Vulnerabilidades, políticas das imagens e novas subjetividades
PDF

Palavras-chave

Vulnerabilidade
Arte e política
Acervos de museus
Coleções
Destruição.

Como Citar

OLIVEIRA, Emerson Dionisio Gomes de; MALTA, Marize; COUTO, Maria de Fátima Morethy. Vulnerabilidades, políticas das imagens e novas subjetividades. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 8, n. 1, p. 1–26, 2024. DOI: 10.20396/modos.v8i1.8675677. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/mod/article/view/8675677. Acesso em: 26 maio. 2024.

Resumo

A presente edição da Revista MODOS: Revista de História da Arte conta com dezesseis textos inéditos e uma entrevista. Destacamos os artigos do dossiê "Arte vulnerável: coleções, histórias, pesquisa, exposições". Os textos selecionados se focam nas relações entre arte, política e ideologia, que contribuiriam para a criação e o desenvolvimento de novas subjetividades e ordens simbólicas, opondo-se tanto à hegemonia cultural quanto a uma arte supostamente apolítica como força antagônica. Abarcam temporalidades e geografias diversas, discutem espaços institucionais e/ou alternativos, exposições, obras e objetos diversificados, construindo assim um amplo panorama sobre o tema. Destaque-se a entrevista com Thomas Röske, atual Diretor da Coleção Prinzhorn, da Universidade de Heidelberg.

https://doi.org/10.20396/modos.v8i1.8675677
PDF

Referências

ANDRADE, R. M. F. de. Rodrigo e o SPHAN. Coletânea de textos sobre patrimônio cultural. Rio de Janeiro: Fundação Nacional Pró-Memória, 1987.

ARAUJO, L. A. VULNERABILIDADE. Sapere Aude, v.1, n.24, p.522-537, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.5752/P.2177-6342.2021v12n24p522-537. Acesso em: jan. 2024.

AZEVEDO, E.; TERRA CABO, M.; PENTAGNA GUIMARÃES, R. M. Invisíveis, intangíveis e irrecuperáveis: as pinturas do Museu Nacional da Quinta da Boa Vista. MODOS: Revista de História da Arte, v. 8, n. 1, p. 165-183, jan. 2024. DOI: 10.20396/modos.v8i1.8674175. Acesso em: jan. 2024.

BEHZAD, N.; QARIZADAH, D. O homem que explodiu estátuas históricas para o Talebã, BBC News Brasil, 14 de março de 2015. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/03/150312_budas_taleba_pai. Acesso em: jan. 2024.

BOCHNER, R. Memória fraca e patrimônio queimado. Revista Eletrônica de Comunicação Informação e Inovação em Saúde, v.12, n.3, p-244-248, jul./set. 2018.

CARDOSO, F. C.; RIBEIRO, N. L. O circuito particular de exposições de arte no Rio de Janeiro na década de 1880: uma fase de transição do sistema de arte acadêmico para o moderno. MODOS: Revista de História da Arte, v. 8, n. 1, p. 106–138, 2024. DOI: 10.20396/modos.v8i1.8674599.

CARDOSO, R. Imaginação diaspórica ou apropriação cultural?: a afro-brasilidade nas obras de Dimitri Ismailovitch e Maria Margarida Soutello. MODOS: Revista de História da Arte, v. 6, n. 1, p. 378-410, 2022. DOI: 10.20396/modos.v6i1.8667205. Acesso em: jan. 2024.

CONSIDERA, A. F. Uma história dos fazeres museais no Brasil entre a segunda metade do século XIX e as primeiras décadas do século XX: Museu Nacional, Museu Paraense Emílio Goeldi, Museu Paranaense e Museu Paulista. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília, Brasília, 2015.

COSTA, L. C. da. A condição precária da arte: corpo e imagem no século XXI. Belo Horizonte: Relicário, 2022.

FERRAZ, T. S. Obras tridimensionais do acervo do MAM São Paulo feitas por artistas mulheres premiadas nos Panoramas da Arte Brasileira. MODOS: Revista de História da Arte, v. 8, n. 1, p. 54–85, 2024. DOI: 10.20396/modos.v8i1.8673790.

FERREIRA, H.; CÁSSIA, E. Esta imagem corre risco de vida. Alterosa, Belo Horizonte, n.367, p.33-35, 1963.

FINEMAN, M. A. The vulnerable subject: anchoring equality in the human condition. Yale Journal of Law & Feminism, v. 20, 2008. Disponível em: https://openyls.law.yale.edu/handle/20.500.13051/6993. Acesso em: dez. 2023.

FRANCO, J. Turistas roubam obras de Aleijadinho. Revista O Cruzeiro, p.89-91, 12 jan. 1963.

FREIRE, A., ALMADA, I., PONCE, J.A. (orgs.) Tiradentes, um presídio da ditadura. Memórias de presos políticos. São Paulo: Scipione, 1997.

GORDON-BOUVIER, E. Relational vulnerability: the legal status of cohabiting carers. Feminist Legal Studies, v. 27, n. 2, p. 163-187, 2019.

GOYENA, A. O Sorriso irônico dos budas: demolição e patrimônio no vale sagrado de Bamiyan. In: SANTOS, R.; BITAR, N.; GUIMARÃES, R. (orgs.). A alma das coisas: patrimônio, materialidade e ressonância. Rio de Janeiro: Mauad X, Faperj, 2013, p.19-46.

HASAN, K. Swiss documentary on Afghanistan: Pakistani, Saudi engineers, Daily Times, March 19, 2006. Reproduzido em: https://www.buddhistchannel.tv/index.php?id=4,2464,0,0,1,0. Acesso em: jan. 2024.

JORNAL DO BRASIL. Minas pede à Interpol que localize suas relíquias e quer prisão de antiquário, 23 fev.1974, 1º Caderno, p.14.

MONDZAIN, M-J. Imagem, ícone, economia: as fontes bizantinas do imaginário contemporâneo. Rio de Janeiro: Contraponto, Museu de Arte do Rio, 2013.

MURARI, V. T. Entre o traço e a crítica: reflexões sobre a gravura Natura Morta con Oggetti Bianchi su Fondo Scuro de Giorgio Morandi no acervo do MAC USP. MODOS: Revista de História da Arte, v. 8, n. 1, p. 87-104, 2024. DOI: 10.20396/modos.v8i1.8674406. Acesso em: jan. 2024.

OLIVEIRA, N. R. A graciosa inconstância das formas (da arte) nos quipus de Cecilia Vicuña. MODOS: Revista de História da Arte, v. 8, n. 1, p. 27–52, 2024. DOI: 10.20396/modos.v8i1.8674326. Acesso em: jan. 2024.

RICHARD, F. S.O.S. para a arte em Minas. O Cruzeiro, p.58-61, 17 de ago. 1968.

SELIGMANN-SILVA, M. Toda política é política das imagens. In: KAMINSKI, R. et al. (orgs.). Artes & Violências. São Paulo: Intermeios, 2020,p.159-181.

TORRES, M. Os ladrões roubam sem amor à arte. Alterosa, Belo Horizonte, n. 367, p.34-35, 1963.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

Copyright (c) 2024 Emerson Dionisio Gomes de Oliveira Oliveira, Maria de Fátima Morethy Couto, Marize Malta

Downloads

Não há dados estatísticos.