"Tradução" da escola unitária de Gramsci pela pedagogia histórico-crítica de Saviani

  • Marcos Francisco Martins Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)
Palavras-chave: Gramsci. Dermeval Saviani. Escola unitária. Pedagogia histórico-crítica.

Resumo

Este artigo é resultante de pesquisa bibliográfica sobre as formulações de Gramsci e de Saviani em relação à escola. Defende a ideia de que a pedagogia histórico-crítica, originariamente produzida por Saviani, é tradução da escola unitária de Gramsci. A exposição de argumentos que evidencia a tese é dividida em três partes: na primeira, consta a leitura do conceito de tradução e tradutibilidade em Gramsci; na segunda, encontra-se uma caracterização da escola unitária; na parte final, a concepção do sardo sobre a escola é aproximada da de Saviani, para demonstrar que esta pode ser interpretada como tradução daquela.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Francisco Martins, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)

Doutor em Educação - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) - Campinas, SP - Brasil. Docente do
Departamento de Ciências Humanas e Educação (DCHE) - Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) - São
Carlos, SP - Brasil. 

Referências

AGGIO, Alberto. O Gramsci que “conhecemos” e o que ele inspirou. Site Gramsci e o Brasil, dezembro de 2015. Disponível em: http://www.acessa.com/gramsci/?age=visualizar&id=1886. Acesso em: 6 mai. 2017.

BETTI, G. Escuela, educación y pedagogía en Gramsci. Trad. de J. A. B. Barcelona-Espanha: Ediciones Martínez Roca, 1981.

BIANCHI, Álvaro. O laboratório de Gramsci: filosofia, história e política. São Paulo: Alameda, 2008.

BIANCHI, Álvaro. Lênin e a filosofia: notas para uma leitura metodológica. s/d. Disponível em: https://www.e-science.unicamp.br/marxismo/admin/projetos/documentos/documento_579_Lenin.pdf. Acesso em: 20 fev. 2017a.

BIANCHI, Álvaro. Um sardo no mundo grande e terrível. Revista Cult, Editora Bregantini, ano 20, nº 222, abril de 2017b, p. 26-30.

BOBBIO, Norberto. O conceito de sociedade civil. Trad. de C. N. Coutinho, 2ª ed. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1982.

BOOTHMAN, Derek. Tradutibilidade. In: LIGUORI, G. e VOZA, P. (org.). Dicionário gramsciano (1926-1937). Trad. de CHIARINI, A. M. e outros. 1ª ed. São Paulo: Boitempo, 2017, p. 782-784.

BOOTHMAN, Derek. Tradução. In: LIGUORI, G. e VOZA, P. (org.). Dicionário gramsciano (1926-1937). Trad. de CHIARINI, A. M. e outros. São Paulo: Boitempo, 2017, p. 779-782.

CARDOSO, Mário M. R; MARTINS, Marcos F. A catarse na Pedagogia Histórico-Crítica. HISTEDBR On-line, Campinas, nº 57, p. 146-164, jun2014. Disponível em: http://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640409. Acesso em: 23 abr. 2017.

COUTINHO, Carlos N. Gramsci: um estudo sobre seu pensamento político. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1999.

COUTINHO, Carlos N. e KONDER, L. Notas sobre Antonio Gramsci. In: GRAMSCI, A. Concepção dialética da história. Trad. de C. N. Coutinho. 10ª ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1995.

DIAS, Edmundo. F. Gramsci em Turim: a construção do conceito de hegemonia. São Paulo: Xamã, 2000.

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do cárcere – v. 1 – Antonio Gramsci: introdução ao estudo da filosofia; a filosofia de Benedetto Croce. Ed. e trad. de C. N. Coutinho; co-ed. de L. S. Henriques e M. A. Nogueira. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1999.

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do cárcere – v. 2 – Antonio Gramsci: os intelectuais; o princípio educativo; jornalismo. Ed. e trad. de C. N. Coutinho; coed. de L. S. Henriques e M. A. Nogueira. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2000a.

GRAMSCI, Antonio. Escritos políticos - volume 1 - 1910-1920. Org., intr. e trad. de C. N. Coutinho. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2004a.

GRAMSCI, Antonio. Escritos políticos - volume 2 - 1921-1926. Org., intr. e trad. de C. N. Coutinho. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2004b.

GRAMSCI, Antonio. Cartas do Cárcere - volume 1 - 1926-1930. Org., intr. e trad. de L. S. Henrique. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005a.

GRAMSCI, Antonio. Cartas do Cárcere - volume 2 - 1931-1937. Org., intr. e trad. de L. S. Henrique. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005b.

JESUS, Antônio T. de. O pensamento e prática escolar de Gramsci. 2ª ed. Campinas-SP: Autores Associados, 2005.

LACORTE, Rocco. Sobre alguns aspectos da "tradutibilidade" nos Cadernos do Cárcere de Antonio Gramsci e algumas das suas implicações. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 28, n. 55, p. 59-98, jan./jun. 2014. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/24962/15246. Acesso em: 5 ago. 2016.

LÊNIN, Vladimir I. Cadernos filosóficos. Buenos Aires: Ediciones Estudio, 1972.

LÊNIN, Vladimir I. Obras escolhidas. São Paulo: Editora Alfa-Ômega, 1980. (Tomo 3)

LÊNIN, Vladimir I. As três fontes e as três partes constitutivas do marxismo. 5. ed. São Paulo: Global, 1985.

LO PIPARO, Franco. A linguística e o não marxismo de Gramsci. Trad. de J. Teixeira. Site Gramsci e o Brasil, junho-2008. Disponível em: http://www.acessa.com/gramsci/?page=visualizar&id=941. Acesso em: 15 mar. 2017.

MANACORDA, Mario A. O princípio educativo em Gramsci. Trad. de W. Lagos. Porto Alegre: Artes Médicas, 1990.

MANACORDA, Mario A. Marx e a pedagogia moderna. Trad. de N. R. Oliveira. São Paulo: Cortez; Campinas: Autores Associados, 1991.

MARTINS, Marcos F. Ensino técnico e globalização: cidadania ou submissão. Campinas-SP: Autores Associados, 2000.

MARTINS, Marcos F. Marx, Gramsci e o conhecimento: ruptura ou continuidade? Campinas-SP: Autores Associados; Americana-SP: UNISAL, 2008a.

MARTINS, Marcos F. Sociedade civil e "Terceiro Setor": apropriações indébitas do legado teórico-político de Gramsci. Revista de Filosofia Aurora, Curitiba, v. 20, n. 26, p. 75-100, jan./jun. 2008b. Disponível em: http://www2.pucpr.br/reol/pb/index.php/rf?dd1=1993&dd99=view&dd98=pb. Acesso em: 8 mar. 2017.

MARTINS, Marcos F. Gramsci, filosofia e educação. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 8, n. 1, p. 13-40, jan./jun. 2013. Disponível em: http://www.revistas2.uepg.br/index.php/praxiseducativa/article/view/5369/3466. Acesso em: 20 mar. 2017.

MARTINS, Marcos F. Educação e ensino no marxismo originário. In.: FRANCA, G. C. e LEITE, K. C. Cidade, natureza, educação: olhares marxistas. São Paulo: Xamã, 2016, p. 183-198.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. Crítica da educação e do ensino. Trad. de A. M. Rabaça. Lisboa: Moraes, 1978.

MENESES, Jaldes R. Vocabulário gramsciano - tradução e tradutibilidade. site Gramsci e o Brasil. 2006. Disponível em: http://www.acessa.com/gramsci/texto_visualizar.php?mostrar_vocabulario=mostra&id=66. Acesso em: 20 abr. 2017.

NOSELLA, Paolo. A escola de Gramsci. Porto Alegre: Artes Médicas, 1992.

NOSELLA, Paolo. Trabalho e perspectivas de formação dos trabalhadores: para além da formação politécnica. RBE, v. 12, nº. 34, jan./abr. 2007, p. 137-181. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v12n34/a11v1234.pdf. Acesso em: 18 abr. 2017.

NOSELLA, Paolo. Controvérsias marxistas sobre a leitura e recepção de Gramsci na educação brasileira. In.: LOMBARDI, J. C., MAGALHÃES, L. D. R. e SANTOS, W. S. S. (orgs.). Gramsci no limiar do século XXI. Campinas-SP: Librum Editora, 2013a, p. 45-59.

RAGAZZINI, Dario. A teoria da personalidade na sociedade de massa: a contribuição de Gramsci. Trad. de M. L. Menon. Campinas: Autores Associados, 2005.

SAVIANI, Dermeval. Educação: do senso comum à consciência filosófica. 2ª ed. São Paulo: Cortez e Autores Associados, 1982.

SAVIANI, Dermeval. Escola e democracia: teorias da educação, curvatura da vara, onze teses sobre educação política. São Paulo: Cortez e Autores Associados, 1983.

SAVIANI, Dermeval. Apresentação. In: WACHOWICZ, L. A. O método dialético na didática. Campinas: Papirus, 1989.

SAVIANI, Dermeval. Trabalho e educação: fundamentos ontológicos e históricos. Revista Brasileira de Educação, v. 12, n. 34, jan./abr. 2007a. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v12n34/a12v1234.pdf. Acesso em: 10 mai. 2017.

SAVIANI, Dermeval. História das ideias pedagógicas no Brasil. Campinas: Autores Associados, 2007b.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 10 ed. rev. Campinas-SP: Autores Associados, 2008a.

SAVIANI, Dermeval. A pedagogia no Brasil: história e teoria. Campinas-SP: Autores Associados, 2008b.

SAVIANI, Dermeval. Origem e desenvolvimento da pedagogia histórico-crítica. 2012. Disponível em: https://www.fe.unicamp.br/eventos/ged/histedbr2016/xhistedbr/paper/view/887/181. Acesso em: 6 mai. 2017.

SAVIANI, Dermeval. Gramsci e a educação brasileira. In.: LOMBARDI, José C., MAGALHÃES, Lívia D. R. e SANTOS, W. S. (Orgs.). Gramsci no limiar do século XXI. Campinas-SP: Librum Editora, 2013a, p. 60-79.

SAVIANI, Dermeval. A pedagogia histórico-crítica, as lutas de classe e a educação escolar. Germinal: marxismo e educação em debate, Salvador, v. 5, n. 2, p. 25-46, dez. 2013b. Disponível em: . Acesso em: 13 abr. 2017.

SAVIANI, Dermeval. Escola e democracia: para além da “teoria da curvatura da vara”. Germinal: marxismo e educação em debate, Salvador, v. 5, n. 2, p. 227-239, dez.2013c. Disponível: www.portalseer.ufba.br/index.php/revistagerminal/article/.../9713/7100. Acesso em: 28 mai. 2014.

SAVIANI, Dermeval. A nova Internacional: Michael Löwy, Franck Seguy, Alfredo Saad e Dermeval Saviani. 2h35. Publicado em: 01/12/2014. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=EyQ5qWKNy30. Acesso em: 03 mai. 2017.

SAVIANI, Dermeval. Catarse na pedagogia histórico-crítica: a concepção de Saviani. Crítica Educativa (Sorocaba/SP), v. 1, n. 1, p. 163-217, jan. /jun. 2015a. Disponível em: http://www.criticaeducativa.ufscar.br/index.php/criticaeducativa/article/view/29/177. Acesso em: 02 mai. 2017.

SAVIANI, Dermeval. O conceito dialético de mediação na pedagogia histórico-crítica em intermediação com a psicologia histórico-cultural. Germinal: marxismo e educação em debate, Salvador, v. 7, n. 1, p. 26-43, jun. 2015b. Disponível em: https://portalseer.ufba.br/index.php/revistagerminal/article/view/12463/9500. Acesso em: 03 mai. 2017.

SAVIANI, Dermeval. História do tempo e tempo da história: estudos de historiografia e história da educação. Campinas-SP: Autores Associados, 2015c.

SCHIRRÙ, Giancarlo. Antonio Gramsci e a linguística. Revista Cult, Editora Bregantini, ano 20, nº 222, abril de 2017, p. 40-43.

SECCO, Lincoln. Gramsci e o Brasil: recepção e difusão de suas idéias. São Paulo: Cortez, 2002.

SEMERARO, Giovanni. Gramsci e a sociedade civil: cultura e educação para a democracia. Petrópolis-RJ: 1999, Vozes.

SILVEIRA JÚNIOR, Adilson A. Gramsci e o “problema da tradutibilidade” na filosofia da práxis. Crítica Marxista, n. 40, p. 63-82, 2015. Disponível em: http://www.ifch.unicamp.br/criticamarxista/arquivos_biblioteca/artigo2016_08_03_12_37_18.pd. Acesso em: 2 ago. 2016.

SNYDERS, Georges. Escola, classe e luta de classes. Lisboa: Moraes Editora. 1976.

SOARES, Rosemary D. Gramsci, o Estado e a escola. Ijuí: Editora Unijuí, 2000.

SOARES, Rosemary D. Gramsci e o debate sobre a escola pública no Brasil. Cadernos CEDES, Campinas, v. 26, nº 70, p. 329-352, set./dez. 2006.

STACCONE, Giuseppe. Gramsci - 100 anos: revolução e política. Petrópolis: Vozes, 1995.

Publicado
2018-10-14
Como Citar
Martins, M. F. (2018). "Tradução" da escola unitária de Gramsci pela pedagogia histórico-crítica de Saviani. ETD - Educação Temática Digital, 20(4), 997-1017. https://doi.org/10.20396/etd.v20i4.8649915

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)