Uma missão de estudos ao Uruguai: o debate estabelecido nos jornais Correio do Povo e A Federação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v18i3.8651939

Palavras-chave:

Missão de estudos. A Federação. Correio do Povo. Rio Grande do Sul. Uruguai.

Resumo

O objetivo deste artigo é investigar a Missão de Estudos enviada ao Uruguai no ano de 1913, sob a perspectiva dos discursos produzidos nos jornais A Federação, órgão oficial do governo e favorável a missão, e o Correio do Povo, periódico independente e contrário a esse ato das autoridades. Os dois periódicos estabeleceram um intenso debate em suas páginas sobre as vantagens ou não do envio de um grupo de professores ao Uruguai. Para tanto, foram realizadas pesquisas nas edições do ano de 1913 de ambos os jornais. Ao todo foram localizadas 43 reportagens, sendo 29 em A Federação e 14 no Correio do Povo. As análises permitiram evidenciar um conjunto de oito elementos que justificaram a escolha: (i) o grau de adiantamento da instrução pública do Rio Grande do Sul; (ii) a distinção do Uruguai, (iii) o caráter internacional, (iv) a localização geográfica do Uruguai, (v) a língua utilizada, (vi) o baixo custo financeiro da missão, (vii) as relações culturais, políticas e econômicas estabelecidas entre o Rio Grande do Sul e o Uruguai e (viii) a vigência de um modelo político partidário, tanto no Rio Grande do Sul como no Uruguai, estruturado no positivismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Caroline Braga Michel, Universidade Federal de Pelotas

Doutorado em Educação pela Universidade Federal de Pelotas (UFPEL). Pós-doutorado no Grupo de Pesquisa História da Alfabetização, Leitura, Escrita e dos Livros Escolares (HISALES), na Universidade Federal de Pelotas (UFPEL).

Eduardo Arriada, Universidade Federal de Pelotas

Doutorado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-Porto Alegre). Professor Associado da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL).

Referências

A FEDERAÇÃO. Porto Alegre. 1913. Diário. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=388653. Acesso em: 10 dez. 2016.

ALVES, F. N. Imprensa. In: BOEIRA, N.; GOLIN, T. (Org.). Império. Coleção história geral do Rio Grande do Sul. Passo Fundo: Méritos, 2006. p. 351-372. 2 v.

BARBOSA, S. F. Velhos objetos, novas abordagens: o jornal como fonte para a história cultural. In: CURY, C. E.; MARIANO, S. C. (Org.). Múltiplas visões: cultura histórica no oitocentos. João Pessoa: Ed. da UFPB, 2009. p. 87-100. Disponível em: http://www.carlamaryoliveira.pro.br/gheno/PDF/2009_Multiplas_Visoes.pdf. Acesso em: 05 jan. 2016

BASTOS, M. H. C.; TAMBARA, E. A escola nova no Rio Grande do Sul: eventos e atores em cena. In: MIGUEL, M. E.; VIDAL, D. G.; ARAUJO, J. C. S. (Org.). Reformas educacionais. As manifestações da Escola Nova no Brasil (1920 a 1946). Uberlândia, MG: EDUFU, 2011. p. 352-370. (Coleção Memória da Educação).

BEISER, A. C. P. Educação e educadores em Porto Alegre: um estudo de caso. 1997. 111 f. Dissertação (Mestrado em História) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 1997.

BOSI, A. Dialética da colonização. 3. ed. São Paulo: Companhia das letras, 1996.

BRALICH, J. Breve historia de la educación en el Uruguay. Montevideo: Ciep Ediciones del Nuevo Mundo, 1987.

CAETANO, G. La República Batllista. Montevideo: Ediciones de La Banda Oriental, 2011. Tomo I.

CARVALHO, M. M. C. D. Reformas da Instrução Pública. In: LOPES, E. M. T.; FARIA FILHO, L. M. D.; VEIGA, C. G. (Org.). 500 anos de educação no Brasil. 5. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2015. p. 225-252.

CHARAUDEAU, P. Discurso das mídias. São Paulo: Contexto, 2006.

CORREIO DO POVO. Porto Alegre. 1913. Diário.

CORSETTI, B. Controle e ufanismo: a escola pública no Rio Grande do Sul (1889-1930). 1998. 537 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 1998.

CORSETTI, B. O positivismo como base do pensamento educacional no Rio Grande do Sul (1889/1930). In: ANPED SUL, 5., 2004, Paraná. Anais… Paraná: PUC, 2004. p. 1-14.

COSTA, W. P. Viagens e peregrinações: a trajetória de intelectuais de dois mundos. In: BASTOS, E.; RIDENTI, M.; ROLLAND, D. (Org.). Intelectuais: sociedade e política, Brasil-França. São Paulo: Cortez, 2003. p. 57-84.

DILLENBURG, S. R. Quatro publicações marcantes no jornalismo rio-grandense. Nova Petrópolis: Amstad, [19--].

DUARTE, L. A. F. Imprensa e poder no Brasil 1901-1915: estudo da construção do personagem Pinheiro Machado pelos jornais Correio da Manha (RJ) e A Federação (RS). 2007. 195 f. Tese (Doutorado em Comunicação e Informação) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2007.

ESPIG, M. J. Notícias de uma guerra centenária: uma pesquisa sobre o jornal A Federação (1912-1916). In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE HISTÓRIA REGIONAL, 2., 2013, Passo Fundo. Anais... Passo Fundo: UPF, 2013. p. 1-15.

FARIA FILHO, L. M. O jornal e outras fontes para a história da educação mineira no século XIX. In: ARAÚJO, J. C. S.; GATTI, D. J. (Org.). Novos temas em história da educação brasileira: instituições escolares e educação na imprensa. Campinas: Autores Associados, 2002. p. 133-150.

FRANCO, S. C. Dicionário político do Rio Grande do Sul (1821-1937). Porto Alegre: Suliani Letra & Vida, 2010.

GIOLO, J. Estado, igreja e educação no RS da Primeira República. 1997. 427 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade de São Paulo. São Paulo, 1997.

GONÇALVES, D. P. A instrução pública, a educação da mulher e a formação de professores nos jornais partidários de Porto Alegre/RS (1869-1937). 2013. 307 f. Tese (Doutorado em História) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2013.

GREISSING, C. Conflictos y tensiones en el debate por la educación durante el Centenario (1910-1934). In: CAETANO, G. (Org.). Los uruguayos del Centenario: nación, ciudadanía, religión y educación (1910-1930). Montevideo: Ediciones de la Banda Oriental, 2000.

LEAL, S.; DILLENBURG, R. Correio do Povo. Verbete. [19--]. Disponível em: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/dicionarios/verbete-tematico/correio-do-povo. Acesso em: 25 maio 2016.

LOPES, E. M.; GALVÃO, A. M. O. História da educação. Rio de Janeiro: DP&A, 2001.

LUCA, T. R. História dos, nos e por meio dos periódicos. In: PINSKY, C. B. (Org.). Fontes históricas. São Paulo: Contexto, 2005. p. 111-153.

MICHEL, C. B. Missão de estudos ao Uruguai: mudanças no sistema de ensino do Rio Grande do Sul (1913-1927). 2017. 283 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Pelotas. Pelotas, 2017.

MIGNOT, A. C. V.; GONDRA, J. G. Viagens pedagógicas. São Paulo: Cortez, 2007.

MONARCHA, C. Notícia documental e bibliográfica sobre as "missões de professores paulistas". In: COSTA, J.; MELO, J. J. P.; FABIANO, L. H. (Org.). Fontes e métodos em história da educação. Dourados: Ed. da UFGD, 2010. p. 243-266.

NÓVOA, A.; SCHRIEWER, J. A difusão mundial da escola - alunos, professores, currículo, pedagogia. Lisboa: Ed. da EDUCA, 2000.

OSÓRIO, J. L. Os partidos políticos do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Livraria Globo, 1930.

PACHECO, R. A. Conservadorismo na tradição liberal. In: BOEIRA, N.; GOLIN, T. (Org.). Império. Passo Fundo: Méritos, 2006. p. 139-155. (Coleção história geral do Rio Grande do Sul, v. 2).

PALOMEQUE, A. L. Historia de la educación uruguaya: la educación uruguaya 1886-1930. Montevidéu: Ediciones de La Plaza, 2012. (Colección Ensayos). Tomo 3.

RIO GRANDE DO SUL (Estado). Relatório de Viagem, anexo ao Relatório apresentado ao Sr. Dr. A. A. Borges de Medeiros. Presidente do Estado do Rio Grande do Sul. Pelo Dr. Protásio Antonio Alves. Secretário de Estado dos Negócios do Interior e Exterior, 1914.

SILVA, J. M. Breve histórico da imprensa sul-rio-grandense. Porto alegre: Corag, 1986.

SOUZA, M. A. A cultura política do “batllismo” no Uruguai (1903-1958). São Paulo: Annablume; FASPESP, 2003.

SOUZA, R. F. O "bandeirismo paulista no ensino" e a modernização da escola primária no Brasil: entre a memória e a história. Revista de Educação Pública, Cuiabá, v. 20, jan./abr. p. 123-143. 2011.

SOUZA, R. F. Templos de civilização: a implantação da escola primária graduada no estado de São Paulo. São Paulo: Ed. da UNESP, 1998.

TAMBARA, E. Positivismo e educação: a educação no Rio Grande do Sul sob o castilhismo. Pelotas: Ed. da UFPel, 1995.

ZICMAN, R. B. História através da imprensa – algumas considerações metodológicas. São Paulo: Projeto História, 1985.

Downloads

Publicado

2018-09-28

Como Citar

MICHEL, C. B.; ARRIADA, E. Uma missão de estudos ao Uruguai: o debate estabelecido nos jornais Correio do Povo e A Federação. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 18, n. 3, p. 630–653, 2018. DOI: 10.20396/rho.v18i3.8651939. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8651939. Acesso em: 19 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos