Banner Portal
Os desafios do uso da tecnologia digital na educação em tempos de pandemia
PDF

Palavras-chave

Educação superior
Exclusão digital
Tecnologia digital

Como Citar

PEREIRA, Ana Carolina Reis. Os desafios do uso da tecnologia digital na educação em tempos de pandemia. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 24, n. 1, p. 187–205, 2022. DOI: 10.20396/etd.v24i1.8665777. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/8665777. Acesso em: 13 jul. 2024.

Resumo

Com as medidas de prevenção adotadas em decorrência da Covid-19, os sistemas educativos viram-se frente à uma reestruturação que envolveu a incorporação súbita das tecnologias digitais para o desenvolvimento do processo ensino-aprendizagem realizadas exclusivamente de forma virtual. Assim, o artigo teve por objetivo relatar as experiências pedagógicas de uma professora, adaptadas para o ensino remoto, síncrono e assíncrono, no período de julho de 2020 a maio de 2021, em duas instituições de ensino superior, localizadas no estado da Bahia. Trata-se de um estudo exploratório, qualitativo, do tipo Relato de Experiência, elaborado através da observação participante, cujas análises assumiram a forma de um balanço das atividades realizadas por meio das tecnologias digitais, tais como o Blackboard, Google Meet, Google Classroom, Socrative, Kahoot, Mentimeter e o Padlet. Autores como Lévy (2005), Virilio (1997), Ortiz (2007), e Trindade e Moreira (2017), ajudaram-nos a problematizar a situação relativa ao acesso às tecnologias da informação e da comunicação e ao ensino remoto entre nós. Foi possível identificar potencialidades e desafios no uso dessas ferramentas tecnológicas, tais como o desenvolvimento da autonomia, do protagonismo e do engajamento dos estudantes; a necessidade de formação dos(as) professores(as) para o uso pedagógico das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC), e de políticas públicas que transformem a aquisição de equipamentos e o acesso à internet em direito, para que milhares não sejam excluídos do processo educativo, colaborando para aprofundar ainda mais as desigualdades educacionais e sociais no Brasil contemporâneo.

 

https://doi.org/10.20396/etd.v24i1.8665777
PDF

Referências

BARBERIA, Lorena G.; CANTARELLI, Luiz G. R.; SCHMALZ, Pedro Henrique De Santana. Uma avaliação dos programas de educação pública remota dos estados e capitais brasileiros durante a pandemia do COVID-19. São Paulo, FGV / EESP: 2020. Disponível em: http://fgvclear.org/site/wp-content/uploads/remote-learning-in-the-covid-19-pandemic-v-1-0-portuguese-diagramado-1.pdf. Acesso em: mar. 2021.

GIL, Antônio Carlos. Como Elaborar Projetos de Pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GROLLMUS, Nicolás Schöngut; TARRÉS, Joan Pujol. Relatos metodológicos: difractando experiencias narrativas de investigación. Fórum Qualitative Social Research, v. 16, n. 2, 2015. Disponível em: https://www.qualitative-research.net/index.php/fqs/article/download/2207/3810. Acesso em: maio 2018.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua - Tecnologia da Informação e Comunicação (PNAD / TIC). Brasília: 2018. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/estatisticas/multidominio/condicoes-de-vida-desigualdade-e-pobreza/17270-pnad-continua.html?=&t=o-que-e. Acesso em: mar. 2019.

LARROYO, Francisco. História geral da pedagogia. São Paulo: Mestre Jou, 1970, v. 2.

LAVILLE, Christian; DIONNE, Jean. A construção do saber: Manual de metodologia da pesquisa em ciências humanas. Belo Horizonte: Editora UFMG; Porto Alegre: ARTMED, 1999.

LÉVY, Pierre. O que é o virtual? 7ª reimp. São Paulo: Editora 34.

MONTGOMERY, Kathryn C. Generation digital: politics, commerce, and childhood in the age of the internet. Cambridge: MIT Press, 2007.

ORTIZ, Renato. Mundialização e cultura. São Paulo: Brasiliense, 2007.

PRENSKY, Marc. Digital natives, digital immigrants. On the Horizon, v. 9, n. 5, 2001. p. 1-6. Disponível em: https://www.marcprensky.com/writing/Prensky%20-%20Digital%20Natives,%20Digital%20Immigrants%20-%20Part1.pdf. Acesso em: jun. 2021.

RICHARDSON, Roberto Jarry. Pesquisa social: Métodos e Técnicas. São Paulo: Atlas, 1985.

ROSEN, Larry D. Welcome to the iGeneration! Education Digest: Essential Readings Condensed for Quick Review, v. 75, n. 8, p. 8-12, 2010. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/234721196_Welcome_to_the_iGeneration. Acesso em: jun, 2021.

SILVA, Edna Alves Pereira da; ALVES, Doralice Leite Ribeiro; FERNANDES, Marinalva Nunes. O papel do professor e o uso das tecnologias educacionais em tempos de pandemia. Revista Cenas Educacionais, Caetité, v.4, n.10740, p.1-17, 2021.

SCHNEIDER, Henrique Nou. A Educação na era do conhecimento. In: SCHNEIDER, H. N. (Org.). Informática e Educação. Aracaju: SESI, 2011. p.31-60.

TRINDADE, Sara Dias; MOREIRA, J. António. A Emergência do Mobile Learning e os Novos Desafios Formativos para a Docência em Rede. In TORRES, Patrícia Lupion (Org.). Redes e mídias sociais. Curitiba: APPRIS Editora, 2017. 41-57 p.

TRIVINHO, Eugênio. Introdução à dromocracia cibercultural: contextualização sociodromológica da violência invisível da técnica e da civilização mediática avançada. Revista FAMECOS, Porto Alegre, v. 12, n. 28, p. 63-78, 2005. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistafamecos/article/view/3338/2595. Acesso em: jan. 2020.

VIRILIO, Paul. Velocidade e Política. São Paulo: Estação da Liberdade, 1996.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 ETD - Educação Temática Digital

Downloads

Não há dados estatísticos.