Banner Portal
A pandemia e a educação na escola pública
PDF

Palavras-chave

Educação
Ensino remoto
Políticas educacionais
Pandemia

Como Citar

GRACINO, E. R.; SILVA, R. M. da .; VAZ, J. D. A. .; LEAL, S. do R. F. . A pandemia e a educação na escola pública: a dualidade do ensino e a diferença das classes sociais. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 21, n. 00, p. e021049, 2021. DOI: 10.20396/rho.v21i00.8665300. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8665300. Acesso em: 21 set. 2023.

Resumo

Este artigo busca responder a questões referentes aos impactos do “ensino remoto” em uma escola pública de educação básica na cidade de Ponta Grossa, no Estado do Paraná. Utiliza-se da análise documental nos repositórios da instituição de ensino, levantando, a partir desses documentos, as principais dificuldades dessa nova modalidade de ensino para a educação básica decorrentes da pandemia causada pelo COVID-19. Para alcançar o objetivo traçado referente à análise das contradições existentes na proposta do “ensino remoto", discorre-se sobre questões relacionadas às políticas educacionais aplicadas às escolas para a validação do ano letivo no modelo remoto. Foram tratados alguns dos muitos  desafios impostos aos docentes e à comunidade escolar no processo de ensino e aprendizagens remoto.  Conclui-se que há um descompasso entre as propostas e a realidade emergente da escola para as classes populares em relação às elites sociais que, historicamente, se beneficiam dos serviços prestados pelo Estado, movidas  pelos ideais capitalistas, consolidando o ensino dual.

https://doi.org/10.20396/rho.v21i00.8665300
PDF

Referências

ABRÃO, J, S. Banalização da morte na cidade calada. Porto Alegre: EDPUCRS, 1998.

AZEVEDO, J. M. Lins de. A educação como política pública. Campinas, SP: Autores Associados, 2001. (Coleção Polêmicas do Nosso Tempo, v. 56).

BERTOLLI FILHO, C. A Gripe Espanhola em São Paulo, 1918: epidemia e sociedade. São Paulo: Paz e Terra, 2003.

BEVERIDGE, W. I. B. Influenza: the last great plague. London: Heinemann. 1977.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Notas estatísticas. Censo escolar 2018. Brasília: INEP, 2019. Disponível em: https://bit.ly/3GRhNDe. Acesso em: 10 jan. 2021.

BRASIL. Portaria Nº 343, de 17 de março de 2020. Dispõe sobre a substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais enquanto durar a situação de pandemia do Novo Coronavírus - COVID-19. Diário Oficial da União, n. 53, 18.03.2020, Seção 1, p. 39. Brasília, DF, 2020.

CAIC. Centro de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente Escola Reitor Alvaro Augusto Cunha Rocha. Educação Infantil e Ensino Fundamental. Fichas de Conselho de Avaliação. Ponta Grossa, PR, 1º semestre. 2020a.

CAIC. Centro de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente Escola Reitor Alvaro Augusto Cunha Rocha. Educação Infantil e Ensino Fundamental. Livro Ata. 2020b. p. 100.

CAIC. Centro de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente Escola Reitor Alvaro Augusto Cunha Rocha. Educação Infantil e Ensino Fundamental. Projeto de validação. 2020c. p. 80.

CAIC. Centro de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente Escola Reitor Alvaro Augusto Cunha Rocha. Educação Infantil e Ensino Fundamental. Projeto Político Pedagógico. Ponta Grossa, PR, 2015a. p. 63.

CAIC. Centro de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente Escola Reitor Alvaro Augusto Cunha Rocha. Educação Infantil e Ensino Fundamental. Regimento Interno. Ponta Grossa, PR, 2015b. p. 101.

CALIL, G. O governo brasileiro é mesmo o pior do mundo no combate à pandemia? In: Esquerda Online. 2021. Disponível em: https://bit.ly/2YB9XMs. Acesso em: 10 mar. 2021.

COSTA, L. M. C. da. Avaliação do sistema de vigilância epidemiológica da influenza no Brasil, 2010-2013. 233 f. 2015. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) – Faculdade de Ciências da Saúde, Universidade de Brasília, Brasília, 2015. Disponível em: https://bit.ly/2ZZkRMP. Acesso em: 10 jan. 2021.

EVANGELISTA, O.; FLORES, R. L. B. Quando dói mais o bolso do que a alma, ou a “educação” do capital.Universidade à Esquerda, Jornal Socialista e Independente. Disponível em: https://bit.ly/3k8tnjI. Acesso em: 20 fev. 2021.

FALEIROS, V. P. Infância e Adolescência: trabalhar, educar, assistir, proteger. Revista Agora, ano I, n.1, p. 1-9, out. 2004.

FARIAS, E. A. de. Jornalismo à espanhola: um olhar sobre o noticiário recifense da epidemia de gripe de 1918. 2008. 197 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) − Centro de Artes e Comunicação, Programa de Pós-Graduação em Comunicação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008. Disponível em: https://bit.ly/3q6YBLH. Acesso em: 10 jan. 2021.

FIOCRUZ. Fundação Oswaldo Cruz. Observatório COVID 19. Impactos sociais economicos, culturais e políticos da pandemia. Disponível em: https://bit.ly/3lr92ao. Acesso em: 20 mar. 2021.

FONTES, V. O capital-imperialismo: algumas características. 2010. Disponível em: https://bit.ly/3ArQQkY. Acesso em: 10 mar. 2021.

FRADA, J. J. C. A Gripe Pneumónica em Portugal Continental -1918. Lisboa: Sete Caminhos, 2005.

GALVÃO, A. C.; SAVIANI, D. Educação na Pandemia: a falácia do “ensino” remoto. Revista Universidade & Sociedade, ano XXXI, n. 67. p. 36-49. Disponível em: https://bit.ly/3ArM2Mw. Acesso em: 10 mar. 2021.

HOBSBAWM, E. Era dos extremos: o breve século XX. 1914-1991. Tradução de Marcos Santana. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

KOLATA, G. Gripe: a história de pandemia de 1918. Rio de Janeiro: Campus, 2002.

LIBÂNEO, J. C.; OLIVEIRA, J. F. de.; TOSCHI, M. S. Educação escolar: políticas, estrutura e organização. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2005.

MARCHESI, Á. Mudanças sociais e mudanças educacionais na América Latina. In: Educação na América Latina e no Caribe: análise de perspectivas. Brasília: UNESCO: OREALC, 2002. p. 97-112.

MARX, K.; ENGELS, F. Manuscritos econômicos-filosóficos. São Paulo: Boitempo, 2004.

MÉSZÁROS, I. A educação para além do capital. São Paulo: Boitempo, 2005.

MÉSZÁROS, I. O século XXI: socialismo ou barbárie? São Paulo: Boitempo, 2003.

MONCORVO FILHO, A. A cura pelo sol. Buenos Aires: Las Ciencias, 1924.

PARANÁ. Conselho Estadual de Educação. Deliberação no. 05/20. Normas para o retorno das aulas presenciais no Sistema Estadual de Ensino do Paraná, no ano letivo de 2020a. Disponível em: https://bit.ly/3oQAEro. Acesso em: 19 mar. 2021.

PARANÁ. Decreto nº 4230 /2020. Dispõe sobre as medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do Coronavírus - COVID-19. 2020b. Disponível em: https://bit.ly/3mJIMrg. Acesso em: 19 mar. 2021.

PARANÁ. Governo do Estado. Secretaria da educação e do esporte. Resolução n.º 5.003/2020 – enunciado da resolução. 2020c. Disponível em: https://bit.ly/3lq86mo. Acesso em: 20 mar. 2021.

PONTA GROSSA. Prefeitura Municipal. Decreto no. 17.077/2020. Dispõe sobre a suspensão de atividades sujeitas a aglomeração de pessoas no Município de Ponta Grossa e da outras providências. 2020. Disponível em: https://bit.ly/3DrxsXj. Acesso em: 20 mar. 2021.

POTTER, C. W. A history of influenza. Journal of applied Microbiology, v. 91, n. 4, p. 572-579, oct. 2001. Disponível em: https://bit.ly/3GNez3A. Acesso em: 01 abr. 2021.

REDE COVIDA. Ciência, informação e solidariedade. Painel Brasil. Disponível em: https://bit.ly/3AsS0Nk. Acesso em: 22 mar. 2021.

ROSENBERG, C. E. Explaining epidemics and other studies in the History of Medi-cine. New York: Cambridge University Press, 1992.

SAVIANI, D. Escola e democracia. Edição comemorativa. Campinas: Autores Associados, 2008.

SAVIANI, D. Escola e democracia. São Paulo: Cortez, 1986.

SAVIANI, D. História das ideias pedagógicas no Brasil. Campinas: Autores Associados, 2010.

SAVIANI. D. Pedagogia histórico-crítica: aproximações. 11. ed. ver. Campinas: SP: Autores associados, 2011.

TELAROLLI JUNIOR, R. Epidemias no Brasil: uma abordagem biológica e social. 2. ed. São Paulo: Moderna, 2003.

UNDIME/CONSED (Org.). Retratos da Educação no Contexto da Pandemia do Coronavírus: Perspectivas em Diálogo. 2020.

URT, S. da C. et al. Adoecimento docente e as relações de trabalho do professor: uma articulação com as problemáticas mais amplas da sociedade. In: FACCI, M. G. D.; URT, S. C. (Org.). Quando os professores adoecem: demandas para a psicologia e a educação. Campo Grande, MS: Ed. UFMS, 2020. p. 255-284.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2021 Eliza Ribas Gracino, Rosiane Machado da Silva, ConfiguraçõesJoana D Arc Vaz, Sandra do Rocio Ferreira Leal

Downloads

Não há dados estatísticos.