Os momentos de formação docente no interior do grupo escolar Farroupilha/RS (1944-1949)

“era um momento também onde a gente fazia um estudo das dificuldades, ou das ideias novas, modernas”

Palavras-chave: Instituição escolar, Formação em serviço, Grupo escolar.

Resumo

O texto resulta de uma pesquisa que buscou compreender o processo histórico educacional do Grupo Escolar Farroupilha, entre os anos de 1927 a 1949, dando ênfase ao estudo dos sujeitos e das práticas escolares produzidas em seu cotidiano. Assim, o objetivo deste artigo é conhecer e compreender os momentos de formação docente, ocorridos no interior dessa instituição, durante a década de 40 do século XX. Entre as fontes consultadas estão documentos produzidos pela própria instituição, preservados no arquivo do Colégio Estadual Farroupilha (Farroupilha/RS), analisados à luz da História Cultural. Os resultados apontam para a importância desses momentos destinados a formação em serviço, uma vez que contribuíram para o aprendizado e para a discussão de novas ideias com base nos princípios, finalidades, ideais, práticas e métodos fundamentados pelas concepções da Escola Nova que orientaram a reforma educacional no Rio Grande do Sul e o trabalho desenvolvido pelo CPOE/RS.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Terciane Ângela Luchese, Universidade de Caxias do Sul

Doutora em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS). Professora da Universidade de Caxias do Sul (UCS). 

Cassiane Curtarelli Fernandes , Escola Municipal de Ensino Fundamental Ângelo Chiele

Doutoranda  em Educação pela Universidade de Caxias do Sul (UCS). Professora de Anos Iniciais do Ensino Fundamental da Escola Municipal de Ensino Fundamental Ângelo Chiele.

Referências

AMANDO, C. C. P. Livro horas pedagógicas (1948-1950). Arquivo do Colégio Estadual Farroupilha. Farroupilha, RS, 1948.

ARRIADA, E. et al. Moças comportadas, crentes e obedientes: Colégio São José de São Leopoldo. In: TAMBARA, E.; CORSETTI, B. (Org.). Instituições formadoras de professores no Rio Grande do Sul. Pelotas: UFPel, 2010. p. 35-59.

ASSOCIAÇÃO CONGREGAÇÃO SANTA CATARINA. Colégio Santa Catarina: 100 anos de História. Novo Hamburgo, 2010.

BASTOS, M. H. C. A Revista do Ensino do Rio Grande do Sul (1939 – 1942): o novo e o nacional em revista. Pelotas: SEIVA, 2005.

BASTOS, M. H. C. O novo e o nacional em revista: a Revista do Ensino do Rio Grande do Sul (1939-1942). 1994. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 1994.

BASTOS, M. H. C.; TAMBARA, E. A. A nacionalização do ensino e a renovação educacional no Rio Grande do Sul. In: QUADROS, C. (Org.). Uma gota amarga: itinerários da nacionalização do ensino no Brasil. Santa Maria, RS: Ed. da UFSM, 2014. p. 71-118.

BERGOZZA, R. M. Escola complementar de Caxias: histórias da primeira instituição pública para formação de professores na cidade de Caxias do Sul (1930-1961). 2010. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade de Caxias do Sul, 2010.

BOTO, C. A civilização escolar pelos compêndios didáticos de formação de professores. Educar em Revista, Curitiba, v. 34, n. 70, p. 155-178, jul./ago. 2018. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/educar/issue/view/2436. Acesso em: 11 maio 2019.

BRENTANO, O. R. Entrevista a Gilmar Marcílio e Janete Zucolotto. Banco de Memória do Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami. Caxias do Sul, RS, 1991. p. 1-19.

BRENTANO, O. R. Entrevista a Márcia Pasqual et al. Farroupilha, RS: Arquivo da Biblioteca Pública Municipal Olavo Bilac, 1989.

CERTEAU, M. Teoria e método no estudo das práticas cotidianas. In: COTIDIANO, CULTURA POPULAR E PLANEJAMENTO URBANO, 1985, São Paulo. Anais [...]. São Paulo: FAU/USP, 1985. p. 3-19.

CHARTIER, R. A história cultural: entre práticas e representações. Tradução de Maria Manuela Galhardo. 2. ed. Rio de Janeiro: Difel, 2002.

COLÉGIO ESTADUAL FARROUPILHA. Fichário do corpo docente do Grupo Escolar Farroupilha. Farroupilha, RS: Arquivo do Colégio Estadual Farroupilha, 1950.

COLÉGIO ESTADUAL FARROUPILHA. Fotografia solenidade de inauguração do novo prédio da instituição. Farroupilha, RS: Arquivo do Colégio Estadual Farroupilha, 1938.

COLÉGIO ESTADUAL FARROUPILHA. Histórico do Grupo Escolar Farroupilha. Farroupilha, RS: Arquivo do Colégio Estadual Farroupilha, 1942.

COLÉGIO ESTADUAL FARROUPILHA. Histórico do Grupo Escolar Farroupilha. Farroupilha, RS: Arquivo do Colégio Estadual Farroupilha, 1973.

COLÉGIO ESTADUAL FARROUPILHA. Livro círculo de estudos. Farroupilha, RS: Arquivo do Colégio Estadual Farroupilha, 1947 a 1951.

COLÉGIO ESTADUAL FARROUPILHA. Livro hora da leitura. Farroupilha, RS: Arquivo do Colégio Estadual Farroupilha, 1944-1947.

COLÉGIO ESTADUAL FARROUPILHA. Livro horas pedagógicas. Farroupilha, RS: Arquivo do Colégio Estadual Farroupilha, 1948-1950.

COLÉGIO ESTADUAL FARROUPILHA. Livros histórico dos professores. Farroupilha, RS: Arquivo do Colégio Estadual Farroupilha, 1940.

DEMARTINI, Z. B. F.; ANTUNES, F. F. Magistério primário: profissão feminina, carreira masculina. Caderno de Pesquisa, São Paulo, n. 86, p. 5-14, ago. 1993.

FARIA FILHO, L. M. O processo de escolarização em Minas Gerais: questões teórico-metodológicas e perspectivas de pesquisa. In: VEIGA, C. G.; FONSECA, T. N. L. (Org.). História e historiografia da educação no Brasil. Belo Horizonte: Autêntica, 2008. p. 77-97.

FRAGA, A. S. de. Trajetórias de alunas-mestras a professoras intelectuais da educação no Rio Grande do Sul (1920 – 1960). 2017. 215 f. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2017.

GINZBURG, C. Sinais: raízes de um paradigma indiciário. In: GINZBURG, C. Mitos, emblemas, sinais: morfologia e história. Tradução de Federico Carotti. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2007. p. 143-179.

GOBBATO, C. Relatório correspondente ao período de 1º de janeiro a 31 de dezembro de 1927, apresentado ao conselho municipal de Caxias. Fonte documental disponível no Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami – Caxias do Sul/RS.

GONÇALVES, D. P. A instrução pública, a educação da mulher e a formação de professores nos jornais partidários de Porto Alegre/RS (1869-1937). 2013. Tese (Doutorado) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013.

GRAZZIOTIN, L.; ALMEIDA, D. B. (Org.). Colégios elementares e grupos escolares no Rio Grande do Sul. Memórias e cultura escolar nos séculos XIX e XX. São Leopoldo: Oikos, 2016.

GRAZZIOTIN, R. M. B. Pressupostos da prática educativa na diocese de Caxias do Sul – 1934 a 1952. 2010. Dissertação (Mestrado) – Universidade de Caxias do Sul, Caxias do Sul, 2010.

JORNAL O MOMENTO, ano VI, n. 285. Rio Grande do Sul. Caxias, 22 de agosto de 1938. Disponível em: http://bndigital.bn.br/hemeroteca-digital/. Acesso em: 30 abr. 2015.

KREUTZ, L. A nacionalização do ensino no Rio Grande do Sul: medidas preventivas e repressivas. In: QUADROS, C. (Org.). Uma gota amarga: itinerário da nacionalização do ensino no Brasil. Santa Maria: Ed. da UFSM, 2014. p. 153-190.

LOURO, G. L. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós-estruturalista. 12. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.

LOURO, G. L. Mulheres na sala de aula. In: PRIORE, M. D. (Org.). BASSANEZI, C. (coord.). História das mulheres no Brasil. 3. ed. São Paulo: Contexto, 2000. p. 443-481.

LUCHESE, T. Â. O processo escolar entre imigrantes da Região Colonial Italiana do RS – 1875 a 1930: Leggere, scrivere e calcore per essere alcuno nella vita. 2007. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2007.

MAESTRI, M. Breve história do Rio Grande do Sul da pré-história aos dias atuais. Passo Fundo: EdUPF, 2010.

MONARCHA, C. A reinvenção da cidade e da multidão: dimensão da modernidade brasileira – a Escola Nova. São Paulo: Cortez: Autores Associados, 1990.

PERES, E. T. Aprendendo formas de ensinar, de pensar e de agir - A escola como oficina da vida. Discursos pedagógicos e práticas escolares na escola pública primária gaúcha (1909-1959). 2000. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2000.

QUADROS, C. O discurso que produz a reforma: nacionalização do ensino, aparelhamento do Estado e reforma educacional no Rio Grande do Sul. In: QUADROS, C. (org.). Uma gota amarga: itinerário da nacionalização do ensino no Brasil. Santa Maria: Ed. da UFSM, 2014. p. 119-152.

QUADROS, C. Reforma, ciência e profissionalização da educação: o centro de pesquisas e orientações educacionais do Rio Grande do Sul. 2006. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2006.

RIO GRANDE DO SUL. Decreto nº 929, de 30 de agosto de 1939. Dispõe sobre a aprovação do Regimento Interno das escolas primárias do Estado. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/. Acesso em: 15 jan. 2015.

RIO GRANDE DO SUL. Decreto nº. 3.867, de 5 de julho de 1927. Dispõe sobre a criação do Grupo Escolar Rural de Nova Vicenza. Leis, decretos e actos do Governo do Estado, 1927.

RIO GRANDE DO SUL. Secretaria de Educação e Cultura. Boletim do Centro de Pesquisas e Orientação Educacionais. Porto Alegre, RS, 1947. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/133652. Acesso em: 28 dez. 2018.

SOUZA, J. E. As escolas isoladas: práticas e culturas escolares no meio rural de Lomba Grande/RS (1940-1952). 2015. Tese (Doutorado) – Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2015.

TREVISAN, T. A. O ensino da leitura e escrita segundo Antônio d’Ávila: práticas escolares (1940). Revista Brasileira de História da Educação, n. 20, p. 165-191, maio/ago. 2009. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/rbhe/article/view/38553. Acesso em: 11 maio 2019.

Publicado
2019-07-31
Como Citar
Luchese, T. Ângela, & Fernandes , C. C. (2019). Os momentos de formação docente no interior do grupo escolar Farroupilha/RS (1944-1949). Revista HISTEDBR On-Line, 19, e019040. https://doi.org/10.20396/rho.v19i0.8654706