Bullying escolar e os processos de resiliência em-si sob a ótica da teoria histórico-cultural

Palavras-chave: Bullying escolar. Resiliência em-si. Teoria histórico-cultural.

Resumo

Nesta investigação analisou-se o processo de apropriação de objetivações culturais, favorecedoras da resiliência em-si em jovens expostos ao bullying escolar. Assumiu-se como referencial a Teoria Histórico-Cultural que tem como base epistemológica o Materialismo Histórico Dialético. Participaram da pesquisa, 06 jovens de uma escola pública, do interior do estado de São Paulo, Brasil. Entrevistas semiestruturadas foram realizadas, a fim de problematizar fotografias e filmagens. Os resultados apontaram que os participantes vêm se apropriando de algumas objetivações humanas, tais como as atividades e espaços que contemplam o lazer, a música, a literatura e outras manifestações artísticas. Embora tais objetivações os tenham conduzido ao enfrentamento do bullying escolar, por meio da resiliência em-si, desenvolvida na relação dialética entre mecanismos mediadores de risco e proteção, tal enfrentamento é pontual, pois os estudantes continuam centrados no modelo de organização social que produz tal manifestação de violência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Vinicius Francisco, Universidade do Oeste Paulista
Doutor em Educação -  Unesp - Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT/UNESP) -  Presidente Prudente, SP - Brasil. Docente permanente Educação - Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) - Cidade Universitária, Presidente Prudente, SP - Brasil
Renata Maria Coimbra, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
Doutorado em Psicologia escolar e do desenvolvimento humano pela Universidade de São Paulo (USP). Professora do Departamento de Educação e do Programa de Pós-graduação em educação da UNESP / Presidente Prudente

Referências

ALMEIDA, Ana; CAURCEL, María Jesús. Scan-bullying. Braga: Universidade do Minho, 2005.

AVILÉS, José María. Éxito escolar y ciberbullying. Boletín de Psicología, Valencia-ES, n.98, p.73-85, mar. 2010. Disponível em: https://www.uv.es/seoane/boletin/previos/N98-5.pdf. Acesso em: 4 abr. 2017.

BANDEIRA, Claudia de Moraes. Bullying: auto-estima e diferenças de gênero. 2009. 69f. Dissertação (Mestrado em Psicologia). Instituto de Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2009.

BARROCO, Sonia Mari Shima. Arte e psiquismo humano: considerações para a psicologia educacional. In: FACCI, Marilda Gonçalves Dias; TULESKI, Silvana Calvo; BARROCO, Sonia Mari Shima (Org.). Escola de Vigotski: contribuições para a Psicologia e a Educação. Maringá: Eduem, 2009. p. 107-134.

CASTELO, Rodrigo. Supremacia rentista no Brasil neoliberal e a violência como potência econômica. Universidade e Sociedade, Brasília, n. 60, p. 58-71, jul. 2017.

DUARTE, Newton. A individualidade para-si: contribuição a uma teoria histórico-social da formação do indivíduo. 2. ed. Campinas: Autores Associados, 1999.

DUARTE, Newton. Educação escolar, teoria do cotidiano e a escola de Vigotski. 4. ed. Campinas: Autores Associados, 2007.

EDWARDS, Anne; APOSTOLOV, Apostol. A cultural-historical interpretation of resilience: the implications for practice. Critical Social Studies, Basingstoke-UK, v.09, n.01, p.70-84, jan./jun. 2007. Disponível em: https://tidsskrift.dk/outlines/article/view/2087/1851. Acesso em : 7 jan. 2018.

FAILLA, Zoara. Retratos da leitura no Brasil 3. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo - Instituto Pró-Livro, 2012.

FRANCISCO, Marcos Vinicius; COIMBRA, Renata Maria. Análise do bullying escolar sob o enfoque da psicologia histórico-cultural. Estud. psicol. (Natal), Natal, v. 20, n. 3, p. 184-195, set. 2015.

Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413294X2015000300184&lng=en&nrm=iso . Acesso em: 07 jan. 2018.

GANDRA, Lia Mara Malinski; VIOTTO FILHO, Irineu Aliprando Tuim; PONCE, Rosiane de Fátima. A criança e seu processo de desenvolvimento na atualidade: uma visão histórico-cultural. In: VIOTTO FILHO, Irineu Aliprando Tuim; PONCE, Rosiane de Fátima (Org.). Psicologia & Educação: perspectivas críticas para a ação psicopedagógica. Birigui: Boreal Editora, 2012, p.123-135.

GILLEN, Julia et al. A day in the Life: advancing a methodology for the cultural study of development and learning in early childhood. Early Child Development and Care, London-UK, v. 177, n. 2, p. 207-218. 2006.

KOSIK, Karel. Dialética do concreto. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2010.

LEONTIEV, Alexis Nikolaevich. O desenvolvimento do psiquismo. Lisboa: Livros Horizonte, 1978.

LEONTIEV, Alexis Nikolaevich. Actividad, conciencia, personalidad. 2. ed. La Habana: Editorial Pueblo y Educación, 1983.

LISBOA, Carolina; BRAGA, Luiza de Lima; EBERT, Guilherme. O fenômeno bullying ou vitimização entre pares na atualidade: definições, formas de manifestação e possibilidades de intervenção. Contextos Clínicos, São Leopoldo, v. 2, n.1, p. 59-71, jan./jun. 2009. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/cclin/v2n1/v2n1a07.pdf. Acesso: 12 dez. 2017.

MARTINS, Ligia Márcia. Análise sócio-histórica do processo de personalização de professores. 2001. 194f. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília. 2001.

MARTINS, Ligia Márcia. A formação social da personalidade do professor: um enfoque vigotskiano. Campinas: Autores Associados, 2011.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã. 11. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1974.

NASCIMENTO, Alcione Melo Trindade; MENEZES, Jaileila de Araújo. Intimidações na adolescência: expressão da violência entre pares na cultura escolar. Psicologia & Sociedade, Belo Horizonte, v. 25, n. 1, p. 142-151, 2013.

OLIVEIRA, Betty. A dialética do singular-particular-universal. In: ABRANTES, Ângelo Antonio; SILVA, Nilma Renildes; MARTINS, Terezinha Ferreira. Método histórico social na psicologia social. Petrópolis: Vozes, 2005, p. 25-51.

OLWEUS, Dan. Conductas de acoso y amenaza entre escolares. 3. ed. Madrid: Ediciones Morata, 2006.

PASQUALINI, Juliana Campregher; MARTINS, Lígia Márcia. Dialética singular-particular-universal: implicações do método materialista dialético para a psicologia. Psicologia & Sociedade, Belo Horizonte, v. 27, n. 2, p. 362-371, mai./ago. 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/psoc/v27n2/1807-0310-psoc-27-02-00362.pdf. Acesso: 8 jan. 2018.

PAULO NETTO, José. Introdução ao estudo do método de Marx. São Paulo: Expressão Popular, 2011.

PEIXOTO, Elza Margarida de Mendonça et al. Estudo da categoria modo de produção da existência na obra de Marx e Engels e suas implicações para a compreensão da problemática do lazer. Motrivivência, Florianópolis, n. 32/33, p. 352-374, jun./dez. 2009. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia/article/view/2175-8042.2009n32-33p352/14131. Acesso: 14 abr. 2017.

PIRES, Antônio Geraldo Magalhães Gomes. Concepção de corpo: uma questão (des)conhecida. In: VOTRE, Sebastião (Org.). Ensino e avaliação em educação física. São Paulo: IBRASA, 1993, p.51-82.

SANTOS JÚNIOR, Jairo José dos. O conceito de bullying escolar: um contraponto sociológico frente ao discurso hegemônico. 2017. 97f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.

SOUSA, Carolina Silva. Competência educativa: o papel da educação para a resiliência. Revista de Educação Especial, Santa Maria, v. 21, n. 31, p. 09-24, jan./jun. 2008. Disponível em: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=313128949002. Acesso: 07 jan. 2018.

SOUZA, Marianna de Alencar. Marx e a produção do lazer na contemporaneidade. CSOnline – Revista Eletrônica de Ciências Sociais, Juiz de Fora, v. 5, n. 13, p. 106-119, set./dez. 2011. Disponível em: https://csonline.ufjf.emnuvens.com.br/csonline/article/view/1751/1228. Acesso: 14 abr. 2017.

UNGAR, Michael. The negotiating resilience project: protective processes of children in transtition across cultures and contexts. (manual de pesquisa não publicado). 2008.

UNGAR, Michael et al. Unique Pathways to Resilience across Cultures. Adolescence, San Diego-USA, v.42, n.166, p.287-310, jun./ago. 2007.

UNGAR, Michael; LIEBENBERG, Linda. The child and youth resilience measure CYRM – user manual. International Resilience Project: Dalhousie University, Canada, 2008.

VYGOTSKY, Lev Seminovich. Obras escogidas III: problemas del desarrollo de la psique. Madrid: Visor, 1995.

VYGOTSKI, Lev Seminovich. La tragedia de Hamlet & psicología del arte. Madrid: Fundación Infancia y Aprendizaje, 2007.

YUNES, Maria Angela Mattar; SZYMANSKI, Heloísa. Resiliência: noção, conceitos afins e considerações críticas. In: TAVARES, José (Org.). Resiliência e educação. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2001, p.13-42.

Publicado
2019-01-08
Como Citar
Francisco, M. V., & Coimbra, R. M. (2019). Bullying escolar e os processos de resiliência em-si sob a ótica da teoria histórico-cultural. ETD - Educação Temática Digital, 21(1), 145-163. https://doi.org/10.20396/etd.v21i1.8651418