Concepção teórico-metodológica dialética

uma incursão aos movimentos de educação popular

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v20i0.8653538

Palavras-chave:

Método dialético, Educação popular, Movimento educativo

Resumo

O artigo propõe analisar a concepção Dialética e sua incursão nos estudos dos movimentos de educação popular no período de 1958 a 1964. Como procedimento metodológico utilizamos a pesquisa bibliográfica, através da revisão de literatura da área, seja em livros, periódicos, dissertação de mestrado ou tese de doutorado que versam sobre o objeto de estudo. No primeiro item Concepção teórico-metodológica dialética, procuramos esboçar a concepção dialética, baseada numa breve revisão de literatura de tradição marxista. No segundo item A incursão da dialética nos movimentos de educação popular no Brasil, analisamos a incursão da concepção dialética nas pesquisas dos movimentos de educação e cultura popular Brasil no período de 1958 a 1965.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristiano de Jesus Ferronato, Universidade Tiradentes

Doutorado em Educação pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Professor da Universidade Tiradentes (UNIT).

Hamilcar Silveira Dantas Junior, Universidade Federal de Sergipe

Doutorado em Educação pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Professor da Universidade Federal de Sergipe (UFS).

Acácio Nascimento Figuerêdo, Instituto Federal de Sergipe

Mestrado em Educação pela Universidade Federal de Sergipe (UFS). Professor do Instituto Federal de Sergipe (IFS). 

Referências

BEISIEGEL, C. de R. Política e educação popular: a teoria e a prática de Paulo Freire no Brasil. Brasilia: Liber Livros, 2008.

BENEVIDES, L. S. Abram-se as cortinas: a história da formação teatral em Aracaju, Sergipe (1960-2000). 2015. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Sergipe, São Cristovão, 2015.

COSTA, F. X. P. da.; FIGUEREDO, A. N. Alfabetização de jovens e adultos: uma problemática atual da educação popular. João Pessoa, PB: IMPREL, 2014.

GRAMSCI, A. Concepção dialética da história. Tradução de Nelson Coutinho. 10. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1995.

HURTADO, C. N. Contribuições para o debate latino-americano sobre a vigência e a projeção da educação popular. In: PONTUAL, P.; IRELAND, T. (org.). Educação Popular na América Latina: diálogo e perspectivas. Brasília: Ministério da Educação: UNESCO, 2006.

JARA, O. O desafio de teorizar sobre a prática para transformá-la. In: GADOTTI, M.; TORRES, C. A. (org.). Educação popular: utopia Latino Americana. São Paulo: Cortez: Editora da Universidade de São Paulo, 1994.

KOSIK, K. Dialética do concreto. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.

MANACORDA, M.A. História da educação: da antiguidade aos nossos dias. 25. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

MARX, K. O capital. Tradução de Reginaldo Sant’Anna. 17. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1999. (Critica da Economia Política: livro 1 / Karl Marx).

PAIVA, V. História da educação popular no Brasil. Educação popular e educação de adultos. São Paulo: Edições Loyola, 2015. (Instituto Brasileiro de Desenvolvimento - IBRADES. Temas Brasileiros II).

PINHEIRO, M. C. de. O. Dos Comitês Populares Democráticos (1945-1947) aos Movimentos de Educação e Cultura Popular (1958-1964): uma história comparada. 2014. Tese (Doutorado) – Programa em História Comparada, Instituto de História, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2014.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica. Primeiras aproximações. 8. ed. rev. e ampl. Campinas, SP: Autores Associados, 2003. (Coleção Educação Contemporânea).

SICHIROLLO, L. Dialéctica. Tradução de Lemos de Azevedo. Lisboa: Presença, 1973.

WANDERLEY, L. E. W. Educar para transformar: educação popular, igreja católica e política no movimento de educação de base. Petrópolis, RJ: Vozes, 1984.

Downloads

Publicado

2020-04-30

Como Citar

FERRONATO, C. de J.; DANTAS JUNIOR, H. S.; FIGUERÊDO, A. N. Concepção teórico-metodológica dialética: uma incursão aos movimentos de educação popular. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 20, p. e020012, 2020. DOI: 10.20396/rho.v20i0.8653538. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8653538. Acesso em: 18 maio. 2022.