Letramentos literários na contemporaneidade

criticidade e subversão

Autores

Palavras-chave:

Letramentos literários, Contemporaneidade, Criticidade, Subversão, Linguística Aplicada

Resumo

Letramentos literários são aqui compreendidos como práticas sociais que envolvem leituras, escutas, ilustrações, performances e/ou escritas literárias. Se antes o termo era comumente empregado, no singular, para se referir a teorias e práticas didático-pedagógicas de ensino de literatura na educação básica, atualmente, os letramentos literários, no plural, atravessam os muros escolares e o conceito se amplia para incorporar eventos e práticas literárias diversificados e onipresentes na sociedade contemporânea. A nosso ver, compreender os letramentos literários pela lente das práticas sociais de letramentos (Street, 2014) é essencial para (re)pensarmos os modos de produção, circulação e recepção da literatura como resistência e transgressão culturais nos processos complexos de formação de leitores e escritores literários, tal como requer uma educação literária e libertadora (Freire, 2019[1967]) em uma sociedade democrática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cynthia Agra de Brito Neves, Universidade Estadual de Campinas

Doutorado em Linguística Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas. Professora Doutora da Universidade Estadual de Campinas, Brasil.

Clecio dos Santos Bunzen Júnior, Universidade Federal de Pernambuco

Doutorado em Linguística Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas. Professor Adjunto da Universidade Federal de Pernambuco, Brasil.

Referências

ALCALDE, E. Apenas mais um latino. In: Gênesis. São Paulo: Fala, 2020, p. 132. Performance disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=WrgVjuF3LT8.

FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. São Paulo: Paz e Terra, 2019.

GOHN, M. da G. Educação não-formal, participação da sociedade civil e estruturas colegiadas nas escolas. Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v.14, n.50, p. 27-38, jan./mar. 2006.

hooks, b. Ensinando a transgredir: a educação como prática da Liberdade. Trad. Marcelo B. Cipolla. 2ª. ed. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2017.

LUGONES, M. Rumo a um feminismo descolonial. Estudos Feministas, Florianópolis, 22(3): 320, setembro-dezembro/2014. (Artigo originalmente publicado na revista Hypatia, v. 25, n. 4, 2010. Traduzido com o consentimento da autora).

MOITA LOPES, L. P. da (Org.). Por uma linguística aplicada indisciplinar. São Paulo: Parábola, 2006.

MONTE MÓR, W. Letramentos críticos e expansão de perspectivas: diálogo sobre práticas. In: JORDÃO, C. M.; MARTINEZ, J. Z.; MONTE MÓR, W. (Orgs.). Letramentos em prática na formação inicial de professores de inglês. Campinas, SP: Pontes Editores, 2019.

NEVES, C. A. B. Letramentos literários em travessias na Linguística Aplicada: ensino transgressor e aprendizagem subjetiva da literatura. In: LIMA, E. (Org.) Linguística aplicada na Unicamp: travessias e perspectivas [livro eletrônico]. Bauru, SP: Canal 6, 2021, p. 65-88.

PENNYCOOK, A. Uma linguística aplicada transgressiva. In: MOITA LOPES, L. P. da (Org.). Por uma linguística aplicada indisciplinar. São Paulo: Parábola, 2006.

QUIJANO, A. Colonialidade do poder, eurocentrismo e América Latina. In: LANDER, E. (Org.). A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latino-americanas. Buenos Aires: Clacso, 2005, p. 227-278. (Colección Sur Sur).

STREET, B. Letramentos Sociais: abordagens críticas do letramento no desenvolvimento, na etnografia e na educação. Trad. Marcos Bagno. 1ª. ed. São Paulo: Parábola Editorial, 2014.

WALSH, C. Interculturalidad, Estado, sociedad: luchas (de)coloniales de nuestra época. Quito: UASB/Abya-Yala, 2009.

ZUMTHOR, P. Performance, recepção, leitura. Trad. Jerusa Pires Ferreira e Suely Fenerich. São Paulo: Cosac Naify, 2007.

Downloads

Publicado

2021-12-31

Como Citar

NEVES, C. A. de B. .; BUNZEN JÚNIOR, C. dos S. Letramentos literários na contemporaneidade: criticidade e subversão. Trabalhos em Linguística Aplicada, Campinas, SP, v. 60, n. 3, p. 608–611, 2021. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/tla/article/view/8667395. Acesso em: 8 ago. 2022.