Banner Portal
Educação infantil
PDF

Palavras-chave

Educação infantil
Projetos de educação em disputa
Democratização
Humanização da escola da infância

Como Citar

RODRIGUES, Adenil Alves; RODRIGUES, Doriedson do Socorro; RODRIGUES, Vandreia de Oliveira. Educação infantil: projetos de educação em disputa, questões de democratização e humanização da escola da infância. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 20, p. e020025, 2020. DOI: 10.20396/rho.v20i0.8653918. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8653918. Acesso em: 22 jul. 2024.

Resumo

O texto discute a educação infantil problematizando os projetos educacionais antagônicos que hoje disputam esse espaço; a necessidade de uma democratização real e não apenas aparente e formal para essa etapa da educação básica; e a construção de uma escola da infância humana e humanizadora. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica que toma como base para as suas análises o materialismo histórico dialético por considerar que na sociedade de classes a disputa e o controle pela determinação da função que a escola desempenha não se restringem apenas aos níveis e modalidades mais elevados da educação, mas perpassa por todas as etapas que compõe a escola básica, incluindo aí a educação infantil. As conclusões a que chega indicam que enquanto uma das etapas da educação básica, na educação infantil também há uma disputa para a consolidação de um tipo de formação que atenda a projetos de sociedade distintos. Também aqui ficou claro que a humanização da educação infantil não se efetiva apenas com palavras ou vontade de construção de um novo modelo da escola da infância, ainda que esses sejam caminhos necessários, mas que o fundamental mesmo é o compromisso ético-político da transformação da educação infantil em uma educação que em seu conteúdo, método e forma possa ter como centro balizador a clareza do projeto de sociedade que se quer construir, bem como, a transformação das relações que hoje estão instituídas na escola e corroboram com a reprodução e manutenção da sociedade de classes.

https://doi.org/10.20396/rho.v20i0.8653918
PDF

Referências

ALGEBAILE, E. Escola pública e pobreza no Brasil. Rio de Janeiro: Lamparina, 2009.

ANDRADE, L. B. P. de. Educação infantil: discurso, legislação e práticas institucionais. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010.

ARAUJO, R. M. de. L. O marxismo e a pesquisa qualitativa como referência para investigação sobre educação profissional. In: ARAÚJO, R. M. de. L.; RODRIGUES, D. do. S. (Org.). A pesquisa em trabalho, educação e políticas educacionais. Campinas, SP: Alínea, 2012.

ARAUJO, R. M. de. L.; FRIGOTTO, G. Práticas pedagógicas e ensino integrado. Revista Educação em Questão, Natal, v. 52, n. 38, p. 61-80, maio/ago. 2015. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/viewFile/7956/5723. Acesso em: 13 jun. 2016.

ARROYO, M. G. O direito do trabalhador à educação. In: GOMEZ, C. M. et al. (Org.). Trabalho e conhecimento: dilemas na educação do trabalhador. São Paulo: Cortez, 2002.

BARBOSA, I. G.; ALVES, N. N. de. L. Gestão democrática na educação infantil e participação da família: possibilidades e limites. 2016. Disponível em: http://www.anpae.org.br/congressos_antigos/simposio2009/138.pdf. Acesso em: 08 dez. 2016.

EVANGELISTA, O. Apontamentos para o trabalho com documentos de política educacional. In: ARAUJO, R.;

RODRIGUES, D. (Org.). A Pesquisa em trabalho, educação e políticas educacionais. Campinas: Alínea. 2012.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983.

FRIGOTTO, G. A produtividade da escola improdutiva: um (re)exame das relações entre educação e estrutura econômico-social e capitalista. 9. ed. São Paulo: Cortez: Autores Associados, 2010.

FRIGOTTO, G. Educação e a crise do capitalismo real. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

FRIGOTTO, Gaudêncio. O Enfoque da Dialética Materialista Histórica na Pesquisa Educacional. In: FAZENDA, Ivani. (Org.). Metodologia da Pesquisa Educacional. 12. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

GRAMSCI, A. Concepção dialética da história. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978.

HORA, D. L. da. Educação e gestão educacional na sociedade brasileira contemporânea: algumas reflexões. EccoS – Revista Científica, São Paulo, v. 8, n. 1, p. 65-87, jan./jun. 2014. Disponível em: http://www.periodicos.udesc.br/index.php/linhas/article/viewFile/1212/1026. Acesso em: 02 maio 2017.

KRAMER, S. De que professor precisamos para a educação infantil? Uma pergunta, várias respostas. Pátio Educação Infantil, v. 1, n. 2. ago./nov. 2003.

MAKARENKO, A. O livro dos pais. Lisboa: Livros Horizonte, 1976. v.1/2.

MARX, K. O Capital: crítica da economia política. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008. v. 1.

MELLO, S. A.; LUGLE, A. M. C. Infância e humanização: algumas considerações na perspectiva histórico-cultural. Perspectiva: Florianópolis, v. 25, n. 1, p. 83-104, jan./jun. 2007.

MÉSZÁROS, I. A educação para além do capital. Tradução de Isa Tavares. São Paulo: Boitempo, 2008.

MOREIRA, J. A. da. S.; LARA, A. M. de. B. Educação infantil e o cenário histórico-econômico da sociedade capitalista, 2012. Disponível em: http://books.scielo.org/id/kcv6j/pdf/moreira-9788576285854-04.pdf. Acesso em: 05 maio 2017.

MORENO, G. L. Organização do trabalho pedagógico na instituição de educação infantil. In: PASCHOAL, J. D. (Org.). Trabalho pedagógico na educação infantil. Londrina: Humanidades, 2007.

SAVIANI, D. Escola e democracia: teorias da educação, curvatura da vara, onze teses sobre a educação política. Campinas, SP: Autores Associados, 2006.

VICENTINI, D.; BARROS, M. S. F. A humanização da criança na educação infantil: implicações da teoria histórico-cultural. Educação, v. 42, n. 1, p. 163-176, jan./abr. 2017. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao/article/view/23681/pdf. Acesso em: 17 maio 2017.

Revista HISTEDBR On-line utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.