História do currículo do presente

investigando processos alquímicos no ensino de ciências para a educação de jovens e adultos no Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v22i4.8660143

Palavras-chave:

História do Currículo., História do Presente., Alquimia das disciplinas escolares., Educação de Jovens e Adultos.

Resumo

Nesse texto, investigamos os discursos que produzem uma especificidade para os conhecimentos escolares em ciências historicamente endereçados para a Educação de Jovens e Adultos (EJA) no Brasil. Ele é parte das investigações que vimos realizando no Grupo de Estudos em História do Currículo, no âmbito do NEC/UFRJ, com recursos do CNPq, Capes e Faperj. No diálogo com Michel Foucault e historiadores que nos instigam na produção de uma História do Currículo do Presente (Reinhart Koselleck, por exemplo), mobilizamos a noção de alquimia das disciplinas escolares proposta por Thomas Popkewitz para compreender como os conhecimentos escolares em ciências vêm sendo historicamente produzidos para a EJA. Interessa-nos perceber que transformações esses conhecimentos sofrem ao serem atravessados por enunciados que produzem regularidades para essa modalidade. Investigamos: (i) documentos oficiais voltados para a modalidade de ensino no país; (ii) uma coleção didática disponibilizada pelo Ministério da Educação. Na análise, enunciados relativos a uma educação de pessoas jovens e adultas voltada para a emancipação, a formação cidadã e o trabalho, assim como aqueles voltados para as experiências de vida desses estudantes, emergem como reguladores da produção curricular aqui investigada. É nesse contexto discursivo que se produzem conhecimentos escolares em ciências que participam da produção de estudantes enunciados como trabalhadores oprimidos e que necessitam de um professor (e um ensino) que os emancipe. Em tal movimento, as contingências e complexidades da vida cotidiana vão sendo reorganizadas como objetos da lógica escolar, passando a constituir, alquimicamente, os conhecimentos escolares em ciências.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana Marsico, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutorado em Educação - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professora da Faculdade de Educação  - Universidade Federal do Rio de Janeiro. 

 

Marcia Serra Ferreira, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutorado em Educação - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Estágio de Pesquisa Sênior na Universidade Estadual de Campinas, SP e na University of Wisconsin - Madison, EUA. Professora Associada na Faculdade de Educação - Universidade Federal do Rio de Janeiro. RJ. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2: Cientista do Nosso Estado (CNE-FAPERJ).

 

 

Referências

BÁRCENA, Fernando. ¿Una puerta cerrada? Sobre la educación y la corrupción pedagógica de la juventud. Revista Brasileira de Educação, v.19, n.57, p.441-443, abr./jun. 2014.

FERREIRA, Marcia Serra; MARSICO, Juliana. Historicizar os currículos em tempos recentes: regulações e efeitos no ensino e na formação de professores em Ciências e Biologia. In: FERREIRA, Marcia Serra; CHAVES, Silvia Nogueira; AMORIM, Antonio Carlos Rodrigues de; GASTAL, Maria Luiza de Araújo; BASTOS, Sandra Nazaré Dias (Org.). Vidas que ensinam o ensino da vida. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2020, p.165-179.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. 3.ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2003.

FOUCAULT, Michel. Ditos e Escritos (Volume II). Arqueologia das Ciências e História dos Sistemas de Pensamento. MOTTA, Manoel Barros da (Org.). Tradução de Elisa Monteiro. 3.ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2013.

FOUCAULT, Michel. A arqueologia do saber. 7.ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2010.

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso. 19.ed. São Paulo: Loyola. 2009.

KOSELLECK, Reinhart. Futuro passado: contribuição à semântica dos tempos históricos. Rio de Janeiro: Contraponto, 2006.

KOSELLECK, Reinhart. Estratos do tempo. Estudos sobre História. 2.ed. Rio de Janeiro: Contraponto, 2014.

MARSICO, Juliana. Formação de professores e a constituição de subjetividades: uma abordagem discursiva do currículo na educação de jovens e adultos.2018. Tese (doutorado em Educação) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: UFRJ, 2018.

MARSICO, Juliana; SANTOS, André Vitor Fernandes dos; FERREIRA, Marcia Serra. Curriculum History at/of present time: creating Sciences and Biology teachers for the education of young adults and adults in Brazil. In: Proceedings of ISCHE 38 – International Standing Conference for the History of Education. Chicago: ISCHE, 2016a.

MARSICO, Juliana; SANTOS, André Vitor Fernandes dos; FERREIRA, Marcia Serra. Produzindo professores e estudantes para os currículos de Ciências na Educação de Jovens e Adultos no Brasil: investigando discursos acadêmicos na/da formação de professores. In: COLÓQUIO SOBRE QUESTÕES CURRICULARES, 12., 2016; COLÓQUIO LUSO-BRASILEIRO DE CURRÍCULO, 8., 2016; COLÓQUIO LUSO-AFRO-BRASILEIRO DE QUESTÕES CURRICULARES, 2., 2016. Anais... Recife: ANPAE, 2016b, p. 507-515.

MARSICO, Juliana; SANTOS, André Vitor Fernandes dos; FERREIRA, Marcia Serra. Teaching subjectivation processes in Biology teacher training courses in Brazil: historicizing who we should be (or not) through pedagogical discourses. In: INTERNATIONAL STANDING CONFERENCE FOR THE HISTORY OF EDUCATION – ISCHE, 39., 2017. Proceedings of… Buenos Aires: ISCHE, 2017.

MARSICO, Juliana; FERREIRA, Marcia Serra. Produzindo currículos e professores de Ciências na EJA: entre normalizações e deslocamentos. Teias, Rio de Janeiro, v.19, p. 161-175, 2018.

POPKEWITZ, Thomas. Lutando em defesa da alma: a política do ensino e a construção do professor. Porto Alegre: Artmed, 2001.

POPKEWITZ, Thomas. El cosmopolitismo y la era de la reforma escolar: la ciencia, la educación y la construcción de la sociedad mediante la construcción de la infancia. Madrid: Ediciones Morata. 2009.

POPKEWITZ, Thomas. The limits of teacher education reforms: school subjects, alchemies, and an alternative possibility. Journal of Teacher Education, v.61, n.5, p. 413-421, nov. 2010.

POPKEWITZ, Thomas. Cosmopolitismo, o cidadão e os processos de abjeção: os duplos gestos da pedagogia. Cadernos de Educação, Pelotas, n.38, p. 361-391, jan./abr. 2011.

POPKEWITZ, Thomas. Social epistemology, the reason of “reason” and the curriculum studies. Education Policy Analysis Archives, v.22, n.22, p. 1-23, 2014.

POPKEWITZ, Thomas. Educational planning, sciences, and the conservation of the present as the problem of change: should we take seriously the cautions of Foucault and Rancière? European Journal of Curriculum Studies, v.2, n.1, p. 191-205. 2015.

RANCIÈRE, Jacques. O mestre ignorante: cinco lições sobre a emancipação intelectual. 3.ed. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2015.

VERMEREN, Patrice; CORNU, Laurence; BENVENUTO, Andrea. Atualidade de “O mestre ignorante”’ Educação e Sociedade, Campinas, v.24, n.82, p.185-202, abril 2003.

Downloads

Publicado

2020-11-09

Como Citar

MARSICO, J.; FERREIRA, M. S. História do currículo do presente: investigando processos alquímicos no ensino de ciências para a educação de jovens e adultos no Brasil. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 22, n. 4, p. 837–855, 2020. DOI: 10.20396/etd.v22i4.8660143. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/8660143. Acesso em: 3 dez. 2021.