. Ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.

CARRANO, Paulo. Jovens universitários: acesso, formação, experiências e inserção profissional. In: PONTES, Marília (Coord.). Estado da Arte sobre juventude na pós-graduação brasileira: educação, ciências sociais e serviço social (1999-2006). Belo Horizonte: Argvmentvm, 2009. V. 1, p. 179-228.

DELORY-MOMBERGER, Christine. Biografia e educação: figuras do indivíduo-projeto. Natal: UFRN; São Paulo: Paulus, 2008.

DUBET, François. O que é uma escola justa?: a escola das oportunidades. Trad. Ione Ribeiro Valle. São Paulo: Cortez, 2008.

PERRENOUD, Philippe. Ofício de aluno e sentido do trabalho escolar. Porto: Porto Editora, 1995.

ROSA, Maria Inês P.; RAMOS, Tacita A. Memórias e odores: experiências curriculares na formação docente. Revista Brasileira de Educação, v. 13, n. 39, p. 565-599, set./dez. 2008.

SCHÜTZE, Fritz. Pesquisa biográfica e entrevista narrativa. In: WELLER, W.; PFAFF, N. (Org.). Metodologias da pesquisa qualitativa em Educação. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010. p. 210-222.

VIÑAO FRAGO, Antonio; ESCOLANO, Agustín. Currículo, espaço e subjetividade. 2. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2001.

ZAGO, Nadir. Do acesso à permanência no ensino superior: percursos de estudantes universitários de camadas populares. Revista Brasileira de Educação, Belo Horizonte, v. 11, n. 32, p. 226-237, maio/ago. 2006.

Downloads

Publicado

2018-07-16

Como Citar

BERNARDO, R. “Passei pela escola e consegui chegar à universidade!”: as trajetórias de vida e formação narradas por jovens universitários. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 20, n. 3, p. 741–760, 2018. DOI: 10.20396/etd.v20i3.8649192. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/8649192. Acesso em: 3 dez. 2021.