Banner Portal
Águas que educam
PDF

Palavras-chave

História regional
Práticas culturais
Didática

Como Citar

CARDOSO, Maria Angélica; ALVES, Giberto Luiz; MATIAS, Rosemary. Águas que educam: as práticas culturais na organização do trabalho didático. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 23, n. 00, p. e023020, 2023. DOI: 10.20396/rho.v23i00.8670683. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8670683. Acesso em: 22 maio. 2024.

Resumo

O objeto aqui apresentado é o documentário Águas que Educam – o Pantanal e sua História na Pintura Sul-mato-grossense. O objetivo foi analisar a viabilidade e a relevância deste documentário, apresentado em vídeo, como recurso elaborado em busca de uma nova proposta didática. Conforme Alves (2001, p. 256) “[...] a produção de uma nova forma de organização do trabalho didático exige a incorporação de outros recursos tecnológicos que não o manual didático.” As questões que nortearam este trabalho foram: Qual o entendimento dos professores quanto à utilização de obras de artes plásticas, música e poesia no ensino da história do Pantanal, contada no documentário? Como incorporar novos recursos de modo a despertar o interesse da criança e do adolescente pelo conhecimento? Para responder às questões os procedimentos metodológicos contaram com levantamento bibliográfico e documental, análise do documentário e uma enquete que contou com a participação de 11 professores. A análise dos dados ocorreu sob as categorias universal e singular, organização do trabalho didático e práticas culturais, utilizando-se dos textos de Alves (2001, 2003, 2005, 2012, 2019), Lukacs (2005) e Marx e Engels (1983). A análise dos dados revelou não só a viabilidade como também a relevância do documentário para o processo de ensino e de aprendizado, principalmente frente às dificuldades encontradas para se trabalhar com a história regional.

https://doi.org/10.20396/rho.v23i00.8670683
PDF

Referências

ABUD, K. Currículos de história e políticas públicas: os programas de história do Brasil na escola secundária. In: BITTENCOURT, C. (org.) O saber histórico na sala de aula. 9. ed. São Paulo: Contexto, 2004.

ÁGUAS QUE EDUCAM: o pantanal e sua história na pintura sul-mato-grossense. 2016. Vídeo (20min. 08 seg.). Publicado pelo Instituto Cultural Gilberto Luiz Alves. Disponível em: https://icgilbertoluizalves.com.br/documentario/aguas-que-educam-o-pantanal-e-sua-historia-na-pintura-sul-mato-grossense-2 Acesso em: 30 nov. 2020.

ALVES, G. L. A produção da escola pública contemporânea. Campo Grande, MS: Ed. UFMS; Campinas, SP: Autores Associados, 2001.

ALVES, G. L. Cultura: crítica aos usos e significados do termo. Instituto Cultural Gilberto Luiz Alves, 2019. Disponível em: https://icgilbertoluizalves.com.br/imagens/textocientificopdf/alves-gilberto-luiz-cultura-cr-tica-aos-usos-e-significados-do-termo260315.pdf. Acesso em: 12 abr. 2022.

ALVES, G. L. Mato Grosso do Sul: o universal e o singular. Campo Grande, MS: Ed. UNIDERP, 2003.

ALVES, G. L. O Pantanal e sua história na pintura sul-mato-grossense. Campo Grande, MS: Ed. UFMS, 2014.

ALVES, G. L. O Trabalho didático na escola moderna: formas históricas. Campinas, SP: Autores Associados, 2005.

ALVES, G. L. Organização do trabalho didático: a questão conceitual. Revista Acta Scientiarum Education. v. 34, n. 2, p. 169-178, 2012. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciEduc/article/view/17180/pdf. Acesso em: 08 nov. 2021.

ANDIFES. UFMS - Projeto Águas que Educam será realizado em outubro em cinco cidades. Andifes, 2014. Disponível em: https://www.andifes.org.br/?p=28583. Acesso em: 12 dez. 2021.

BITTENCOURT, C. O saber histórico na sala de aula. 9. ed. São Paulo: Contexto, 2004.

BRASIL, Ministério da Educação/Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP nº 2, de 22 de dezembro de 2017. Institui e orienta a implantação da Base Nacional Comum Curricular, a ser respeitada obrigatoriamente ao longo das etapas e respectivas modalidades no âmbito da Educação Básica. Acesso em 02 de junho de 2022.

BRASIL. [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal. 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 03 mar. 2022.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular - BNCC. Brasília: MEC, 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/a-base. Acesso em: 08 nov. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Guia Temas Contemporâneos Transversais na BNCC. Brasília: MEC, 2019. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/implementacao/guia_pratico_temas_contemporaneos.pdf. Acesso em: 12 nov. 2021.

BRASIL. Ministério de Educação. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências.

BRASIL. Ministério de Educação. Lei nº 9.394/96, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília: MEC, 1996.

CAMPO GRANDE. Secretaria Municipal de Educação. Referencial Curricular Circunstancial para o Ensino Fundamental REME. Ciências Humanas. Campo Grande, MS: SEMED. 2021. Disponível em: https://gefem-semed.blogspot.com/p/referencial-curricular.html. Acesso em: 07 mar. 2022.

COHN-PLOUCHART, D. Le Roman de Formation. In: KAHN, P. et al. L’Éducation. Approches Philosophiques. Paris: Presses Universitaires, 1990. p. 157-169.

CORUMBÁ. Exposição que conta a história do Pantanal será aberta hoje em Corumbá. Corumbá, 2013. Disponível em: https://www.corumba.ms.gov.br/2013/11/exposicao-que-conta-a-historia-do-pantanal-sera-aberta-hoje-em-corumba/. Acesso em: 10 dez. 2021.

DOURADOS NEWS. Projeto “Águas que Educam” chega a Dourados na segunda-feira. Dourados News, 2014. Disponível em https://www.douradosnews.com.br/dourados/projeto-aguas-que-educam-chega-a-dourados-na-segunda-feira/630996. Acesso em: 08 dez. 2021.

LUKACS, G. Velha e nova cultura. Transcrição: Biblioteca Virtual Revolucionária, Arquivo Marxista na Internet, 2005. Disponível em https://www.marxists.org/portugues/lukacs/1920/mes/cultura.htm. Acesso em: 02 jun. 2021.

MARX, K.; ENGELS, F. Textos sobre educação e ensino. São Paulo: Moraes, 1983.

MENDES, E. Projeto Águas que Educam. UFMS, Campus Aquidauana, 2013. Disponível em: https://cpaq.ufms.br/projeto-aguas-que-educam/ Acesso em: 08 dez 2021.

ONU. Resolução A/RES/71/222 de 21 de dezembro de 2016. Resolução aprovada pela Assembleia Geral em 21 de dezembro de 2016. Década Internacional para a Ação "Água para o Desenvolvimento Sustentável" (2018-2028) A / RES / 71/222. Disponível em: https://d1p480y8ywg81t.cloudfront.net/media/signorelli/colegio/unesco/resolucao-decada-internacional-para-a-acao-agua-para-o-desenvolvimento-sustentavel-2018-2028.pdf. Acesso em: 08 dez. 2021.

PROJETO Águas que Educam e show Crianceiras chegam a Corumbá esta semana. Jornal Diário Corumbaense, 04 de novembro de 2013. Disponível em: https://diarionline.com.br/?s=noticia&id=63633. Acesso em: 10 dez. 2021.

PULLMAN, P. As crianças precisam de arte, histórias, poemas e música tanto quanto precisam de amor, comida, ar puro e brincar. Blog Astrid Lindgren Memorial Award, Estocolmo, Suécia, 17 de dezembro de 2015. Disponível em: https://astridlindgrenmemorialaward.wordpress.com/2015/12/17/children-need-art-and-stories-and-poems-and-music-as-much-as-they-need-love-and-food-and-fresh-air-and-play/ Acesso em: 08 jan. 2021.

SCREMIN-DIAS, E. Orelha de livro. In: ALVES, G. L. (org.). O Pantanal e sua história na pintura Sul-mato-grossense. Campo Grande, MS: Ed. UFMS, 2014.

TRÊS LAGOAS. Três Lagoas recebe projeto “Águas que Educam” em dezembro. Três Lagoas, MS, 2013. Disponível em: http://www.treslagoas.ms.gov.br/tres-lagoas-recebe-projeto-aguas-que-educam-em-dezembro/. Acesso em: 10 dez. 2021.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Maria Cardoso; Giberto Alves; Rosemary Matias

Downloads

Não há dados estatísticos.