Banner Portal
Escola
PDF

Palavras-chave

Escola confessional
Formação humana
Pedagogia histórico-crítica
Teoria histórico-cultural

Como Citar

SANTOS, Lílian Gleisia Alves dos; BARROS, Marta Silene Ferreira; MARTA, Felipe Eduardo Ferreira. Escola: espaço de formação e disseminação da cultura no processo de humanização do indivíduo na década de 1950. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 23, n. 00, p. e023049, 2023. DOI: 10.20396/rho.v23i00.8664315. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8664315. Acesso em: 21 abr. 2024.

Resumo

O estudo buscou refletir sobre a educação e a cultura enquanto fonte de formação humana e humanização do indivíduo. Assim, teve como objetivo compreender a escola enquanto espaço privilegiado de humanização, valorizando a cultura sistematizada na perspectiva crítico-dialética, Teoria Histórico-Cultural e Pedagogia Histórico-Crítica. Para tanto, teve como eixo condutor a criação e implantação do Instituto Nossa Senhora Aparecida (INSA), uma escola confessional na cidade de Salinas-MG na década de 1950. Para realização desta investigação, utilizamos referenciais teóricos, articulando-os com informações de dados documentais e entrevista realizada com três ex-alunas da escola, a partir de análise e interpretação na perspectiva crítico-dialética. Avaliamos que o INSA foi um espaço de suma importância para o processo de humanização, no entanto, o estudo revelou que a educação escolar nesse educandário não tinha preceitos emancipadores, uma vez que seu ensino se permeou a partir de crenças, dogmas, disciplina e práticas patriarcais.

https://doi.org/10.20396/rho.v23i00.8664315
PDF

Referências

BERNARDES, M. E. M. O desenvolvimento humano e a apropriação da cultura. In.: BERNARDES, M. E. M. Mediações simbólicas na atividade pedagógica: contribuições da Teoria Histórico-Cultural Para O Ensino E A Aprendizagem. Curitiba: CRV, 2012.

BRASIL. Presidência da República. Lei nº 13.773. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, p. 2, 20 dez. 2018. Disponível em: https://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?data=20/12/2018&jornal=515&pagina=2&totalArquivos=243. Acesso em: 16 jun. 2020.

COSTA, M. L. Entrevista: O Instituto Nossa Senhora Aparecida e a história da educação em Salinas. [Entrevista cedida à] Lílian Gleisia Alves dos Santos. Salinas, 22 agosto de 2019. Presencial.

CURY, C. R. J. Ideologia e educação brasileira: católicos e liberais. São Paulo: Cortez, 1988.

DIAS, M. O. L. S. Quotidiano e poder em São Paulo no século XIX. São Paulo: Brasiliense, 1984.

DUARTE, N. A pedagogia histórico-crítica e a formação da individualidade para si. In.: ORSO, P. J. et al. (org.). Pedagogia histórico-crítica, a educação brasileira e os desafios de sua institucionalização. Curitiba: CRV, 2014.

ENGELS, F. Prefácio à segunda edição. In.: MARX, K.; ENGELS, F. (org.). Textos II. São Paulo: Sociais, 1976.

GASPARIN, J. L. Uma didática para a pedagogia histórico-crítica. Campinas: Autores Associados, 2012.

GONDRA, J. G.; SCHUELER, A. Educação, poder e sociedade no Império Brasileiro. São Paulo: Cortez, 2008.

IBGE. Enciclopédia dos Municípios Brasileiros. Vol. XXVII. Rio de Janeiro: IBGE, 1959. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv27295_27.pdf. Acesso em: 16 jun. 2020.

IFNMG. Histórico do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Norte de Minas Gerais. 2011. Disponível em: https://www.ifnmg.edu.br/menu-salinas/historico. Acesso em: 22 jun. 2020.

INSA. Histórico do Instituto Nossa Senhora Aparecida. Salinas, 1976.

JULIA, D. A cultura escolar como objeto histórico. Revista Brasileira de História da Educação, Campinas, n. 1, p. 9-43, jan./jun. 2001. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/4250681/mod_resource/content/1/273-846-1-PB.pdf. Acesso em: 16 jun. 2020.

LANGLOIS, C. V.; SEIGNOBOS, C. Introdução aos estudos históricos. Curitiba: Antonioonftoura, 2017. Disponível em: http://www.antoniofontoura.com.br/pdf/Introdu%C3%A7%C3%A3o%20aos%20Estudos%20Hist%C3%B3ricos.pdf. Acesso em: 22 jun. 2020.

LEONTIEV, A. N. Os princípios do desenvolvimento mental e o problema do atraso mental. In.: LEONTIEV, A. N. et al. (org.). Psicologia e pedagogia: bases psicológicas da aprendizagem e do desenvolvimento. São Paulo: Centauro, 2005.

LUKÁCS, G. Los fundamentos ontológicos del pensamento y de la acción humanos. In.: LUKÁCS, G. Ontologia del ser social: el trabajo. 1. ed. Buenos Aires: Herramienta, 2004.

MAGALHÃES, M. A. A seca e as humanidades no processo de acesso à água: as barragens do rio Salinas e o desenvolvimento regional. 133 p. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Universidade Federal de Uberlândia, 2003. Disponível em: https://repositorio.ufu.br/handle/123456789/23318. Acesso em: 15 mar. 2020.

MALANCHEN, J. Cultura, processo de humanização e emancipação humana: definição e compreensão a partir da teoria marxista. In.: BARROS, M. S. F.; PASCHOAL, J. D.; PADILHA, A. (org.). Formação, ensino e emancipação humana: desafios da contemporaneidade para educação escolar. Curitiba: CRV, 2019.

MARÇAL RIBEIRO, P. R. História da educação escolar no Brasil: notas para uma reflexão. Paidéia, Ribeirão Preto, n. 4, p. 15-30, fev./jul. 1993. Disponível em: https://www.scielo.br/j/paideia/a/DDbsxvBrtzm66hjvnLDdfDb/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 02 abr. 2020.

MARKUS, G. A teoria do conhecimento no jovem Marx. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1974.

MARTINS, L. M. A constituição histórico-social da subjetividade humana: contribuições para a formação de professores. In.: MILLER, S.; BARBOSA, M. V.; MENDONÇA, S. G. L. (org.). Educação e humanização: as perspectivas da teoria histórico-cultural. Jundiaí: Paco, 2014.

MARTINS, L. M. Psicologia histórico-cultural, pedagogia histórico-crítica e desenvolvimento humano. In.: MARTINS, L. M.; ABRANTES, A. A.; FACCI, M. G. D. (org.). Periodização histórico-cultural do desenvolvimento psíquico. Campinas: Autores Associados, 2016.

MARX, K. O capital. Crítica da economia política. São Paulo: Abril Cultural, 1983. V. 1.

MELLO, S. A. Cultura, mediação e atividade. In.: MENDONÇA, S. G. L.; SILVA, V. P.; MILLER, S. (org.). Marx, Gramsci e Vigotski: aproximações. Araraquara: Cultura Acadêmica, 2009.

MÉSZÁROS, I. A educação para além do capital. In.: MÉSZÁROS, I. (org.). O desafio e o fardo do tempo histórico. São Paulo: Boitempo, 2007.

OLIVEIRA, E. R. de. A “marvada pinga” – produção de cachaça e desenvolvimento em Salinas, norte de Minas Gerais. 188 p. Dissertação (Mestrado em Administração Rural) – Universidade Federal de Lavras, 2000. Disponível em: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/30283. Acesso em: 05 jun. 2020.

QUITETE, J. B.; VARGENS, O. M. C.; PROGIANTI, J. M. Uma Análise Reflexiva do Feminino das Profissões. História da Enfermagem - Revista Eletrônica, v. 1, n. 2, p. 223-239, jul./dez. 2010. Disponível em: http://www.here.abennacional.org.br/here/n2vol1ano1artigo1.pdf. Acesso em: 22 jun. 2020.

RIBEIRO, M. L. S. História da educação brasileira: a organização escolar. São Paulo: Cortez, 1992.

SANTOS, L. G. A. Memórias do Colejão: o Instituto Nossa Senhora Aparecida e a História da Educação em Salinas-MG (1951 - 1977). 285 p. Tese (Doutorado em Memória: Linguagem e Sociedade) – Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, 2023. Disponível em: http://www2.uesb.br/ppg/ppgmls/wp-content/uploads/2023/09/Tese-de-L%C3%ADlian-Gleisia-Alves-dos-Santos-2.pdf. Acesso em: 04 jul. 2023.

SARMENTO, M. E. Comemoração ao dia da Independência do Brasil no INSA. 1958. 1 fotografia.

SARMENTO, M. E. Entrevista: O Instituto Nossa Senhora Aparecida e a história da educação em Salinas. [Entrevista cedida à] Lílian Gleisia Alves dos Santos. Salinas, 08 fevereiro de 2020. Presencial.

SAVIANI, D. Aberturas para a história da educação: do debate teórico-metodológico no campo da história ao debate sobre a construção do sistema nacional de educação no Brasil. Campinas: Autores Associados, 2013.

SAVIANI, D. Escola e Democracia. 42. ed. Campinas: Autores Associados, 2012.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 11. ed. Campinas: Autores Associados, 2011.

VIANA, A. Diploma de normalista do INSA. 1958. 2 fotografia.

VIANA, Á. Entrevista: O Instituto Nossa Senhora Aparecida e a história da educação em Salinas. [Entrevista cedida à] Lílian Gleisia Alves dos Santos. Vitória da Conquista, 13 de dezembro de 2019. Presencial.

VYGOTSKI, Lev S. Problemas Teóricos y Metodológicos de la Psicologia. Em Lev S. Vygotski. Obras Escogidas. Tomo I. Madri: Visor, 1997.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Lílian Santos; Marta Barros; Felipe Marta

Downloads

Não há dados estatísticos.