Educação intercultural crítica e suas potencialidades para outra gestão escolar

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v23i3.8664215

Palavras-chave:

Gestão escolar, Educação intercultural crítica, Escola pública

Resumo

No intento de contribuir para a transformação intercultural da gestão escolar, este trabalho tem como objetivo compreender como gestores escolares de três escolas públicas situadas no município de Chapecó/SC concebem, narram e se posicionam frente a problemáticas decorrentes da relação entre os(as) diferentes no cotidiano escolar. Assumindo uma abordagem qualitativa, metodologicamente fez uso de entrevistas semiestruturadas com gestores, orientadores e professores das escolas estudadas. Inicialmente, o trabalho conceitua educação intercultural crítica para destacar suas potencialidades para outra gestão escolar. No segundo tópico, propõe alguns princípios para uma gestão intercultural da escola. Por fim, analisa os dados coletados a partir dos referidos princípios. Os resultados indicam que a educação intercultural crítica se apresenta como uma possibilidade para a gestão da diversidade em instituições complexas e diversas como a escola pública. Apontam a necessidade de uma política pública que estimule o reconhecimento dos diferentes, problematize relações desiguais de poder e criem condições efetivas para o exercício do diálogo. Conclui que existem muitas ações e intenções positivas em curso nas escolas estudadas, porém insuficientes para superar uma cultura escolar assentada nos paradigmas da exclusão, padronização e monoculturalidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Zenaide Borre Kunrath, Centro Universitário Leonardo da Vinci

Mestre em Educação pela Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó). Docente do Centro Universitário Leonardo da Vinci (Uniasselvi).

Elcio Cecchetti, Universidade Comunitária da Região de Chapecó

Doutor em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Docente do Mestrado em Educação da Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó)

Referências

BERNARTT, Maria de Lourdes, et al. Movimento migratório no sul do Brasil: o caso dos haitianos no oeste catarinense. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL DOBRE DESENVOLVIMENTO REGIONAL: globalização em tempos de regionalização - repercussões no território, 7., 2015. Anais [...] Santa Cruz do Sul: UNISC, 2015, p. 1-23.

CANDAU, Vera Maria Ferrão. Sociedade, cotidiano escolar e cultura(s): uma aproximação. Revista Educação & Sociedade, n. 79, ago./2002.

CANDAU, Vera Maria Ferrão. Diferenças culturais, interculturalidade e educação em direitos humanos. Educ. Soc. v. 33, n. 118, p. 235-250, jan./mar. 2012.

CANDAU, Vera Maria Ferrão. Educação intercultural na América Latina: entre concepções, tensões e propostas. Rio de Janeiro: 7letras, 2009.

CANDAU, Vera Maria Ferrão. Cotidiano escolar e práticas interculturais. Cadernos de pesquisa, v. 46, n. 161, p. 802-820, jul./set. 2016.

CECCHETTI, Elcio; OLIVEIRA, Lilian Blanck de. Diversidade religiosa e direitos humanos: conhecer, respeitar e conviver. RIDH, n. 4, p. 181-197, jun. 2015.

CECCHETTI, Elcio; POZZER, Adecir; TEDESCO, Anderson Luiz. Formação docente intercultural e colonialidade do saber. Revista del CISEN Tramas/Maepova, v.8, n.1, p. 187-200, 2020.

CORTESÃO, Luiza. O arco-íris e o fio da navalha: problemas da educação face às culturas - um olhar crítico. Grifos, n. 15, p. 89-103, 2004.

CURY, Carlos Roberto Jamil. A gestão democrática na escola e o direito à educação. RBPAE, v. 23, n. 3, p. 483-495, set./dez. 2007.

FLEURI, Reinaldo Matias. Educação intercultural: medições necessárias. Rio de Janeiro: DP&A, 2003.

FLEURI, Reinaldo Matias. Intercultura e educação. Educação, Sociedade & Culturas, n. 23, p. 91-124, 2005.

FORNET-BETANCOURT, Raúl. O intercultural: o problema de sua definição. In: CECCHETTI, E.; PIOVEZANA, L. Interculturalidade e educação: saberes, práticas e desafios. Blumenau: Edifurb, 2015. p. 25-30.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 69. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2019.

KOCH, Simone Riske. Discurso e ensino religioso: um olhar a partir da diferença. 2007. 116 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Mestrado em Educação. Universidade Regional de Blumenau, Blumenau, 2007. Disponível em: https://bu.furb.br//docs/TE/2007/318007_1_1.pdf. Acesso em: 26 jan. 2021.

MOTA NETO, J. C. da. Por uma pedagogia decolonial na América Latina: convergências entre a educação popular e a investigação-ação participativa. Arquivos Analíticos de Políticas Educativas, v. 26, n. 84, p. 1-18, 2018.

POZZER, Adecir. A formação de professores em e para direitos humanos na perspectiva filosófica de Emmanuel Levinas. Dissertação. (Mestrado em Educação). Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 2013.

SACRISTÁN, J. Gimeno. Currículo e diversidade cultural. In: SILVA, Tomaz Tadeu da; MOREIRA, Antônio Flávio (Org.). Territórios contestados: o currículo e os novos mapas políticos e culturais. Rio de Janeiro, Vozes, 1995, p. 84-113.

SALAS ASTRAIN, Ricardo. Ética Intercultural. Ensayos de una ética discursiva para contextos culturales conflictivos. (Re)Relecturas del pensamiento latinoamericano. Santiago de Chile: Ediciones UCSH, 2003.

SANTA CATARINA. Decreto nº 194, de 31 de julho de 2019. Dispõem sobre a gestão escolar da educação básica e profissional da Rede Estadual de Ensino. Florianópolis: SED, 2019.

SILVA, T. T. da. Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. 15. ed. Petrópolis: Vozes, 2014.

SOUSA SANTOS, Boaventura de. A construção multicultural da igualdade e da diferença. Coimbra: Centro de Estudos Sociais. Oficina do CES n. 135, jan. 1999.

WALSH, Catherine. Interculturalidad crítica y educación intercultural. In: VIAÑA, Jorge; TAPIA, Luis; WALSH, Catherine. Construyendo interculturalidad crítica. La Paz: Instituto Internacional de Integración del Convenio Andrés Bello, 2010. p. 75-96.

WALSH, Catherine, OLIVEIRA, Luiz Fernandez; CANDAU, V. M. Colonialidade e pedagogia decolonial: para pensar uma educação outra. Arquivos Analíticos de Políticas educativas, v. 26, v. 83, p. 1-11, 2018.

Downloads

Publicado

2021-08-12

Como Citar

KUNRATH, Z. B. .; CECCHETTI, E. Educação intercultural crítica e suas potencialidades para outra gestão escolar. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 23, n. 3, p. 658–676, 2021. DOI: 10.20396/etd.v23i3.8664215. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/8664215. Acesso em: 28 out. 2021.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)