Denegação da história, exportação do mito

a dOCUMENTA(13) entre Kassel e Cabul

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/modos.v5i2.8665317

Palavras-chave:

Documenta, História das exposições, Curadoria, Arte global, Crise global

Resumo

Nesse artigo analisaremos a 13ª edição da documenta de Kassel, realizada em 2012. De maneira inédita, parte da exposição ocorreu fora da Alemanha, com a realização de um seminário e de uma exposição reduzida em Cabul, no Afeganistão. A análise da exposição aqui apresentada pertence a uma pesquisa voltada a problematizar a relação das megaexposições com o contexto de crise global no século XXI, com atenção especial à reorganização da geopolítica mundial com a Guerra ao Terror. Daí nosso interesse particular por essa exposição realizada no Afeganistão, poucos anos após a invasão militar norte-americana. Analisaremos o discurso curatorial de Carolyn Christov-Bakargiev, diretora artística desta edição, momentos da recepção, e trabalhos de artistas que expuseram tanto em Kassel quanto em Cabul – apoiando-nos para tanto nos catálogos e em materiais do documenta archiv de Kassel. Procuraremos, por fim, posicionar essa edição específica com relação à história da documenta, ou melhor, demonstrar como a curadoria ressignifica essa história em mito, no movimento de legitimação de sua ação no presente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriel Ferreira Zacarias, Universidade Estadual de Campinas

Doutorado em Estudos Culturais junto às Universidades de Bergamo (Itália) e da Universidade de Perpignan (França). Professor de História da Arte no Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas (IFCH-Unicamp).

Referências

BHANDARI, S.; KAKAR, H. Ein wenig Hoffnung auf Wandel. HNA Zeitung, 2. Juli 2012.

BOURRIAUD, N. Estética relacional, trad. Denise Bottmann, SP: Martis Fontes, 2009.

BUURMAN, N. Angels in the White Cube? Rhetorics of Curatorial Innocence at dOCUMENTA(13). Curating in Feminist Thought, oncurating.org, n. 29, may 2016, pp.146-160.

BUURMAN, N.; RICHTER, D. documenta – Curating the History of the Present, oncurating.org, n. 33, June 2017.

CHRISTOV-BAKARGIEV, C. Arte Povera. London: Phaidon, 2005.

CHRISTOV-BAKARGIEV, C. dOCUMENTA(13). Catalog 1/3. The Book of Books. Ostfildern: Hatje Cantz, 2012.

GARDNER, A.; GREEN, C. Biennials, Triennials and documenta, Wiley / Blackwell, 2016.

GLICENSTEIN, J. L’art, une histoire d’expositions. Paris: PUF, 2009.

KURZ, R. Weltordnungskrieg. Das Ende der Souveränität und die Wandlungen des Imperialismus im Zeitalter der Globalisierung. Horlemann Verlag, Bad Honnef, 2003.

MARIAM GHANI, A brief history of collapses (2012). Disponível em: https://www.mariamghani.com/work/357. Acesso em 08/07/2019

NESHITOV, T. Krieg schafft Fakten – Kunst auch. Süddeutsche, 14. Juli 2012.

ZACARIAS, G. F. No espelho do terror: jihad e espetáculo, SP: Elefante, 2018.

ZACARIAS, G. “documenta: exposição para uma época de crises?”, Periódico Permanente, n. 8, 2020.

Downloads

Publicado

2021-10-15

Como Citar

ZACARIAS, G. F. Denegação da história, exportação do mito: a dOCUMENTA(13) entre Kassel e Cabul . MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 5, n. 2, p. 320–336, 2021. DOI: 10.20396/modos.v5i2.8665317. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/mod/article/view/8665317. Acesso em: 27 set. 2022.

Edição

Seção

Dossiê - Uma ocorrência recorrente: bienais e exposições periódicas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)