Avaliação da ingestão de leite e substitutos e do hábito do desjejum de universitários do curso de nutrição

Autores

  • Loraine Gollino Universidade Estadual de São Paulo
  • Ana Carolina Campi Cansian Departamento de Clínica Médica
  • Joana Bevilacqua de Oliveira Alves Universidade Estadual de São Paulo
  • Estefânia Maria Soares Pereira Universidade Federal do Triângulo Mineiro

DOI:

https://doi.org/10.20396/san.v20i2.8634600

Palavras-chave:

Estudantes universitários. Hábito do desjejum. Leite e substitutos.

Resumo

A pesquisa visou avaliar a ingestão de leite e substitutos, o hábito do desjejum e a percepção qualitativa do desjejum após o ingresso na instituição dos estudantes universitários de Nutrição da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), Uberaba (Minas Gerais). A amostra foi constituída por 111 estudantes, do primeiro ao oitavo semestre, de ambos os gêneros, com média de idade de 21 anos. A análise da ingestão alimentar foi feita pelo Questionário Semi-Quantitativo de Frequência Alimentar (QSQF) e perguntas sobre o hábito e consumo do desjejum. Os resultados mostraram que 37% dos estudantes ingeriam de 3 ou mais porções de leite e/ou substitutos diariamente e em relação ao hábito do desjejum, (60,36%) dos estudantes realizavam todos os dias. Na auto-avaliação do desjejum 46% classificaram como “bom” e 34,2% como “regular” e quanto as modificações alimentares ao ingressar na Universidade, 53,1% identificaram que houve mudança e, dentre estes, 54,2% classificaram como benéfica. Nesta pesquisa foram identificados bons hábitos entre os estudantes. Análises que envolvam os estudantes, vinculados à informação nutricional, tornam-se valiosas por fazerem parte da classe de futuros multiplicadores da área da saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Loraine Gollino, Universidade Estadual de São Paulo

Departamento de Clínica Médica (UNESP-FMB).

Ana Carolina Campi Cansian, Departamento de Clínica Médica

Departamento de Clínica Médica (UNESP-FMB).

Joana Bevilacqua de Oliveira Alves, Universidade Estadual de São Paulo

Departamento de Clínica Médica (UNESP-FMB).

Estefânia Maria Soares Pereira, Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Docente e Coordenadora do curso da Graduação em Nutrição na Universidade Federal do Triângulo Mineiro – UFTM.

Referências

Alves HJ, Boog MCF. Comportamento alimentar em moradia estudantil: um espaço para promoção da saúde. Rev Saúde Pública. 2007;41(2):197-204.

Niemeier HM, Raynor HA, Lloyd-Richardson EE, Rogers ML, Wing RR. Fast food consumption and breakfast skipping: predictors of weight gain from adolescence to adulthood in a Nationally Representative Sample. J Adolesc Health. 2006;39:842-849.

Vieira VCR, Priore SE, Ribeiro SMR, Franceschini SCC, Almeida LP. Perfil socioeconômico, nutricional e de saúde de adolescestes recém-ingressos em uma universidade pública brasileira. Rev Nutr. 2002;15(3):273-282.

Marchioni DML, Slater B, Fisberg RM. Aplicação das Dietary Reference Intakes na avaliação de ingestão de nutrientes para indivíduos. Rev Nutr. 2004;17(2):207-216.

Pereira GAP, Genaro PS, Pinheiro MM, Szejnfeld VL, Martini LA. Cálcio dietético – estratégias para otimizar o consumo. Rev. Bras. Reumatol. 2009;49(2):164-80.

Philippi ST, Latterza AR, Cruz ATR, Ribeiro LC. Pirâmide Alimentar Adaptada: Guia para escolhas dos alimentos. Rev Nutr. 1999;12(1):65-80.

Porto F. Análise de ingestão de cálcio de adolescentes de São Leopoldo [tese de doutorado]. Porto Alegre: Pontífica Universidade Católica do Rio Grande do Sul; 2005.

Galeazzi MAM, Domene SMA, Schieri R. (org.). Estudo multicêntrico sobre consumo alimentar. Rio de Janeiro: Ministério da Saúde, 1997.

Anderson JJB. Nutrição e saúde óssea. In: Mahan KL, Escott-Stump S. Krause, alimentos, nutrição & dietoterapia. 11. ed. São Paulo: Roca; 2005.

Pinheiro KAPN. Perfil do consumo de desjejum de estudantes da Área de Saúde da Universidade de Brasília, DF [tese de doutorado]. Brasília: Universidade de Brasília; 2006.

Gambardella AMD, Frutuoso MFP, Franch C. Prática alimentar de adolescentes. Rev Nutr. 1999;12(1):5-19.

Acosta MM. Influencia del desayuno sobre da función cognocitiva de escolares de uma zona urbana de Valencia, Venezuela. Arch Latinoam Nutr. 2001;51(1):57-63.

Rosenburg O. O desjejum dos alunos das quatro principais primeiras séries de nível I das escolas da rede municipal de ensino de São Paulo. Rev Saúde Pública. 1977;11(4).

Silva MV. Alimentos consumidos pelos alunos de escolas de tempo integral. Alimen. Nutr. 2000;11:89-110.

Lerner BR, Lei DLM, Chaves SP, Freire RD. O cálcio consumido por adolescentes de escolas públicas de Osasco, São Paulo. Rev Nutr. 2000;13(1):57-63.

Silva HHC. Consumo alimentar do desjejum de adolescentes em escolas particulares de Brasília, DF [tese de doutorado]. Brasília: Universidade de Brasília; 2006.

Matthys C, Henauw S, Bellemans M, Maeyer M, Backer G. Breakfast habits affect overall nutrient profiles in adolescents. Public Health Nutrition. 2006;10(4):413-21.

Marcondelli P, Costa THM, Schmitz BAS. Nível de atividade física e hábitos alimentares de universitários do 3° ao 5° semestre da área da saúde. Rev Nutr. 2008;21(1):39-47.

Larson NI, Story M, Wall M, Neumark-Sztainer D. Calcium and dairy intakes of adolescents are associated with their home environment, taste preferences, personal health beliefs, and meal patterns. J Am Diet Assoc. 2006;106(11):1816-24.

Vieira VCR, Priore SE, Ribeiro SMR, Franceschini SCC. Alterações no padrão alimentar de adolescentes com adequação pôndero-estatural e elevado percentual de gordura corporal. Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. 2005;5(1):93-102.

Costa MCD, Cordoni Júnior L, Matsuo, T. Hábito alimentar de escolares adolescentes de um município do oeste do Paraná. Rev Nutr. 2007;20(5):461-471.

Garcia GCB, Gambardella AMD, Frutuoso MFP. Estado nutricional e consumo alimentar de adolescentes de um centro de juventude da cidade de São Paulo. Rev Nutr. 2003;16(1):41-50.

DRI. Food and Nutrition Board, Institute of Medicine. Dietary reference intakes for calcium, phosphorus, mgnesium, vitamin D, and fluoride. Washington, DC: National Academy Press; 1997.

Monteiro MRP, Andrade MLO, Zanirati VF, Silva RR. Hábito e consumo alimentar de estudantes do sexo feminino dos cursos de enfermagem de uma universidade pública. Rev APS. 2009;12(3):271-277.

Durá Travé T. Ingesta de leche y derivados lácteos em la población universitária. Nutr Hosp. 2008;23(2):89-94.

Saito MI. Nutrição. In: Marcondes E. Pediatria Básica. 8. ed. São Paulo: Sarvier; 1999. p. 555-560.

Rego Filho EA, Vier BP, Campos E, Günther LA, Carolino IR. Avaliação nutricional de um grupo de adolescentes. Acta Sci. Health Sci. 2005;27(1):63-67.

Molinero O, Piñero-Castro J, Ruiz JR, González Montesinos JL, Mora J, Márquez S. Conductas de salud em escolares de la província de Cádiz. Nutr Hosp. 2010;25(2):280-289.

Durá Travé T. El desayuno de los alumnos de Educación Secundaria Obligatoria (ESO). Nutr Hosp. 2002;17(4):189-196.

Rivas, P. R.; Figueredo, C. R.; Lanza, T. A.; González-Lamuño, D, Fuentes MG. Desayuno y almuerzo de los adolescentes escolarizados de Santander. Nutr Hosp. 2005;10(3):217-222.

Schlundt DG, Hill JO, Sbrocco T, Pope-Cordle J, Sharp T. The role of breakfast in the treatment of obesity: a randomized clinical trial. Am J Clin Nutr. 1992;55:645-651.

Lozano RH, Ballesteros JCF. Estudio sobre el desayuno y el rendimiento escolar em um grupo de adolescentes. Nutr Hosp. 2006;21(3):346-352.

Bravo AM, Martín NÚ, González AG. Evaluación de los hábitos alimentarios de una población de estudiantes universitarios en relación con sus conocimientos nutricionales. Nutr Hosp. 2006;21(4):466-73.

Roberto HL, Carlos FBJ. Influencia de un programa de educación nutricional en la modificación del desayuno en un grupo de adolescentes. Nutr. Clín. Diet. Hosp. 2010;30(2):26-32.

Hultman E. Nutritional effects on work performance. Am J Clin Nutr. 1989;49:949-957.

Michaud C, Musse N, Nicolas JP, Mejean L. Effects of breakfast-size on hort-tern memory concentration, mood and blood glucose. J Adolesc Health. 1991;12(1):53-57.

Pollitt E, Mathews R. Breakfast and cognition: an integrative summary. Am J Clin Nutr. 1988;67:804-813.

Bispo JS. Perfil alimentar referente ao desjejum dos professores da universidade de Brasília [dissertação de mestrado]. Brasília: Universidade de Brasília; 2006.

Downloads

Publicado

2013-02-11

Como Citar

1.
Gollino L, Cansian ACC, Alves JB de O, Pereira EMS. Avaliação da ingestão de leite e substitutos e do hábito do desjejum de universitários do curso de nutrição. Segur. Aliment. Nutr. [Internet]. 11º de fevereiro de 2013 [citado 18º de outubro de 2021];20(2):236-44. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/san/article/view/8634600

Edição

Seção

Artigo de Segurança Alimentar e Nutricional