Ensaio sobre o comportamento

entre ciência, filosofia e educação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v21i2.8651314

Palavras-chave:

Comportamentalismo, Educação, Pedagogia tecnicista.

Resumo

Este ensaio, de natureza teórica, revisita conceitos formulados por destacados pesquisadores vinculados aos estudos sobre o comportamento: Ivan Pavlov, John Watson e Burrhus Frederic Skinner. Transitamos pelo estudo do comportamento de base científica, filosófica e, com especial destaque, adentramos na relação comportamento e educação. Ao revisitarmos as concepções do referidos os autores, refletimos sobre as apropriações e transferências que foram realizadas entre o que foi produzido no terreno do comportamentalismo e o que foi vivenciado como abordagem comportamentalista da educação. O ensaio mostra como a produção teórica sobre o comportamento constituiu justificativa para a tendência tecnicista, que vivenciou o seu auge em território brasileiro nas décadas de 1960 e 1970. Não obstante dos fins educacionais vivenciados na referida época, o ensaio aponta as contribuições atemporais dos autores citados e daquilo que produziu e permanece produzindo formas de conhecer o humano, as suas interações e as ações no e com o mundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Júlia Guimarães Neves, Universidade Federal de Pelotas

Doutoranda em Educação pela Universidade Federal de Pelotas (PPGE/UFPel). Bolsista CAPES.

Veridiana de Lima Gomes Krüger, Universidade Federal de Pelotas

Doutoranda em Educação pela Universidade Federal de Pelotas (PPGE/UFPel).

Lourdes Maria Bragagnolo Frison, Universidade Federal de Pelotas - UFPel

Professora Associada da Universidade Federal de Pelotas, Faculdade de Educação, Departamento de Fundamentos em Educação. Pesquisadora Pq2-CNPq. 

Referências

BARR, et al. Second Report of the Committee on criteria of teacher effectiveness. Journal of Educational Research, v.46, n. 9, p. 641-658, 1953. Disponível em: https://doi.org/10.1080/00220671.1953.10882066. Acesso em: 4 dez. 2017.

BLOOM, Benjamin S. et al. Taxonomia dos objetivos educacionais, vols 1 e 2, Editora Globo. 1956.

CAMARGO, Síglia Pimentel Höher; RISPOLI, Mandy. Análise do comportamento aplicada como intervenção para o autismo: definição, características e pressupostos filosóficos. Revista Educação Especial, v.26, n.47. p.639-650, set./dez, 2013. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/6994. Acesso em: 3 dez. 2017.

CARRARA, Kester. Behaviorismo, Análise do Comportamento e Educação. In: Carrara, Kester (org.) Introdução à psicologia da educação: seis abordagens. São Paulo: Avercamp, 2004.

CUNHA, Janaína Dias. Cooperação técnica Brasil-Estados Unidos na reforma universitária de 1968. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 24., 2007, São Leopoldo, RS. Anais do XXIV Simpósio Nacional de História – História e multidisciplinaridade: territórios e deslocamentos. São Leopoldo: Unisinos, 2007.

DELORS, Jacques. Educação: um tesouro a descobrir. 9.ed. São Paulo: Cortez, 2004.

EMMER, Edmund; MILLETT. Docencia con laboratorio experimental. Buenos Aires: Editora Guadalupe, 1970.

FONTANA, Roseli. CRUZ, Nazaré. Psicologia e Trabalho Pedagógico. São Paulo: Editora Atual, 1997.

FULBRIGTH. Fulbright Scholar Program. Disponível em: https://www.cies.org/. Acesso em: 30 de out. 2016.

GAGNÉ, Robert Mills. Princípios essenciais da aprendizagem para o ensino. Porto Alegre: Globo, 1974.

GAROZZO, Filppo. Ivan Pavlov: os homens que mudaram a humanidade. Editora Brasil. 2004.

JÚNIOR, Eustáquio José de Souza. Circulação da Instrução Programada no Brasil (1960-1980). Tese (Doutorado em Educação) Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2015.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Filosofia da Educação. Coleção magistério. 2º grau. Série formação do professor. 1994.

RIES, Bruno Edgar. Condicionamento respondente: Pavlov. In: LA ROSA, Jorge de (org.) Psicologia e educação: o significado do aprender. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2003.

RIBEIRO, Paulo Rennes Marçal. História da educação escolar no Brasil: notas para uma reflexão. Paidéia (Ribeirão Preto) [online]. n.4, p.15-30, 1993. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0103-863X1993000100003. Acesso em: 4 dez. 2017.

SAVIANI, Dermeval. História das ideias pedagógicas no Brasil. 3.ed.rev. Campinas: Autores Associados, 2010.

SKINNER, Burrhus Frederic. Ciência Comportamento Humano. São Paulo: Martins Fontes, 1978.

SKINNER, Burrhus Frederic. Tecnologia do ensino. Herder, 1972.

SKINNER, Burrhus Frederic. Sobre o Behaviorismo. São Paulo: Cultrix, 2006.

SMITH, Louis, M. Burrhus Skinner. Editora Massangana, 2010.

SOARES, Magda. Metamemória. Memórias. Travessias de uma educadora. São Paulo: Cortez, 1991.

TODOROV, João Claudio; HANNA, Elenice S. Análise do comportamento no Brasil. Psicologia: teoria e pesquisa, v. 26, n. 25ANOS, p. 143-154, 2010. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-37722010000500013. Acesso em: 3 dez. 2017.

WATSON, John B. A psicologia como o behaviorista a vê. Temas em Psicologia - 2008, Vol. 16, no 2, 289-301.

ZANOTTO, Maria de Lourdes Bara. Formação de professores: a contribuição da análise do comportamento. Educ, 2000.

Downloads

Publicado

2019-04-30

Como Citar

NEVES, J. G.; KRÜGER, V. de L. G.; FRISON, L. M. B. Ensaio sobre o comportamento: entre ciência, filosofia e educação. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 21, n. 2, p. 459–478, 2019. DOI: 10.20396/etd.v21i2.8651314. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/8651314. Acesso em: 3 dez. 2021.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)