Importância dada à Paleontologia e Geologia no ensino de Ciências Naturais e Biologia: o que mudou?

  • Luana de Castro Oliveira Cruz Prof. Assoc. Paleontologia, Departamento de Oceanografia do IGEO/UFBA,
  • Simone Souza de Moraes
  • Rafaela Santos Chaves
Palavras-chave: Base nacional comum curricular. Ensino de Geociências. Livros didáticos

Resumo

Buscou-se detectar mudanças na importância dada aos temas de Paleontologia e Geologia no ensino de Ciências Naturais e Biologia nos últimos doze anos. Foram analisados os conteúdos sugeridos pelos PCNs, OCEM e BNCC e avaliada quantitativa e qualitativamente a sua abordagem em livros didáticos de Ciências Naturais e Biologia adotados em colégios de Salvador (Bahia) em 2006 e 2017/2018.Atualmente, os assuntos paleontológicos tem maior ocorrência nos livros didáticos do que há doze anos, mas estão quase restritos ao 7º ano, o que contraria as orientações dos PCNs e da BNCC do EFII. Apesar disto, houve aumento considerável na inclusão destes no EM, podendo haver retrocesso com as novas recomendações da BNCC. Apesar de adequadamente apresentados, os conteúdos geológicos foram registrados quase que exclusivamente nos livros do 6º ano. É muito preocupante a supressão de assuntos geológicos na BNCC, principalmente para o Ensino Médio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luana de Castro Oliveira Cruz, Prof. Assoc. Paleontologia, Departamento de Oceanografia do IGEO/UFBA,
Prof. Assoc. Paleontologia, Departamento de Oceanografia do IGEO/UFBA, Contatos: smoraes@ufba.br / (71) 3283-8568 e 99133-9342

Referências

Almeida C.N., Araújo C., Mello E.F. 2015. Geologia nas Escolas de Ensino Básico: a experiência do Departamento de Geologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Terra Didatica, 11(3): 150-161. URL: https://www.ige.unicamp.br/terraedidatica/v11_3/PDF11-3/Td-113-91-3F.pdf. Acesso 15.05.2018.

Brasil. Secretaria de Educação Fundamental. 1997. Parâmetros Curriculares Nacionais: introdução aos parâmetros curriculares nacionais. Brasília, MEC/SEF. URL: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/livro01.pdf. Acesso 15.05.2018.

Brasil. Secretaria de Educação Fundamental. 1998. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos Fundamental - Ciências Naturais. Brasília, MEC/SEF. URL: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/ciencias.pdf. Acesso 15.05.2018do Ensino.

Brasil. Ministério da Educação e Cultura. 2000a. Parâmetros Curriculares Nacionais (Ensino Médio): Bases Legais. Brasília, MEC/SEB. URL: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/blegais.pdf. Acesso 15.05.2018.

Brasil. Ministério da Educação e Cultura. 2000b. Parâmetros Curriculares Nacionais (Ensino Médio): Ciências da natureza, matemática e suas tecnologias. Brasília: MEC/SEB. URL: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/CienciasNatureza.pdf. Acesso 15.05.2018.

Brasil. Secretaria de Educação Básica. 2006. Ciências da natureza, matemática e suas tecnologias. Brasília, MEC/SEB. (Orientações curriculares para o ensino médio; volume 2). URL: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/book_volume_01_internet.pdf. Acesso 15.05.2018.

Brasil. Ministério da Educação. 2018. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC/SE/SEB/CNE. URL: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/wp-content/uploads/2018/12/BNCC_19dez2018_site.pdf. Acesso 15.05.2018.

Carneiro C. D. R., Toledo M. C. M., Almeida F. F. M. 2004. Dez motivos para a inclusão de temas de geologia na educação básica. Revista Brasileira Geoiências, 34(4): 553-560. URL: http://www.ppegeo.igc.usp.br/index.php/rbg/article/view/9787. Acesso 15.05.2018.

Cassab R.C.T. 2010. Objetivos e princípios. In: Carvalho I. S. ed. Paleontologia. Rio de Janeiro: Interciência. p. 3-11.

Carvalho, I.S. 2010. (ed.). Paleontologia: conceitos e métodos. Rio de Janeiro: Interciência. 756p.

Dodick J. 2007. Understanding evolutionary change within the framework of geological time. Mcgill Journal of Education, 42 (2): 245-264. URL: http://mje.mcgill.ca/article/view/2222/1692. Acesso 15.05.2018.

Grotzinger J., Jordan T. 2013. Para Entender a Terra. Porto Alegre: Bookman. p. 1-7.

Henriques M.H.P. 2010. Paleontologia e educação para a sustentabilidade. In: Carvalho I.S. ed. Paleontologia. Rio de Janeiro: Interciência. p. 689-700.

Moraes S.S., Santos J.F.S., Brito M.M.M. (2007). Importância dada à Paleontologia na educação brasileira: uma análise dos PCN e dos livros didáticos utilizados nos colégios públicos de Salvador, Bahia. In: Carvalho I.S. ed. Paleontologia: cenários da vida. Rio de Janeiro: Interciência. p. 71-75.

MOURA J.C.S, SILVA-SANTANA C.C. 2012. A evolução humana sob a ótica do professor do ensino médio. Revista Metáfora Educacional (13): 93-108. URL: http://www.valdeci.bio.br/pdf/n13_2012/moura_silva-santana_a_evolucao_n13_dez12.pdf. Acesso 05.03.2019.

Neves J.P., Campos L.M.L., Simões M.G. 2015. Atividades lúdicas (jogos) como ferramentas no ensino de Paleontologia. In: Soares M.B. org. A paleontologia na sala de aula. Ribeirão Preto: Sociedade Brasileira de Paleontologia. p. 455-459. URL: https://www.paleontologianasaladeaula.com/. Acesso 15.05.2018.

Scherer C.S., Moraes S.S., Oliveira T. 2016. Projeto FIOL: Salvamento Paleontológico: Uma ponte entre a universidade e a sociedade. 151p. Salvador: UFBA. URL: https://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/23419. Acesso 15.05.2018.

Schwanke C., Silva M.A.J. 2010. Educação e Paleontologia. In: Carvalho I.S. ed. Paleontologia. Rio de Janeiro: Interciência. p. 681-688.

Vasconcelos S.D., Souto E. 2003. O livro didático de ciências no ensino fundamental – proposta de critérios para análise do conteúdo zoológico. Ciência & Educação, 9(1): 93-104. URL: http://www.scielo.br/pdf/ciedu/v9n1/08.pdf. Acesso 15.05.2018.

Publicado
2019-11-24
Como Citar
Cruz, L. de C. O., Moraes, S. S. de, & Chaves, R. S. (2019). Importância dada à Paleontologia e Geologia no ensino de Ciências Naturais e Biologia: o que mudou?. Terrae Didatica, 15, e019055. https://doi.org/10.20396/td.v15i0.8654886