Banner Portal
Concepção teórico-metodológica dialética
PDF

Palavras-chave

Método dialético
Educação popular
Movimento educativo

Como Citar

FERRONATO, Cristiano de Jesus; DANTAS JUNIOR, Hamilcar Silveira; FIGUERÊDO, Acácio Nascimento. Concepção teórico-metodológica dialética: uma incursão aos movimentos de educação popular. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 20, p. e020012, 2020. DOI: 10.20396/rho.v20i0.8653538. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8653538. Acesso em: 24 maio. 2024.

Resumo

O artigo propõe analisar a concepção Dialética e sua incursão nos estudos dos movimentos de educação popular no período de 1958 a 1964. Como procedimento metodológico utilizamos a pesquisa bibliográfica, através da revisão de literatura da área, seja em livros, periódicos, dissertação de mestrado ou tese de doutorado que versam sobre o objeto de estudo. No primeiro item Concepção teórico-metodológica dialética, procuramos esboçar a concepção dialética, baseada numa breve revisão de literatura de tradição marxista. No segundo item A incursão da dialética nos movimentos de educação popular no Brasil, analisamos a incursão da concepção dialética nas pesquisas dos movimentos de educação e cultura popular Brasil no período de 1958 a 1965.

https://doi.org/10.20396/rho.v20i0.8653538
PDF

Referências

BEISIEGEL, C. de R. Política e educação popular: a teoria e a prática de Paulo Freire no Brasil. Brasilia: Liber Livros, 2008.

BENEVIDES, L. S. Abram-se as cortinas: a história da formação teatral em Aracaju, Sergipe (1960-2000). 2015. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Sergipe, São Cristovão, 2015.

COSTA, F. X. P. da.; FIGUEREDO, A. N. Alfabetização de jovens e adultos: uma problemática atual da educação popular. João Pessoa, PB: IMPREL, 2014.

GRAMSCI, A. Concepção dialética da história. Tradução de Nelson Coutinho. 10. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1995.

HURTADO, C. N. Contribuições para o debate latino-americano sobre a vigência e a projeção da educação popular. In: PONTUAL, P.; IRELAND, T. (org.). Educação Popular na América Latina: diálogo e perspectivas. Brasília: Ministério da Educação: UNESCO, 2006.

JARA, O. O desafio de teorizar sobre a prática para transformá-la. In: GADOTTI, M.; TORRES, C. A. (org.). Educação popular: utopia Latino Americana. São Paulo: Cortez: Editora da Universidade de São Paulo, 1994.

KOSIK, K. Dialética do concreto. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.

MANACORDA, M.A. História da educação: da antiguidade aos nossos dias. 25. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

MARX, K. O capital. Tradução de Reginaldo Sant’Anna. 17. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1999. (Critica da Economia Política: livro 1 / Karl Marx).

PAIVA, V. História da educação popular no Brasil. Educação popular e educação de adultos. São Paulo: Edições Loyola, 2015. (Instituto Brasileiro de Desenvolvimento - IBRADES. Temas Brasileiros II).

PINHEIRO, M. C. de. O. Dos Comitês Populares Democráticos (1945-1947) aos Movimentos de Educação e Cultura Popular (1958-1964): uma história comparada. 2014. Tese (Doutorado) – Programa em História Comparada, Instituto de História, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2014.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica. Primeiras aproximações. 8. ed. rev. e ampl. Campinas, SP: Autores Associados, 2003. (Coleção Educação Contemporânea).

SICHIROLLO, L. Dialéctica. Tradução de Lemos de Azevedo. Lisboa: Presença, 1973.

WANDERLEY, L. E. W. Educar para transformar: educação popular, igreja católica e política no movimento de educação de base. Petrópolis, RJ: Vozes, 1984.

Revista HISTEDBR On-line utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.