Trabalho educativo e conhecimento científico

a pedagogia histórico-crítica e o papel do professor

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v20i0.8660770

Palavras-chave:

Educação, Educação básica, Pedagogia histórico-crítica, Trabalho docente

Resumo

Este artigo é resultado dos debates e reflexões gestados em dois grupos de estudos sobre a Pedagogia Histórico-Crítica realizados em 2019, ano em que essa importante teoria da educação brasileira completou 40 anos. Este texto analisa a importância do conhecimento científico na educação básica em articulação com a atuação dos professores. Parte de duas questões orientadoras: qual a relação existente entre a atuação docente e o conhecimento científico acumulado historicamente? Quais os conhecimentos necessários ao professor? Para atingir o objetivo o texto foi estruturado em três momentos: 1 - apresentação do contexto de elaboração da Pedagogia Histórico-Crítica; 2 – debate sobre a natureza e especificidade da educação para esta teoria crítica; 3 – análise da função docente em sua articulação com o conhecimento científico, bem como dos conhecimentos necessários para uma prática educativa emancipadora. A partir da discussão realizada, fundamentada em uma investigação bibliográfica, é possível concluir que a Pedagogia Histórico-Crítica preconiza a educação como instrumento de luta da classe trabalhadora, instrumentalização do proletariado na luta contra o processo de exploração e em direção de um projeto maior de superação do modo de produção capitalista. Do ponto de vista da realidade significa lutar pela escola pública, o que, na educação básica pode ser entendido como ensinar os conteúdos clássicos, defender a escola pública de qualidade para as classes trabalhadoras e assumir um posicionamento teórico-prático de base materialista-histórica dialética.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vanessa Campos Mariano Ruckstadter, Universidade Estadual do Norte do Paraná

Doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Professora adjunta do Centro de Ciências Humanas e da Educação da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP). 

Luiz Antonio de Oliveira, Universidade Estadual do Norte do Paraná

Doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Professor da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP). 

Flávio Massami Martins Ruckstadter, Universidade Estadual do Norte do Paraná

Doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Professor adjunto da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP). 

Referências

BACZINSKI, A. V. de. M. A implantação oficial da pedagogia histórico-crítica na rede pública do estado do Paraná (1983-1994): legitimação, resistências e contradições. Campinas, SP: Autores Associados, 2011.

BATISTA, E. L.; LIMA, M. R. A pedagogia histórico-crítica como teoria pedagógica revolucionária. Laplage em Revista, Sorocaba, ano 67, v. 1, p. 81, set./dez. 2015. DOI http://dx.doi.org/10.24115/S2446-6220201513102p.67-81. Disponível em: https://www.laplageemrevista.ufscar.br/index.php/lpg/article/view/102. Acesso em: 14 maio 2020.

DUARTE, N. Concepções afirmativas e negativas sobre o ato de ensinar. Cad. CEDES, Campinas, v. 19, n. 44, p. 85-106, Apr. 1998. DOI https://doi.org/10.1590/S0101-32621998000100008. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-32621998000100008&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 09 jul. 2020.

MARTINS, L. M. Pedagogia histórico-crítica e psicologia histórico-cultural. In: MARSIGLIA, A. C. G. (Org.). Pedagogia histórico-crítica: 30 anos. Campinas: Autores Associados, 2011, p. 42-57.

MARX, K. O capital. Livro I. Capítulo VI (inédito). São Paulo: Livraria Editora Ciências Humanas Ltda., 1978.

MARX, K.; ENGELS, F. A ideologia alemã. São Paulo: Boitempo, 2007.

MORAES, M. C. M. de. Recuo da teoria: dilemas na pesquisa em educação Revista Portuguesa de Educação, Portugal, v. 14, n. 1, p. 7-25, 2001.

SAVIANI, D. A função docente e a produção do conhecimento. Revista Educação e Filosofia, v. 11, n. 21-22, p. 127-140, jan./jun e jul./dez. 1997.

SAVIANI, D. Da inspiração à formulação da pedagogia histórico-crítica (PHC). Os três momentos da PHC que toda teoria verdadeiramente crítica deve conter. Interface: Comunicação, Saúde e Educação, Botucatu, SP. v. 21. n. 62, p. 711-24, 2017.

SAVIANI, D. Escola e democracia. Edição Comemorativa. Campinas, SP: Autores Associados, 2008.

SAVIANI, D. História das ideias pedagógicas no Brasil. 3. ed. rev. Campinas, SP: Autores Associados, 2010.

SAVIANI, D. Os saberes implicados na formação do educador. In: VIGIANNI BICUDO, M. A.; SILVA JUNIOR, C. A. da. Formação do educador: dever do Estado, tarefa da universidade. São Paulo: Editora da UNESP, 1996, p. 145-155.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 11. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2011.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 11. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2013.

VIDAL, D. G. (Org.). Dermeval Saviani: pesquisador, professor e educador. Belo Horizonte: Autêntica; Campinas, SP: Autores Associados, 2011.

Downloads

Publicado

2020-10-08

Como Citar

RUCKSTADTER, V. C. M.; OLIVEIRA, L. A. de; RUCKSTADTER, F. M. M. . Trabalho educativo e conhecimento científico: a pedagogia histórico-crítica e o papel do professor. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 20, p. e020042, 2020. DOI: 10.20396/rho.v20i0.8660770. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8660770. Acesso em: 28 out. 2021.