Os textos escolares na Didáctica Magna de Coménio

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v21i00.8660735

Palavras-chave:

Textos escolares comenianos, Organização do trabalho didático, Escola pública moderna

Resumo

Este artigo tem como finalidade analisar a concepção e a função dos textos escolares propostos por João Amós Coménio (1592-1670), na Didáctica magna escrita nos meados do século XVII. Realizou-se o mapeamento de uma obra clássica da pedagogia para destacar a questão dos manuais didáticos no âmbito da organização do trabalho didático, tendo em vista a sua contextualização histórica na passagem da idade média para a sociedade moderna com o surgimento das manufaturas, forma inicial do modo de produção capitalista (meados do século XVI ao último terço do século XVIII), fundada na divisão do trabalho. Para fundamentar teoricamente as análises e reflexões, numa abordagem histórica, priorizou-se as produções acadêmicas de Alves (2001, 2005, 2011, 2015), de Centeno (2009), de Brito (2010) e de Souza (2010). O estudo revelou o caráter central desse instrumento de trabalho do professor, na organização da escola moderna pensada por Coménio para oferecer educação para todos. Tendo consciência das limitações materiais de sua época para colocar em prática o seu projeto de universalização da educação, o pensador morávio, propôs a utilização dos textos escolares para o professor e para os alunos, em todos os graus da instituição escolar pública, naquele momento histórico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Iara Augusta da Silva, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

Doutorado em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Docente sênior do Programa de Pós-Graduação Strictu Sensu – Mestrado Profissional em Educação da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS).

Vanessa da Silva Rubinho, Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso do Sul

Graduação em Letras - Português e Espanhol pelo Centro Universitário de Jales (UNIJALES). Professora Formadora de Linguagens na Coordenadoria Regional de Educação Metropolitana da Secretaria de Estado de Educação do Mato Grosso do Sul (SED-MS).

Patricia Florencio da Silva Cardoso, Escola Municipal Professor Licurgo de Oliveira Bastos

Graduação em Pedagogia pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB). Diretora Adjunta da Escola Municipal Professor Licurgo de Oliveira Bastos, Campo Grande, MS.

Referências

ALVES, G. L. A produção da escola pública contemporânea. Campinas, SP: Autores Associados; Campo Grande, MS: Ed. UFMS, 2001.

ALVES, G. L. O trabalho didático na escola moderna: formas históricas. Campinas, SP: Autores Associados, 2005.

ALVES, G. L. Textos escolares do ensino secundário no Brasil: da época jesuítica aos nossos dias. In: ALVES, G. L. (Org.). Textos escolares no Brasil: clássicos, compêndios e manuais didáticos. Campinas, SP: Autores Associados, 2015, p. 5-60.

ALVES, G. L. Textos escolares no Brasil. In: JORNADA DO HISTEDBR/MS “ESTUDOS SOBRE ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO DIDÁTICO”, 1., 2011, Campo Grande. Anais [...]. Campo Grande, UNIDERP: Anhanguera, 2011. p. 1-32.

BRITO, S. H. A. A produção de manuais didáticos e o ensino de sociologia na escola média em dois momentos históricos (1935-1989). Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, num. especial, p. 58-75, maio 2010. Disponível em: http://www.histedbr.fae.unicamp.br. Acesso em: 24 set. 2010.

CENTENO, C. V. O conhecimento histórico vulgarizado: a “ditadura” do manual didático. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, n. 33, p. 169-178, mar. 2009. Disponível em: http://www.histedbr.fae.unicamp.br. Acesso em: 7 ago. 2010.

COMÉNIO, J. A. Didáctica magna: tratado da arte universal de ensinar tudo a todos. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1996.

GOMES, J. F. Introdução. In: COMÉNIO, J. A. Didáctica magna: tratado da arte universal de ensinar tudo a todos. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1996. p. 5-41.

MARX, K. O capital. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1989. Livro 1. v. I.

SOUZA, A. A. A. de. Manuais didáticos: formas históricas e alternativas de superação. In: BRITO, S. H. A. et al. (Org.). A organização do trabalho didático na história da educação. Campinas, SP: Autores Associados: HISTEDBR, 2010. p. 121-145.

VALDEMARIN, V. T. Os sentidos e a experiência: professores, alunos e métodos de ensino. In: SAVIANI, D. et al. O legado educacional do século XX no Brasil. Campinas, SP: Autores Associados, 2006. p. 163-203.

Downloads

Publicado

2021-08-02

Como Citar

SILVA, I. A. da .; RUBINHO, V. da S. .; CARDOSO, P. F. da S. . Os textos escolares na Didáctica Magna de Coménio. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 21, n. 00, p. e021042, 2021. DOI: 10.20396/rho.v21i00.8660735. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8660735. Acesso em: 25 out. 2021.