Arte, verdade e pesquisa em educação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v21i2.8651387

Palavras-chave:

Arte, Verdade, Pesquisa e educação.

Resumo

O texto pretende apresentar relações entre arte, verdade e pesquisa a partir de discussões filosóficas empreendidas principalmente por Michel Foucault e Friederich Nietzsche, além da reflexão em torno do trabalho de alguns artistas contemporâneos e seus processos artísticos que desafiam verdades estabelecidas. Tais questionamentos abrem espaço para uma possível abordagem a respeito das emergentes metodologias de pesquisa educacional baseadas em arte. A discussão apresentada dialoga com a experiência de orientação de pesquisas em educação em conversa com o campo das artes, realizadas no âmbito de um programa de pós-graduação em educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciana Gruppelli Loponte, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Licenciada em Artes Plásticas (UFPEL), Mestre em Educação (UNICAMP) e Doutora em Educação (UFRGS). Professora Associada da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Referências

BELLO, Oscar Yecid Bello. De la experiencia fotográfica a los espacios extracurriculares: otros modos para pensar la educación y el arte entre Brasil y Colombia. 2016. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 2016.

BREMM, Alessandra Baldissarelli. Habitar a escola: minúcias de encontros entre arte e educação. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 2017.

CANCLINI, Néstor García. A sociedade sem relato: antropologia e estética da iminência. São Paulo: EDUSP, 2012.

CAPRA, Carmen Lúcia. Problematizações sobre a política da arte nas licenciaturas. É preciso gostar da arte de outro jeito, a licenciatura é uma praça. 2017. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 2017.

COSTA, Vanessa Priscila da. Avaliação no ensino de artes visuais: desdobramentos e implicações para a docência. 2015. Dissertação (Mestrado em Educação) - Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 2015.

CULT. Dossiê arte sob coerção: moralismo privado no espaço público. São Paulo: Bregantini, n. 230, ano 20, dezembro 2017.

DE DUVE, Thierry. Cinco reflexões sobre o julgamento estético, Revista Porto Arte, Porto Alegre, v. 16, n. 27, p. 43-65, nov. 2009.

DIAS, Belidson, IRWIN, Rita (Orgs.). Pesquisa educacional baseada em arte: a/r/tografia. Santa Maria: UFSM, 2013.

FISCHER, Deborah Vier. Escola, artistas e docentes em movimento: encontros entre arte contemporânea e educação. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 2014.

FISCHER, Rosa Maria Bueno. Arte, pensamento e criação de si em Foucault: breve ensaio. Currículo sem fronteiras, v. 15, n. 3, p. 945-955, set./dez. 2015. Disponível em: http://www.curriculosemfronteiras.org/vol15iss3articles/fischer.pdf Acesso em: 11 dez. 2017.

FISCHER, Rosa Maria Bueno. Foucault revoluciona a pesquisa em educação? In: FISCHER, Rosa Maria Bueno. Trabalhar com Foucault: arqueologia de uma paixão. Belo Horizonte: Autêntica, 2012. p. 99-112.

FONTCUBERTA, Joan. O beijo de Judas. Fotografia e verdade. Barcelona: Gustavo Gill, 2010.

FOUCAULT, Michel. O corpo utópico, as heterotopias. São Paulo: n-1 Edições, 2013.

FOUCAULT, Michel. Uma introdução a uma vida não fascista. In: FOUCAULT, Michel. Por uma vida não-fascista (Coletânea Michel Foucault Sabotagem). Coletivo Sabotagem, 2004. Disponível em: https://cesarmangolin.files.wordpress.com/2011/08/foucault-por-uma-vida-nao-facista-pdf.pdf Acesso em: 07 jan. 2018.

FOUCAULT, Michel. A verdade e as formas jurídicas. Nau: Rio de Janeiro, 2003.

FOUCAULT, Michel. As palavras e as coisas. São Paulo: Martins Fontes, 2012.

FOUCAULT, Michel. Nietzsche, a genealogia e a história. In: FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal, 2001. p. 15-37.

GALLO, Silvio. Pensar a escola com Foucault: além da sombra da vigilância. In: CARVALHO, Alexandre Filordi de; GALLO, Silvio. (Org.). Repensar a educação: 40 anos após Vigiar e Punir. São Paulo: Livraria da Física, 2015, p. 427-449.

HERNÁNDEZ, Fernando Hernández. A pesquisa baseada nas artes: propostas para repensar a pesquisa educativa. In: DIAS, Belidson, IRWIN, Rita L (Orgs.) Pesquisa educacional baseada em arte: a/r/tografia. Santa Maria, RS: UFSM, 2013. p. 39-61.

JAGODZINSKI, Jan, WALLIN, Jason. Arts-based research: a critique and a proposal. Rotterdam: Sense Publishers, 2013.

LOPONTE, Luciana Gruppelli. Tudo isso que chamamos de formação estética: ressonâncias para a docência. Revista Brasileira de Educação, v. 22, n. 69, abr./jun. 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v22n69/1413-2478-rbedu-22-69-0429.pdf Acesso em: 07 jan. 2018.

LOPONTE, Luciana Gruppelli. Arte para a docência: estética e criação para a formação docente. Arquivos analíticos de políticas educativas, v. 21, n. 25, mar. 2013. Disponível em: https://epaa.asu.edu/ojs/article/view/1145/1083 Acesso em: 07 jan. 2018.

LOPONTE, Luciana Gruppelli. Desafios da arte contemporânea para a educação: práticas e políticas. Arquivos analíticos de políticas educativas, v. 20, n. 42, dez. 2012. Disponível em: https://epaa.asu.edu/ojs/article/view/1125/1025 Acesso em: 17 jun. 2016.

MACHADO, Roberto. Nietzsche e a verdade. São Paulo: Graal, 2002.

MOSÉ, Viviane. O homem que sabe: do homo sapiens à crise da razão. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.

MOSÉ, Viviane. Nietzsche e a grande política da linguagem. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira: Rio de Janeiro, 2005.

MARTON, Scarlet. Novas liras para novas canções. In: MARTON, Scarlet. Nietzsche, seus leitores e suas leituras. São Paulo: Barcarolla, 2010.

NIETZSCHE, Friederich. Sobre verdade e mentira no sentido extra-moral. In: NIETZSCHE, Friederich. Obras incompletas. São Paulo: Editora 34, 2014.

NIETZSCHE, Friederich. A Gaia Ciência. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.

ORDINE, Nuccio. A utilidade do inútil: um manifesto. Rio de Janeiro: Zahar, 2016.

VEYNE, Paul. Foucault: seu pensamento, sua pessoa. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.

VIADEL, Ricardo Marín. La ‘investigacion educativa basada en las artes visuales’ o ‘arteinvestigacion educativa’. In: VIADEL, Ricardo Marín (Ed.). Investigación en Educación Artística. Granada: Universidad de Granada, 2006. p. 223-274.

VOLZ, Jochen. Jornadas espirais: incerteza viva. In: VOLZ, Jochen,

REBOUÇAS, Júlia (Orgs.). 32ª Bienal de São Paulo: Incerteza Viva: Catálogo. São Paulo: Fundação Bienal de São Paulo, 2016. p. 21-27.

ROLDÁN, Joaquín, VIADEL, Ricardo Marín. Metodologias artísticas de investigación en educación. Málaga: Aljibe, 2012.

STORCK, Karine. Como viver na escola: relações entre arte, educação e docência. 2015. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 2015.

Downloads

Publicado

2019-04-30

Como Citar

LOPONTE, L. G. Arte, verdade e pesquisa em educação. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 21, n. 2, p. 479–494, 2019. DOI: 10.20396/etd.v21i2.8651387. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/8651387. Acesso em: 7 dez. 2021.