Esboço de uma história da aula universitária

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v20i0.8656984

Palavras-chave:

Aula, Universidade, História, Pedagogia universitária

Resumo

Este artigo tem como objetivo traçar um esboço de uma história da aula universitária. Justifica-se tal proposta na medida em que se assume a aula como o momento privilegiado de realização do processo educativo na universidade e porque se trata de um objeto relativamente naturalizado pelos sujeitos do campo da pedagogia universitária, que tem se constituído como um campo de práticas, formação e pesquisa sobre a docência na educação superior. Em um primeiro momento, busca-se travar um debate a respeito do conceito de aula, tomando como referência a categoria organização do trabalho didático. Com esse referencial em mente, parte-se para o segundo momento do artigo, no qual busca-se a compreensão dos determinantes históricos da aula universitária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Guilherme Torres Correa, Universidade de São Paulo

Doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (USP). Professor da Universidade de São Paulo (USP). 

Maria Isabel de Almeida, Universidade de São Paulo

Doutorado em Didática pela Universidade de São Paulo (USP). Professora associada sênior da Universidade de São Paulo (USP).

Referências

ALVES, G. L. O trabalho didático na escola moderna: formas históricas. Campinas: Autores Associados, 2005.

ALVES, G. L. Organização do trabalho didático: a questão conceitual. Acta Scientiarum, Education, v. 34, n. 2, p. 169-78, 2012. DOI: https://doi.org/10.4025/actascieduc.v34i2.17180

BROCKLISS, L. Curricula. In: RUËGG, W. (org.). A history of the university in Europe, v. II, Universities in early modern Europe (1500 – 1800). Cambridge: Cambridge University Press, 2003.

CHARLE, C.; VERGER, J. História das universidades. São Paulo: Editora Unesp, 1996.

CHAUI, M. Escritos sobre universidade. São Paulo: Editora UNESP, 2001. DOI: https://doi.org/10.7476/9788539303045

COÊLHO, I. M. A gênese da docência universitária. Linhas Críticas, Brasília, v. 14, n. 26, p. 5-24, 2008. DOI: https://doi.org/10.26512/lc.v14i26.3421

CORREA, G. T. Os labirintos da aula universitária. 2016. 354 f. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016.

CUNHA, L. A. A universidade temporã: o ensino superior, da Colônia à Era Vargas. 3. ed. São Paulo: Editora Unesp, 2007.

FÁVERO, M. L. A. A universidade no Brasil: das origens à Reforma Universitária de 1968. Educ. rev. n. 28, p. 17-36, 2006. DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-40602006000200003

FERNANDES, F. A questão da USP. São Paulo: Brasiliense, 1984.

FERNANDES, F. Universidade brasileira: reforma ou revolução? São Paulo: Alfa-Omega, 1975.

FONTES, V. O Brasil e o capital imperialismo: teoria e história. 2. ed. Rio de Janeiro: EPSJV/Editora UFRJ, 2010.

FREITAS, L. C. Crítica da organização do trabalho pedagógico e da didática. Campinas, SP: Papirus, 1995.

FRIJHOFF, W.; Patterns. In: RUËGG, W. (org.). A history of the university in Europe, v. II, Universities in early modern Europe (1500 – 1800). Cambridge: Cambridge University Press, 2003.

GIEYSZTOR, A. Management and resources. In: RIDDER-SYMOENS, H. (org.). A history of the university in Europe. v. 1. Universities in the Middle Ages. Cambridge: Cambridge University Press, 1992.

LIBÂNEO, J. C. Didática. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2013.

MACHADO, A. B. Arqueografia da docência universitária. 1999. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 1999.

MANACORDA, M. A. História da educação: da antiguidade aos nossos dias. 5. ed. São Paulo: Cortez, 1996.

MINTO, L. W. A educação da miséria: particularidade capitalista e educação superior no Brasil. São Paulo: Outras Expressões, 2014.

PINTO, G. A.; BUFFA, E. Arquitetura e educação: câmpus universitários brasileiros. São Carlos: Ed. UFSCar, 2009.

PINTO, G. A.; BUFFA, E. Arquitetura, urbanismo e educação: campi universitários brasileiros. In: VI CONGRESSO LUSO-BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO, 6., 2006, Uberlândia, MG. Anais [...]. Uberlândia, MG, 2006.

PONCE, A. Educação e luta de classes. 16. ed. São Paulo: Cortez, 1998.

RUËGG, W. Themes. In: RUËGG, W. A history of the university in Europe, v. II, Universities in early modern Europe (1500 – 1800). Cambridge: Cambridge University Press, 2003.

RUGIU, A. S. Nostalgia do mestre artesão. Campinas: Autores Associados, 1998.

SAVIANI, D. Ensino público e algumas falas sobre universidade. 5. ed. São Paulo: Cortez: Autores Associados, 1991.

SILVA, E. F. Docência universitária: a aula em questão. 2009. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de Brasília, Brasília, 2009.

SIMONE, M. R. Admission. In: RUËGG, W. (org.). A history of the university in Europe, v. II, Universities in early modern Europe (1500 – 1800). Cambridge: Cambridge University Press, 2003.

TUMOLO, P. S.; FONTANA, K. B. Trabalho docente e capitalismo: um estudo crítico da produção acadêmica da década de 1990. Educ. Soc. v. 29, n. 102, 2008. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-73302008000100009

VANDERMEERSCH, P. A. Teachers. In: RUËGG, W. (org.). A history of the university in Europe, Vol. II, Universities in early modern Europe (1500 – 1800). Cambridge: Cambridge University Press, 2003.

VERGER, J. As universidades na Idade Média. São Paulo: Editora Unesp, 1990.

VERGER, J. Cultura, ensino e sociedade no Ocidente nos séculos XII e XIII. Bauru, SP: Edusc, 2001.

VERGER, J. Patterns. In: RIDDER-SYMOENS, H. (org.). A history of the university in Europe. v. 1. Universities in the Middle Ages. Cambridge: Cambridge University Press, 1992a.

VERGER, J. Teachers. In: RIDDER-SYMOENS, H. (org.). A history of the university in Europe. v. 1. Universities in the Middle Ages. Cambridge: Cambridge University Press, 1992b.

Downloads

Publicado

2020-04-30

Como Citar

CORREA, G. T. .; ALMEIDA, M. I. de . Esboço de uma história da aula universitária. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 20, p. e020007, 2020. DOI: 10.20396/rho.v20i0.8656984. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8656984. Acesso em: 2 out. 2022.