Ensino superior público e as novas políticas de expansão e de inclusão: o Programa UNIVESP

Autores

  • Carlos Vogt Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v10i2.974

Palavras-chave:

Educação superior. Educação a distância. Tecnologias de informação e comunicação. Ensino presencial. UNIVESP.

Resumo

No Brasil, a importância da educação superior como forma de produção de conhecimento e de profissionalização tem se intensificado. Tendo consolidado o funcionamento desse sistema, as políticas do Estado de São Paulo voltadas para a área de ensino superior tem investido em programas de expansão do ensino superior para ampliar o número de vagas oferecidas e de ampliar sua distribuição geográfica. Diante dos limites físicos de expansão do ensino superior público paulista emerge a proposta do ensino virtual - uma concepção de educação que ultrapassa os limites geográficos – por meio do programa Universidade Virtual do Estado de São Paulo – UNIVESP. O programa, como abordado no presente artigo, amplia o número de vagas nas três universidades públicas paulistas – USP, UNICAMP E UNESP – utilizando metodologia inovadora, que associa o uso intensivo das tecnologias de informação e comunicação às práticas tradicionais do ensino presencial, o que permite uma grande qualidade na formação dos alunos. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Vogt, Universidade Estadual de Campinas

Secretário de Ensino Superior do Estado de São Paulo.

Referências

BARBOSA FILHO, A.; CASTRO, C. A convergência digital analisada sob o prisma da nova ordem tecnológica. In: CONGRESSO DA COMPÔS. 2006, Bauru. Anais eletrônicos… Bauru: UNESP, 2006. Disponível em: http://www.faac.unesp.br/. Acesso em: fev.2009.

BARBOSA FILHO, A.; CASTRO, C.; TOME, T. Mídias digitais, convergência tecnológica e inclusão social. São Paulo, SP: Paulinas, 2005.

CASTRO, C. EAD e TV Digital – a co-autoria na aprendizagem. In: XXXI CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO – INTERCOM – SOCIEDADE BRASILEIRA DE ESTUDOS INTERDISCIPLINARES DA COMUNICAÇÃO. Natal, 2008. Anais eletrônicos... Natal: Intercom: 2008. Disponível em: http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2008/resumos/R3-0507-1.pdf. Acesso em: fev.2009.

DIAZ BORDENAVE, J. Televisão Digital e Inclusão Social – uma proposta de democratização para as novas tecnologias de comunicação. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE POLÍTICAS PÚBLICAS DA ASSOCIACIÓN LATINOAMERICANA DE COMUNICACIÓN (ALAIC). Anais... São Paulo, SP: USP, 2005.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS – UNESCO. Las Tecnologías de la Información y la Comunicación en la Formación Docente- guía de planificación. Paris: Francia, 2004.

SCHAEFFER, Olmiro Cristiano Lara. Premissas para apropriação da TV digital interativa em processos educativos. In: XXXI CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO – INTERCOM – SOCIEDADE BRASILEIRA DE ESTUDOS INTERDISCIPLINARES DA COMUNICAÇÃO. Natal, 2008. Anais eletrônicos... Natal: Intercom, 2008. Disponível em: http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2008/resumos/R3-2191-1.pdf. Acesso em: fev.2009.

VOGT, C. O conhecimento, as universidades e seus desafios. In: MORHY, L. (Org.). Universidade em questão. Brasília: UnB, 2004. p. 83-97.

WOLF, A. Does Education Matter? Myths About Education and Economic. Growth: Penguin business, 2002.

Downloads

Publicado

2009-10-07

Como Citar

VOGT, C. Ensino superior público e as novas políticas de expansão e de inclusão: o Programa UNIVESP. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 10, n. 2, p. 1–15, 2009. DOI: 10.20396/etd.v10i2.974. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/974. Acesso em: 19 abr. 2021.