Redes de segurança alimentar e agricultura familiar: a merenda escolar como instrumento de desenvolvimento local

Autores

  • Luiz Fernando Paulillo Universidade Estadual de Campinas
  • Luiz Manoel Almeida Universidade Estadual de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.20396/san.v12i1.1837

Palavras-chave:

Políticas públicas. Citricultura. Segurança alimentar. Merenda. Capital social.

Resumo

O trabalho apresenta um caso concreto de formação de uma rede de capital social em torno da temática da segurança alimentar local, abarcando não somente as condições de saúde das pessoas, de higiene dos alimentos e da autenticidade da produção, mas também a melhora das condições de renda e emprego de pequenos agricultores e trabalhadores rurais. Este trabalho mostra que num município paulista foi possível desenvolver um programa de segurança alimentar com essa amplitude, através da inclusão do suco de laranja natural pasteurizado na merenda escolar. Este caso, ocorrido no centro do cinturão citrícola brasileiro, mostra como mecanismos institucionais desenvolvidos por meio de políticas públicas participativas e organizações locais podem promover o desenvolvimento rural local com possibilidades de inclusão social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Fernando Paulillo, Universidade Estadual de Campinas

Doutor em Economia pelo Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas. Professor Adjunto do Departamento de Engenharia de Produção da Universidade Federal de São Carlos

Luiz Manoel Almeida, Universidade Estadual de São Paulo

Doutor em Sociologia pela Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara/Universidade Estadual de São Paulo. Mestre em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de São Carlos

Referências

ALMEIDA, L. M. Novas Formas de Contratação de Mão-de-obra Rural no Complexo Agroindustrial Citrícola Paulista. São Carlos: UFSCAr, 2002. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção), Centro em Ciências Exatas e Tecnológicas.

ARAÚJO, M. C. S. Capital Social – Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2003.

ARCE, A; MARSDEN, T. Food practices and social relations: towards cultures of consumption. Paper presented at the XIIIth World Congress of Sociology, Bielfeld. 1994.

BELIK, W.; MALUF, R. (orgs.) Abastecimento e segurança alimentar: os limites da liberalização. Campinas; IE/UNICAMP, 2000. 234 p.

BONANNO, A; MARSDEM, T.; SILVA, J. F. G. “Globalização e localização: elementos para entender a reestruturação dos espaços rurais”. In: Cavalcanti, J. S. B. (Org.) Globalização, trabalho, Meio ambiente: mudanças socioeconômicas em regiões frutícolas para exportação. Recife: Editora Universitária da UFPE, 1999.

BOURDIEU, Pierre. Le capital social. Actes de la recherche en sciences sociales. Paris, n.31, 1980.

CASTILHOS, D.S.B. Capital social e políticas públicas: um estudo da linha infra-estrutura e serviços aos municípios do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar: Porto Alegre: UFRGS/IEPE/ PGDR, Dissertação de Mestrado, 2001.

CASTELL, M. The Rise Of Network Society – The Information Age: Economy, Society and Culture – Vol.1. Cornwall, Grã Bretanha: Blackwell, Publishers , 1996/1998.

COLEMAN, James S. Foundations of Social Theory – Cambridge, Londres: The Belknap Press of Harvard University Press , 1990.

DOWDING, K. Model or metaphor? A critical review of the policy network approach. Oxford: Blackwell Publisher. Political Studies, n. XLII, 1995.

FRIEDMAN, H. Uma economia mundial de alimentos sustentável. In: Belik, W. ; Maluf, R. S. Abastecimento e segurança alimentar: os limites da liberalização. Campinas: IE/UNICAMP, 2000. p. 01-22.

FUKUYAMA, Francis. A grande ruptura: A Natureza Humana e a Reconstituição da Ordem Social. Rio de Janeiro: Rocco, 2000.

INSTITUTO DE ECONOMIA AGRÍCOLA Perfil Agrícola dos Municípios Paulistas – 2004. Secretaria da Agricultura e do Abastecimento do Estado de São Paulo. Disponível em (www.iea.sp.gov.br).

MONASTERIO, L. M. Putnam no Pampa: Capital Social e a Metade Sul do Rio Grande do Sul. Anais do II Seminário da Nova Economia Institucional. Campinas, IE/UNICAMP, julho/ 2001, CD-ROM.

MALUF, R. S.; MENEZES, F.; VALENTE, F. Contribuição ao tema da segurança alimentar no Brasil. Cadernos de Debate, NEPA/UNICAMP, Campinas, vol. IV, p. 66-88, 1996.

ORTEGA, A. C. Acción colectiva y articulación de intereses en los complejos agroindustriales brasileños: organizaciones especializadas por productos e interprofesiones. Córdoba: Universidade de Córdoba, 1995. Tese (doutorado em Economia), Departamento de Economia, Sociologia e Política Agrária.

PAULILLO, L. F. Redes de Poder e Territórios Produtivos. São Carlos: Ed. UFSCAr, 2000.

PAULILLO, L. F. et al. Reestruturação agroindustrial, políticas públicas e segurança alimentar regional. São Carlos: Edufscar, 2002.

PAULILLO, L. F.; PESSANHA, L. Segurança alimentar, políticas públicas e regionalização: In: PAULILLO, L. F. et. al. Reestruturação agroindustrial, políticas públicas e segurança alimentar regional. São Carlos: Edufscar, 2002.

PUTNAM, Robert D. Comunidade e Democracia: a experiência da Itália Moderna. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1996.

PUTNAM, Robert D. Bouling Alone. Touchstone, Rockefeller Center, USA, 2000.

SABOURIN, Eric – Planejamento do Desenvolvimento dos Territórios Rurais – Conceitos, controvérsias e experiências – Brasília : UFPB/CIRAD/EMBRAPA , 2002.

SOUZA FILHO, H. M.; PAULILLO, L. F. Public policies, transaction costs and access to commodity chain markets – Brasil. Roma: FAO/ ONU. Relatório de pesquisa, 2005.

VIEIRA, A.C. Integração Vertical, Concentração e Exclusão na Citricultura Paulista.. 171 p. (Doutorado em Engenharia de Produção). Centro de Ciências Exatas e Tecnologia, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2003.

Downloads

Como Citar

PAULILLO, L. F.; ALMEIDA, L. M. Redes de segurança alimentar e agricultura familiar: a merenda escolar como instrumento de desenvolvimento local. Segurança Alimentar e Nutricional, Campinas, SP, v. 12, n. 1, p. 26–44, 2015. DOI: 10.20396/san.v12i1.1837. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/san/article/view/1837. Acesso em: 29 set. 2022.

Edição

Seção

Artigo de Segurança Alimentar e Nutricional